Costa esconde há mais de um mês parecer jurídico que desagrada a Angola

10

Tiago Petinga / Lusa

Pedro Nuno Santos, António Costa, Augusto Santos Silva: o núcleo duro do Governo no Parlamento.

António Costa tem na gaveta, há mais de um mês, um parecer jurídico solicitado à Procuradoria-Geral da República sobre a questão da imunidade diplomática do antigo vice-presidente de Angola, Manuel Vicente, acusado de corrupção pela justiça portuguesa.

Uma notícia avançada pelo Público nota que o primeiro-ministro português confirmou publicamente ter solicitado este parecer ao conselho consultivo da Procuradoria-Geral da República (PGR), mas que nunca o divulgou.

De acordo com o diário, “ao contrário do que esperaria António Costa“, o parecer “subscreve as teses já defendidas”, ou seja, “Manuel Vicente não goza de imunidade“.

Este dado surge numa altura em que o presidente de Angola, João Lourenço, considerou que a recusa de Portugal em transferir o processo de Manuel Vicente para a justiça angolana é “uma ofensa” ao país.

João Lourenço ainda avisou que as boas relações entre Portugal e Angola só podem ser retomadas com esse “gesto” de transferência do processo para a justiça angolana.

Angola recusa-se a notificar Manuel Vicente, alegando a imunidade diplomática do ex-governante. Um dado que condiciona o arranque do julgamento que está marcado para 22 de Janeiro próximo.

O colectivo de juízes destacados para o processo conhecido por Operação Fizz vai ter que decidir se há condições para julgar os arguidos envolvidos, mesmo sem a presença de Manuel Vicente.

PGR nega transferência do processo para Angola

Entretanto, a PGR já veio garantir que não está em marcha qualquer procedimento para a transferência do processo do ex-governante para Angola. “O Ministério Público entendeu não se verificar o requisito da boa administração da justiça“, pelo que “nunca requereu” a transmissão dos autos, nota uma fonte oficial da PGR citada pelo Observador.

O ministro da Justiça de Angola, Francisco Queiroz, disse em Luanda que a transferência da acusação estaria a ser analisada com Portugal.

um espaço para a transferência de processos“, afirmou Queiroz, como cita o Jornal de Angola. “O assunto está a ser tratado e não seria prudente para ninguém fazer declarações precipitadas que possam ser objecto de leituras diversas, para não atrapalhar todo o trabalho que está a ser feito.”

Governo desvaloriza avisos de Angola

Uma fonte do Governo português confessa ao Expresso que os alertas de Angola têm uma dimensão meramente “simbólica”, pelo que se trata de “um problema relativo“. Uma vez que não há visitas oficiais planeadas entre os dois países, a tensão diplomática não tem efeitos imediatos “e as relações económicas e outras, não estarão em causa”.

Na Operação Fizz, Manuel Vicente é acusado de ter pago 760 mil euros a Orlando Figueira, quando este era procurador do Ministério Público no Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), para obter decisões favoráveis em processos judiciais.

O ex-vice-presidente de Angola enfrenta acusações pelos crimes de corrupção activa, de branqueamento de capitais e de falsificação de documentos.

  SV, ZAP // Lusa

10 Comments

  1. Costa deita foguetes quando a situação internacional beneficia a economia portuguesa. Aí nada tem a fazer mas convence que a obra foi dele.
    Quando tem de tomar decisões internas ( as taxas que a EDP e GALP se recusam a pagar ), mete o rabinho entre as pernas e nada faz.
    Quando Angola tem um diferendo com Portugal por causa de um ex vice presidente angolano e corrupto, também nada faz – mete o caso na gaveta e assobia para o lado !
    Poucuxinho…

  2. O presidente de angola devia ter vergonha de estar a defender um corrupto
    e ainda mais o eduardo dos santos tambem nada queria com portugal esquecendo-se
    que há cá muitos milhares de angolanos que não fazião cá falta nenhuma .Mas não podem pagr uns pelos outros

    • Portugal tbem ha tantos corruptos..séra que tu nao vens?querem é sempre apontar o dedo aos corruptos dos outros paises e esquecem-se do vosso.
      Quanto os Angolanos em portugal que dzes nao estarem a fazer nada..deverias ver muito muito bem o que estas pra ai a dizer sen se esqueceres q os tugas tbm nao fazem nunhum em Angola.

  3. “Angola é Portugal e Portugal é Angola” dizia um destes dias um angolano.
    Eu digo 500 anos não são para esquecer, mas também não nos dá direito a hostilizar.
    Qd foi dos submarinos a Alemanha fez justiça no seu País, INTERNAMENTE, não levou à justiça alemã nenhum cidadão português……
    Pergunto quem está por traz desta trapalhada?
    Quem afinal é que interpôs o processo do Vice de Angola nos tribunais portugueses?
    Digam a verdade e não se és escondam na independência da justiça, até porque que eu saiba a ministra da justiça é nomeada pelo governo…
    Parem com a brincadeira que é assunto sério.
    Algum destes analfabetos que nos governa já pensou as consequências para Portugal de um corte radical nas relações Portugal/Angola?
    Pensem no povo e deixem-se de quezílias que não levam a lado nenhum.

    • Submarinos.
      Processo com 8 anos de investigação.
      Ouviram o Portas em Abril de 2014, 3 meses antes do processo prescrever!
      A eurodeputada do BE Ana Gomes, constituiu-se assistente no processo e mesmo depois do despacho disse que iria pedir abertura de instrução..até hoje.

  4. Corruptos tem demais em portugal.quer que lhe faça um desenho?Nem portugueses lá falta fazem Mas não podem pagar uns pelos outros

  5. É uma constatação, existem certos Órgãos da comunicação social, e certos jornalistas, que quando o assunto seja o de atacar o PS, aí estão eles nas primeiras filas, para deitar a baixo o PS ou o Governo PS. Quando se trata dos elementos da direita, nomeadamente, os ladrões, corruptos e em alguns casos, segundo a justiça Brasileira, os assassinos, esses mesmos elementos assobiam para o ar. Para esses “artistas” esta é a justiça e a Democracia. Não, Justiça e Democracia, não é assim, os ladrões, os corruptos e toda a corja de bandidos, devem ser julgados e condenados como deve ser e com verdade, sejam eles, de que partido for, assim como todos os que, não tenham qualquer partido. Mas sinceramente, eu tenho dúvidas que isso seja possivel com a actual justiça.

  6. ai ai…. escondeu??? nem acredito, um homem tao serio …kkkkkkkk tao da confiança de muitos portugueses(?).. ja parece o seu mentor a esconder o freeport, o atartamento.. o santos silva….. ai ai portugal, portugal

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.