/

Em investimento público, António Costa não bateu Passos Coelho

Tiago Petinga / Lusa

António Costa e Pedro Passos Coelho

António Costa ainda não conseguiu superar o anterior primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, no que diz respeito ao esforço de investimento público.

Dados do Instituto Nacio­nal de Estatística (INE), consultados pelo Expresso, mostram que o investimento nos serviços públicos aumentou 440 milhões de euros no último ano, somando 4.455 milhões no final de 2020.

Em condições normais, o número equivaleria a 2% do PIB, mas o colapso da economia derivado da pandemia fez com que o investimento público elevasse para 2,2% do PIB de 2020.

O investimento nos serviços públicos ficou-se por 1,5% em 2016; 1,8% em 2017; e 1,9% em 2018 e 2019.

Apesar de o primeiro-ministro socialista fechar o ano com um rácio elevado, não chega para bater Pedro Passos Coelho. Quando passou a pasta a Costa no final de 2015, o investimento público fixava-se nos 2,3% do PIB.

O semanário avança ainda que, entre 2016 e 2020, os Governos de António Costa investiram uma média de 1,9% do PIB, um dos rácios mais baixos entre os 27 Estados-membros da União Europeia (UE).

Por comparação, no período de 2011 a 2015, o esforço de investimento público rondou os 2,5% do PIB.

  Liliana Malainho, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.