Corrigida mutação genética em embriões humanos que causa doença cardíaca

Cientistas corrigiram, pela primeira vez, em embriões humanos uma mutação do gene responsável por uma doença cardíaca hereditária, recorrendo a uma técnica de edição genética, divulgou esta quarta-feira a revista Nature.

A técnica, que usa o sistema de edição genética CRISPR-Cas9, corrigiu o erro na fase mais precoce do desenvolvimento do embrião, evitando a transmissão do gene que causa a miocardiopatia hipertrófica (doença do músculo cardíaco) a novas gerações.

Os investigadores asseguram ter cumprido todas as considerações éticas da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos sobre técnicas de edição genética (as experiências realizaram-se neste país em centros especializados).

O artigo da Nature, que reproduz resultados ainda preliminares, ressalva que os embriões se mantiveram vivos durante poucos dias e nunca se desenvolveram com o intuito de serem implantados.

A técnica de edição genética CRISPR-Cas9 permite cortar o genoma (informação genética codificada no ADN) onde se quer para depois repará-lo, com ‘tesouras’ moleculares constituídas por proteínas e pequenas sequências de moléculas de ARN (ácido ribonucleico, que é responsável pela síntese de proteínas da célula).

Não é a primeira vez que cientistas fazem edição de genes em embriões humanos. Investigadores chineses já o tinham feito. Mas é a primeira vez que tal acontece nos EUA, com resultados que demonstram que o procedimento é “mais eficaz e seguro”, segundo a equipa internacional de investigadores, que inclui espanhóis.

Além disso, acrescentam os cientistas, a metodologia usada favorece o desenvolvimento de embriões sãos.

Nas experiências foram gerados embriões novos, não tendo sido utilizados embriões que sobraram de processos de fecundação ‘in vitro’.

Os investigadores produziram zigotos (células que originam o embrião) fertilizando ovócitos sãos com esperma de um dador portador de uma mutação no gene MYBPC3, que causa a miocardiopatia hipertrófica, condição que provoca, por exemplo, a morte súbita de atletas.

Quem é portador de uma cópia deste gene mutado tem 50% de probabilidade de o transmitir aos seus filhos.

A técnica CRISPR-Cas9 foi usada em dois momentos: após a fecundação, tal como sucedeu em investigações anteriores, mas também, de forma inédita, antes, enquanto era introduzido o esperma no óvulo, tendo este último método provocado resultados mais surpreendentes, de acordo com os autores do estudo.

Depois de CRISPR-Cas9 fazer o ‘corta e cola’, o embrião iniciou as suas próprias reparações, mas, em vez de utilizar a cadeia de moléculas de ADN sintético administrado, fê-lo usando preferencialmente a cópia saudável do gene herdada da mãe.

Quando se corrige um gene como o MYBPC3 são ativados sistemas de reparação nas células.

Nas experiências reportadas pela Nature, os cientistas não só repararam uma percentagem elevada de células embrionárias, como a correção produzida não induziu outras mutações genéticas nem instabilidade no genoma: 72% dos embriões ‘herdaram’ duas cópias sãs do gene.

A equipa científica considera que o diagnóstico genético pré-implantacional – que estuda os embriões antes de serem implantados – é uma fórmula válida para evitar embriões com mutações genéticas.

Contudo, entendem que o novo trabalho contribui para melhorar as fecundações ‘in vitro’, ao aumentar o número de embriões saudáveis que seriam implantados.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. ZAP…
    Desculpem, mas há aqui algo que não bate certo quando dizem “…introduzido o esperma no óvulo…”…
    1º porque esperma é a mistura de espermatozóides, líquido seminal e líquido prostático… e não pode ser introduzido em célula nenhuma…
    2º se queriam dizer espermatozóide em vez de esperma, então a opção mais correta para a célula onde ele se introduz seria a mesma que já tinham utilizado mais atrás, que é ovócito… Pois nesta mesma notícia vocês já haviam utilizado corretamente os termos científicos quando disseram “…fertilizando ovócitos … com esperma…”
    Desculpem estar a chatear mas é mesmo defeito profissional…

RESPONDER

Idosa de 93 anos recuperou de Covid-19 (e há 6 crianças em estado grave no Dona Estefânia)

Uma mulher de 93 anos que esteve internada em Lisboa, com Covid-19, recuperou da infecção ao cabo de 11 dias. Enquanto isso, há seis crianças com idades entre 4 meses e 17 anos que estão …

"Grande erro" da Europa é não usar máscaras, considera especialista chinês

George Gao, diretor dos Centros de Controlo e Proteção de Doenças da China (CDC), considera que o "grande erro" da Europa no combate à pandemia de covid-19 é o facto de as pessoas não usarem …

Obama critica de Trump. "Cada um de nós deve exigir mais dos nossos líderes"

O ex-Presidente norte-americano, Barack Obama, considerou esta terça-feira que o seu sucessor, Donald Trump, ignorou os avisos sobre os riscos de uma pandemia do novo coronavírus, e recordou o mesmo comportamento quanto às alterações climáticas, …

Covid-19. Hotel cinco estrelas na Austrália vai acolher sem-abrigo

A Austrália vai levar a cabo um projeto piloto que visa retirar das ruas alguns sem-abrigo e transferi-los para hotéis de luxo, protegendo-os assim do novo coronavírus oriundo da China (Covid-19).  O projeto, Hotels With Heart, …

Red Bull equacionou infeção voluntária dos seus pilotos

Um responsável da Red Bull admitiu que propôs aos pilotos da marca austríaca, que participa no Mundial de Fórmula 1, uma estratégia de infeção voluntária de covid-19, visando ficarem imunes no início da temporada. Helmut Marko …

TAP avança com lay-off para 90% dos trabalhadores (e reduz atividade para cinco voos semanais)

Numa mensagem enviada aos seus funcionários, a TAP revelou que vai mesmo avançar com um processo de 'lay-off' para 90% dos trabalhadores e com a redução do período normal de trabalho em 20% para os …

Estado vai devolver 3 mil milhões em reembolsos do IRS

O Estado vai devolver 3 mil milhões de euros aos contribuintes em reembolsos do IRS, cuja entrega arranca esta quarta-feira e se estende até 30 de junho. A informação foi avançada pelo ministro de Estado, …

Há quatro infetados no sistema prisional. Estão todos em isolamento domiciliário

O Ministério da Justiça revelou esta terça-feira que aumentou para quatro o número de infetados com covid-19 no sistema prisional e que estão todos em isolamento domiciliário segundo indicação da saúde pública. Em comunicado, o Ministério …

Sousa Cintra diz que Rafael Leão "não ficou no Sporting porque foi apertado"

Sousa Cintra, ex-líder da SAD do Sporting no tempo da Comissão de Gestão, lamenta a rescisão do jogador Rafael Leão, considerando que "ele não continuou porque foi apertado". O jovem jogador foi, recentemente, condenado a …

Portugal tem há cinco dias os mesmos 43 recuperados. DGS e especialistas explicam porquê

Portugal regista, desde o passado dia 27 de abril, os mesmos 43 recuperados da Covid-19, segundo os boletins epidemiológicos diários da Direção-Geral da Saúde. Questionado pela agência Lusa sobre a estagnação no número de altas hospitalares …