Costa diz que ilegalização do Chega não é resposta, mas sim solucionar problemas

Hugo Delgado / Lusa

O primeiro-ministro considerou esta terça-feira que a resposta política mais eficaz ao Chega não passa pela sua ilegalização, mas por solucionar os problemas sociais que alimentam o populismo e explicam a existência do partido.

António Costa foi confrontado, em entrevista à rádio Observador, com as declarações do presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, que precisamente àquele órgão de comunicação social admitiu que “a questão da ilegalização do Chega venha a colocar-se”.

Eu prefiro mais a pedagogia do que as proibições e acho que a forma eficaz de combater o Chega é dar resposta aos problemas sociais que alimentam o descontentamento, a desesperança, a descrença porque essa é a base do populismo”, começou por responder o primeiro-ministro, sublinhando a sua cultura e espírito liberal.

Deixando claro que “a ilegalização é uma matéria que compete ao sistema de justiça”, Costa focou-se na questão política: “o que eu acho que é fundamental é responder às causas políticas que explicam a existência do Chega na sociedade portuguesa”.

“Isso é para mim a prioridade. Quanto ao mais, isso são as competências próprias, designadamente do Ministério Público, que pode acionar se assim o entender os mecanismos previstos para ilegalização de qualquer partido político”, justificou.

Sublinhando que não crê que “seja essa a resposta mais eficaz, pelo menos do ponto de vista político”, o primeiro-ministro escusou-se a “dar conselhos ao Ministério Público sobre o que deve fazer”.

“Agora, do ponto de vista político o que devemos procurar entender é quais são os fenómenos e as causas sociais que têm gerado este clima, que tem levado muitas pessoas a entenderem que é no Chega que têm a resposta aos seus problemas”, reiterou.

Na mesma entrevista, António Costa voltou a ser muito crítico em relação à atuação do líder do PSD, Rui Rio, ao ter contribuído para a aprovação da alteração ao Orçamento do Estado para 2021, apresentada pelo BE, que anula a transferência de 476 milhões de euros do Fundo de Resolução para o Novo Banco.

“Ficámos todos a saber é que Rui Rio, com muita facilidade, arruma os seus princípios”, condenou, considerando que esta aprovação foi “uma bravata política que vai ser jurídica e financeiramente inconsequente”.

Questionado sobre se esta decisão do PSD afetou as suas relações com Rui Rio, Costa defendeu que a ideia de que os dois líderes dos maiores partidos eram “parceiros de tango” foi “uma ficção da comunicação social”, uma vez que isso nunca aconteceu.

Segundo o primeiro-ministro, as relações políticas com o líder da oposição “nunca existiram”, considerando que os acordos para a descentralização e para os fundos europeus “são duas árvores que não fazem a floresta”.

Sobre o bloco central, na perspetiva do chefe do executivo, Costa e Rio estão de acordo: “nem ele deseja o bloco central, nem eu desejo o bloco central”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

StayAway Covid só enviou 2.708 alertas de contágio. 60% já desinstalaram a app

Apenas 39% das quase três milhões de pessoas que instalaram a StayAway Covid é que a continuam a usar. A app só enviou 2.708 alertas de contágio. A StayAway Covid, a aplicação móvel criada para rastrear …

DGS define quais os cancros que não podem ficar por operar. Hospital de campanha fechado por falta de profissionais

Até ao final do mês os hospitais vão ter como foco a prestação de cuidados intensivos, podendo deixar de assegurar a atividade programada. A oncologia é uma área vital e os polos do Instituto Português …

"Vão fechar o Tozé". Mayan corta o cabelo (e alerta para dificuldades dos pequenos empresários)

O candidato presidencial Tiago Mayan Gonçalves foi esta quinta-feira cortar o cabelo a um barbeiro, no Porto, para alertar para as dificuldades decorrentes do encerramento desta atividade a partir de sexta-feira no âmbito do …

ERC cancela debates de Vitorino Silva com todos os candidatos no Porto Canal

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) cancelou os debates de Vitorino Silva com todos os candidatos presidenciais no Porto Canal, na sequência da queixa apresentada pelo PCP à Comissão Nacional de Eleições (CNE). Esta …

Bancos contestam lei da banca (mas Deco aplaude). Centeno admite ajustar medidas

O Banco de Portugal (BdP) quer alterar o Código da Atividade Bancária (CAB). Se por um lado, os bancos contestam algumas das normas, por outro, outras entidades, como a Deco, aplaudem as medidas. A consulta pública …

Mulher com covid-19 em coma e ventilada conseguiu o "milagre" de dar à luz

Em outubro de 2020, Elisângela Neves, de 31 anos, foi infetada com covid-19 quase morreu. A mulher estava grávida de 27 semanas, mas precisou de ser ventilada e ligada a uma máquina que respirou por …

Mais de 95% dos vacinados do São João apresentaram anticorpos em 15 dias

Entre 95 a 97% dos profissionais de saúde vacinados contra a covid-19 no Hospital de São João, no Porto, apresentaram, 15 dias após a primeira toma, anticorpos que conduzem à imunidade, revelou esta quinta-feira o …

É mais "um conjunto de meias medidas". Governo criticado por manter escolas e universidades abertas

As novas medidas tomadas pelo Conselho de Ministros para controlar a pandemia de covid-19 entraram esta sexta-feira em vigor. No entanto, as exceções decididas pelo Governo relativamente ao novo confinamento têm sido alvo de duras …

Berlusconi hospitalizado no Mónaco com problemas cardíacos

Silvio Berlusconi, antigo primeiro ministro italiano, está hospitalizado no Mónaco, depois de ter sofrido uma arritmia cardíaca. O ex-primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, está hospitalizado desde segunda-feira no Mónaco, após sofrer um problema cardíaco, explicou esta quinta-feira …

Depois do Reino Unido, Angola suspende voos para Portugal. Santos Silva quer saber o motivo

O Reino Unido decidiu, esta quinta-feira, suspender as ligações aéreas de Portugal para Inglaterra para tentar impedir a entrada da estirpe brasileira do SARS-CoV-2. Angola tomou a mesma decisão e o Ministério dos Negócios Estrangeiros …