Costa e Merkel querem ritmo elevado na vacinação. Charles Michel visita os Jerónimos esta terça-feira

Stephanie Lecocq / POOL / EPA

António Costa com o presidente do Conselho da Europa, Charles Michel

O primeiro-ministro, António Costa, e a chanceler germânica, Angela Merkel, assumiram esta segunda-feira como objetivo prioritário “manter um ritmo elevado” na vacinação contra a covid-19 em todos os Estados-membros da União Europeia.

“Excelente reunião com a chanceler Angela Merkel para passagem de testemunho entre presidências da União Europeia”, escreveu António Costa na sua conta pessoal na rede social Twitter.

A presidência portuguesa da União Europeia (UE), que se prolongará até junho, sucede a seis meses de presidência alemã, quer terminou em 31 de dezembro de 2020.

Sobre esta reunião “de passagem de testemunho” entre os chefes dos governos português e germânico, que se realizou por videoconferência, António Costa escreveu que houve acordo em relação à “importância de manter ritmo elevado da vacinação e de pôr no terreno os instrumentos para a recuperação económica e social“.

Costa recebe esta terça-feira o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, para uma reunião de trabalho, na qual participará também o Ministro dos Negócios Estrangeiros, num programa que inclui ainda uma visita ao Mosteiro dos Jerónimos.

Do programa da visita de Charles Michel consta uma reunião de trabalho com o primeiro-ministro, na qual participam o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e a secretária de Estado do Assuntos Europeus, Ana Paula Zacarias, e que acontece a partir das 15h30, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

Está também prevista uma breve visita ao Mosteiro dos Jerónimos, local onde foi assinado o Tratado de Adesão de Portugal à Comunidade Económica Europeia (atual UE), em 1985.

A visita do presidente do Conselho Europeu é o primeiro encontro oficial da presidência portuguesa do Conselho da UE.

Também esta terça-feira, pelas 18h30, o Grande Auditório do Centro Cultural de Belém será palco do espetáculo inaugural da presidência portuguesa, com um concerto da Orquestra Sinfónica Portuguesa, conduzido pela maestrina Joana Carneiro.

O espetáculo contará ainda com a participação dos artistas Ana Moura, Carminho, Camané, Sara Correia e da guitarrista Marta Pereira da Costa, com curadoria do Museu do Fado e direção artística de Elisabete Matos.

O fadista Carlos do Carmo, que morreu na passada sexta-feira, aos 81 anos, será homenageado durante o concerto, depois de o Governo ter decretado um dia de luto nacional pela sua morte.

Portugal assumiu a sua quarta presidência do Conselho da UE no dia 1 de janeiro, a qual se estenderá durante o primeiro semestre de 2021, sucedendo à Alemanha e antecedendo a Eslovénia, sob o lema “Tempo de agir: por uma recuperação justa, verde e digital”.

Marcelo destaca vacinação e ajudas financeiras

O Presidente da República saudou esta terça-feira e desejou êxitos à presidência portuguesa da UE, destacando os processos de vacinação contra a covid-19 e de atribuição de ajudas financeiras aos Estados-membros para fazer face à atual crise.

Numa nota divulgada no portal da Presidência da República na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa antevê “seis meses de grande empenho das autoridades portuguesas e de afirmação de Portugal, quer em Bruxelas, mas também um pouco por todo o mundo”, como “ator internacional de primeira linha”.

“Ser Estado-membro da União Europeia torna-nos num ator internacional de primeira linha e esta presidência é um momento raro de dirigir os destinos e as tomadas de decisão desta comunidade de valores, de promoção da paz, dos direitos humanos, da igualdade, solidariedade e estabilidade e do bem-estar sustentável dos cidadãos europeus, mas também da melhoria das condições de vida em muitos outros locais do mundo”, considera.

Segundo o chefe de Estado, “é esta igualdade e solidariedade da União Europeia que vai permitir que os seus 450 milhões de cidadãos possam vir a ser vacinados” contra a covid-19, “bem como atribuir as ajudas financeiras” para fazer face à crise social e económica causada pela pandemia.

Marcelo Rebelo de Sousa refere que “as prioridades definidas pelo Governo português para esta presidência”, durante o primeiro semestre de 2021, são “promover a recuperação, a coesão e os valores europeus, promover a União Europeia como líder na ação climática, acelerar a transformação digital ao serviço dos cidadãos e das empresas, valorizar e reforçar o modelo social europeu, promover uma Europa aberta ao mundo”.

“O Presidente da República saúda assim o início desta Presidência Europeia e deseja os maiores êxitos na sua realização”, lê-se na nota.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

E depois de Merkel? Alemanha já sente falta da Chanceler que saiu da sombra para salvar o seu "delfim"

Angela Merkel tinha prometido ficar afastada das eleições legislativas deste domingo, na Alemanha, mas saiu da sombra para apoiar o seu "delfim", o candidato da CDU, Armin Laschet, que deverá disputar a vitória com o …

Já há refugiados afegãos a realizarem entrevistas de emprego em Portugal

Já há refugiados afegãos a realizarem entrevistas de emprego em Portugal, disse a secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira. Em três semanas, chegaram 178 refugiados afegãos a Portugal. A secretária de …

Arranca hoje a conferência dos Trabalhistas - num clima de "guerra civil" entre Starmer e os Corbynistas

A proposta de Starmer de mudar a sistema de eleição do líder dos Trabalhistas tem suscitado muitas críticas, num partido que já estava profundamente dividido entre os membros mais conservadores e os membros leais a …

Multinacional oferece emprego qualificado em Portugal mas não tem candidatos

Um engenheiro de Mirandela regressou à terra para instalar na cidade transmontana o polo principal de uma nova multinacional na área da energia que está a recrutar, mas não consegue candidatos para emprego qualificado. Manuel Lemos …

Austrália, Japão, EUA e Índia reúnem-se "sem objetivos militares", mas China sente-se ameaçada

Estados Unidos, Austrália, Japão e Índia reuniram-se naquela que foi a primeira reunião do chamado Quad. A China sente-se ameaçada e avisa que o grupo está "fadado ao fracasso". Joe Biden liderou esta sexta-feira a primeira …

"Escândalo". FCSH acusada de abrir concurso à medida de Raquel Varela

A Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa está a ser acusada de abrir um concurso à medida da historiadora Raquel Varela. A polémica com a historiadora começou na segunda-feira, 20 de …

Descobertos cadáveres de guerreiros do século XIII. Podem ter sido enterrados pelo Rei Luís IX

Cientistas britânicos acreditam que os cadáveres dos guerreiros cristãos tenham sido enterrados por Luís IX, rei de França, no século XIII. Um grupo de arqueólogos internacionais encontrou no castelo de Sidon, no Líbano, valas comuns com …

Hidroavião de Sacadura Cabral e Gago Coutinho é único no mundo e está em Lisboa

Um dos hidroaviões que há quase 100 anos transportaram Sacadura Cabral e Gago Coutinho na primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul está exposto no Museu da Marinha, em Lisboa, e é o único aparelho original …

Programa da SIC Notícias comentou eleições em dia de reflexão. CNE deixou aviso

O "Programa Cujo Nome Estamos Legalmente Impedidos de Dizer", da SIC Notícias, falou sobre as eleições em dia de reflexão, porque "comentário não é propaganda eleitoral". As eleições autárquicas estão marcadas para este domingo e, como …

Os dentes das formigas-cortadeiras são tão resistentes como facas

Um novo estudo indica que as formigas-cortadeiras têm uma teia de átomos de zinco entrelaçados na estrutura biológica das mandíbulas, o que lhes dá a durabilidade de um conjunto de facas de aço inoxidável. De acordo …