Costa explica caso do procurador ao Parlamento Europeu com novo lapso

Rodrigo Antunes / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa

António Costa disse que competia ao Conselho Superior da Magistratura ou do Ministério Público nomear o procurador europeu. Dias antes tinha dito que a responsabilidade era do Governo.

O primeiro-ministro assumiu “dois lapsos” na carta enviada em 2019 ao Conselho da UE, para justificar a escolha de José Guerra para procurador europeu, mas diz que os currículos que faziam parte do processo não tinham qualquer erro.

Ao mesmo tempo recusa que tenha havido “interferência política” e repete que o que houve foi “respeito pela autonomia do Ministério Público”, cujo Conselho Superior selecionou e hierarquizou os candidatos.

António Costa enviou uma carta ao Grupo dos Liberais para explicar como funciona o Ministério Público e o seu Conselho Superior. O chefe do Governo afirma que em Portugal “a seleção dos três magistrados a indicar para a Procuradoria Europeia não cabe ao Governo, mas sim ao Conselho Superior da Magistratura ou do Ministério Público”.

De acordo com o Observador, esta informação contraria aquilo que Costa tinha dito numa conferência de imprensa apenas cinco dias antes.

“A quem compete nomear o procurador que representa Portugal na Procuradoria Europeia? Ao Governo. O Governo pura e simplesmente poderia ter escolhido quem bem entendesse. Quem bem entendesse”, disse o primeiro-ministro português, no dia 7 de janeiro.

Além disso, a lei invocada na carta enviada ao Parlamento Europeu apenas foi aprovada cinco meses depois do Conselho Superior Ministério Público (CSMP) ter concluído os respetivos concursos e três meses após o comité de seleção ter escolhido a procuradora Ana Carla Almeida.

A lei n.º 112/2019 foi aprovada pela Assembleia da República a 19 de julho de 2019, promulgada pelo Presidente da República a 6 de agosto de 2019 e publicada em Diário da República no dia 10 de setembro de 2019, entrando em vigor um mês depois.

No entanto, o Ministério da Justiça fechou o processo de escolha do procurador europeu no final do mês de abril, antes sequer da lei ter sido aprovada no Parlamento.

Van Dunem mudou escolha em menos de 24h

A ministra da Justiça alterou a sua escolha para procurador europeu em menos de 24 horas. Inicialmente, o seu chefe da gabinete enviou um email à Direção-Geral da Política de Justiça (DGPJ) a apontar o nome de João Conde Correia. No dia seguinte alterou a escolha para José Guerra, avança o jornal Público.

A alteração repentina poderá estar relacionada com a necessidade de fundamentar uma decisão que contrariava o painel internacional, que escolheu Ana Carla Almeida, candidata que Francisca Van Dunem entendia ser a que tinha menos perfil para o cargo.

Argumentar a favor de João Conde Correia poderia ser uma tarefa árdua, já que o candidato foi apenas o segundo classificado no concurso do Conselho Superior do Ministério Público.

Confrontado pelo jornal, o ministério recusou-se a fazer mais comentários.

Num artigo de opinião publicado esta sexta-feira, o ex-diretor-geral da Política de Justiça, Miguel Romão, questiona o que terá levado à mudança na escolha da ministra.

“O que motivou uma mudança num espaço tão curto de tempo? Como explica a ministra a opção por um nome que não tinha sido o escolhido pelo CSMP, nem o destacado pelo Parlamento?”, lê-se no artigo.

Embora o PSD tenha criticado a nomeação de José Guerra, com a deputada Mónica Quintela a considerar o magistrado “um comissário político do PS”, a verdade é que este foi nomeado  adjunto do membro nacional da Eurojust em 2012 no Governo de Passos Coelho.

Daniel Costa Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Parece-me uma coisa feita à pressa". Críticas aos Censos continuam

Os Censos 2021 têm sido alvo de críticas relativamente aos critérios para identificação de pessoas em situação de sem-abrigo, à ausência de questões sobre identidade de género e orientação sexual, bem como sobre a lista …

Cápsula Crew Dragon já está a caminho da Estação Espacial Internacional

A cápsula espacial da empresa SpaceX foi lançada, esta sexta-feira, por um foguetão Falcon 9 com destino à Estação Espacial Internacional (EEI), levando a bordo quatro astronautas. O Falcon 9 descolou do centro espacial Kennedy, na …

Football Leaks. Rui Pinto ficou no estabelecimento prisional da PJ por indicação da ministra

A ministra da Justiça e o diretor-geral dos Serviços Prisionais determinaram a permanência em prisão preventiva de Rui Pinto no estabelecimento prisional da Polícia Judiciária (PJ), revelou um dos guardas ouvido esta quinta-feira no julgamento …

Incêndios. Tribunal de Contas diz que faltam concretizar medidas aprovadas em 2017

As medidas de prevenção e combate aos incêndios rurais decididas após os grandes fogos de 2017 "ainda não foram completamente concretizadas", existindo várias áreas que carecem "de aperfeiçoamento", revela uma auditoria do Tribunal de Contas …

Pessoas com mais de 65 anos já podem agendar vacina contra a covid-19

As pessoas com mais de 65 anos já podem escolher a data e o local para serem vacinadas através do Portal do Auto-agendamento para Vacinação contra a covid-19, que entrou esta sexta-feira em funcionamento. Os Serviços …

Eventos-teste para retoma dos espetáculos acontecem este mês em Braga. Vão ter 400 espectadores

Os primeiros dois eventos-teste para preparar o regresso dos espetáculos ao vivo com um grande número de espectadores vão decorrer em Braga nos dias 29 e 30 de abril com cerca de 400 pessoas em …

De boas intenções está o inferno cheio. Acabar com voos até 600 km é "proibição cega"

O fim das viagens de avião com menos de 600 quilómetros, um desejo manifestado pelo ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, é uma intenção "louvável". Ambientalistas e especialistas concordam, mas falam em "areia para os …

PSD deverá anunciar apoio a Isaltino Morais nos próximos dias

Depois de ter anunciado quase todos os candidatos autárquicos, o PSD deverá anunciar que se associa ao movimento independente "Isaltino Inovar Oeiras de Volta" liderado pelo ex-militante social-democrata. Contudo, este apoio não é consensual dividiu …

"Ela fez-nos a vida negra". Sobrinha de Sócrates exige parte da herança da avó

"Vou lutar por aquilo que é da minha filha por direito." As palavras são da viúva do irmão de José Sócrates, António Pinto de Sousa, que faleceu em 2011 depois de o ex-primeiro-ministro ter assumido, …

Portugal com mais uma morte e 506 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta sexta-feira, mais uma morte e 506 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 506 …