/

Coreia do Sul vai construir a sua versão do “Iron Dome” para se proteger da artilharia norte-coreana

Kim Chul-Soo / EPA

A Coreia do Sul vai construir a sua versão do “Iron Dome”, o conhecido sistema de defesa aéreo israelita, para se proteger de eventuais ataques com rockets por parte da vizinha norte-coreana.

De acordo com a agência sul-coreana Yonhap, a Coreia do Sul decidiu, esta segunda-feira, desenvolver o seu próprio sistema de defesa aéreo, como o “Iron Dome” israelita, para defender-se de eventuais ameaças de artilharia de longo alcance da Coreia do Norte.

O comité responsável, presidido pelo ministro da Defesa Suh Wook, aprovou o projeto de 2,89 triliões de wons, cerca de dois mil milhões de euros, que deverá começar a ser desenvolvido no próximo ano e estar concluído por volta de 2035.

“O projeto está a ser desenhado para assegurar um sistema de intercetação com as nossas próprias tecnologias, para aumentar as nossas capacidades de combater as ameaças de artilharia de longo alcance dos inimigos, bem como proteger instalações centrais e infra-estruturas militar e de segurança”, disse a DAPA (Defense Acquisition Program Administration), em comunicado.

Segundo a mesma agência, que cita funcionários militares, Pyongyang tem posicionadas cerca de mil peças de artilharia ao longo da Linha de Demarcação Militar que separa as duas Coreias, incluindo lançadores múltiplos de foguetes de 240 milímetros, a maioria dos quais apontados diretamente para Seul e as áreas metropolitanas.

Durante a reunião, o Governo sul-coreano também aprovou um plano para atualizar os aviões de combate F-35A de última geração através de um programa de venda militar estrangeira com os Estados Unidos.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE