Costa recebido com protesto contra cortes nos contratos de associação

Fernando Veludo / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa, na inauguração do Museu Municipal Abade Pedrosa

O primeiro-ministro, António Costa, foi este sábado recebido em Santo Tirso sob um forte protesto de centenas de pessoas que se manifestam contra os cortes no financiamento a colégios privados com contrato de associação.

O primeiro-ministro chegou com 25 minutos de atraso ao Museu Municipal Abade Pedrosa, para presidir à cerimónia que assinala a requalificação desta infra-estrutura, e entrou directamente nas instalações para descerrar as placas de inauguração, sem parar junto aos convidados e manifestantes.

Três representantes das escolas foram levados pela organização do evento ao interior do Museu, onde entregaram a António Costa “um estudo sobre as consequências que vão sofrer as 39 escolas que não vão poder abrir turmas”, disse uma das representantes, Filipa Amorim.

“Não se trata apenas de não abrir novas turmas. Estamos a falar de matar à machadada os colégios com contrato de associação”, sublinhou a representante dos manifestantes.

A comunicação social foi afastada deste encontro entre representantes e o primeiro-ministro.

No exterior do museu, onde foi montada uma tenda para o decurso da cerimónia, os manifestantes continuaram a gritar palavras de ordem.

Paulo Novais / Lusa

Pais, professores e alunos de colégios privados manifestam-se à passagem da comitiva do Primeiro-ministro, António Costa, em Águeda.

Pais, professores e alunos de colégios privados manifestam-se à passagem da comitiva do Primeiro-ministro, António Costa, em Águeda.

Costa diz que colégios privados terão sido iludidos

No final da visita deste sábado ao Museu Abade Pedrosa, em Santo Tirso, o primeiro-ministro afirmou que “talvez alguém” tenha iludido os colégios privados “na convicção de que os contratos de associação deixaram de ser exceção para passar a ser regra“.

Talvez alguém os tenha iludido, mas não é isso que está nos contratos, não é isso que está na lei, não é isso que está no nosso programa de Governo”, disse António Costa.

Costa lembrou que “os contratos de associação não são a única forma de colaboração entre o Estado e ensino particular e cooperativo”, adiantando que nada move o Governo contra este ensino nem contra a livre opção dos pais de onde querem educar os seus filhos.

“Agora a lei diz de forma clara que os contratos de associação só são utilizados quando a rede pública é insuficiente“, frisou.

Docentes dos colégios sentem-se traídos pela Fenprof

A associação que representa os docentes dos colégios com contratos de associação acusou hoje a Federação Nacional dos Professores de traição e de ser “cúmplice” de um governo que quer acabar com as escolas onde trabalham.

Os professores dos colégios dizem ainda que se sentem “sem qualquer proteção, cercados“, de um lado pelo governo, e do outro pela Fenprof.

“A Fenprof tornou-se cúmplice e defensora de um governo que quer condenar à morte as escolas onde trabalhamos e terá de assumir a sua responsabilidade pelo que está a acontecer”, acrescentam.

E por isso entendem que aquela estrutura sindical “perde legitimidade como defensora dos trabalhadores portugueses porque defende e apoia o despedimento de trabalhadores portugueses”.

/Lusa

3 COMENTÁRIOS

  1. A máfia dos colégios está bem organizada e este “circo” só mostra que o governo está no caminho certo!!
    Engraçado é ver o povo (alunos, professores, pais) instrumentalizados a fazerem o “trabalho” de certos “empresários” dos colégios!…

RESPONDER

Violência doméstica: 18 mulheres assassinadas este ano

18 mulheres foram assassinadas e 23 foram vítimas de tentativa de homicídio em 2017, ano que apresenta a taxa mais baixa de incidência dos últimos 14 anos registada pelo Observatório das Mulheres Assassinadas (OMA). "É o …

Mais de um mês depois dos incêndios, dois homens continuam desaparecidos

Os incêndios de 15 de outubro fizeram mais de 40 mortos e, mais de um mês depois da tragédia, duas pessoas continuam desaparecidas. A PJ está a cargo das investigações, com o auxílio do Laboratório …

Decisão de mudar Infarmed para o Porto é ilegal

A decisão do Governo de mudar a sede do Infarmed de Lisboa é ilegal porque os trabalhadores não foram consultados sobre este processo. Um dado avançado pelo jornal i quando é certo que mais de …

Caso de legionella identificado em Coimbra

Um homem está internado no Hospital Geral (Covões) do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra com o vírus da legionella, disse à agência Lusa fonte da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC). Segundo a mesma …

O fim do corte no subsídio de desemprego é meu!

Esta quarta-feira, foi aprovado o fim do corte de 10% no subsídio de desemprego, mas o que animou o debate foi a discussão entre PCP e Bloco de Esquerda sobre a proposta que deveria ser …

Governo admite que o preço da água pode subir

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, admitiu esta quinta-feira que o preço da água pode vir a subir, mas garante que as tarifas se vão manter no próximo ano, porque "já estão aprovadas". À …

Puigdemont renuncia à pensão de ex-presidente catalão e não aceita destituição

Carles Puigdemont renunciou à pensão a que tem direito como ex-presidente do governo catalão, não aceitando a sua destituição e considerando que ainda dirige o executivo "legitimo" daquela região espanhola. "O Estado continua a ser uma …

Árbitros “adiam” pedido de dispensa por 20 dias

Os árbitros de futebol, assistentes e estagiários decidiram, esta quarta-feira, entregar os pedidos de dispensa, mas dentro do prazo regulamentar de 20 dias, viabilizando assim a realização da próxima jornada. Em comunicado enviado à agência Lusa …

José Sócrates acusa o Ministério Público de manipulação

De novo no Youtube, o ex-primeiro ministro tem usado a plataforma para falar sobre as acusações de que é alvo. No mais recente vídeo, José Sócrates "desvenda" os truques da acusação. O mais recente vídeo de …

Ninguém consegue explicar os 64 misteriosos estrondos que se ouviram no céu este ano

No dia 14 de novembro, um forte estrondo foi ouvido em toda a região norte do estado do Alabama, nos Estados Unidos. Mas, só este ano, já se registaram 64 episódios semelhantes nos EUA, Reino …