Coreia do Norte lançou ultimato e ameaça “resposta forte” à Coreia do Sul

Rodong Sinmun / YONHAP

Kim-Jong-un, líder da Coreia do Norte, durante um exercício militar

Kim-Jong-un, líder da Coreia do Norte, durante um exercício militar

A Coreia do Norte ameaçou esta sexta-feira, através do seu representante na ONU, lançar uma “resposta militar” forte contra a Coreia do Sul, caso aquele país não pare com as mensagens de propaganda.

“Se a Coreia do Sul não responder ao nosso ultimato, a nossa resposta militar é inevitável e a reação vai ser muito forte“, disse aos jornalistas o adjunto do representante permanente da Coreia do Norte na ONU, Na Myong Hun.

Na quinta-feira, o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-Un, ordenou às suas tropas na fronteira para estarem em estado de alerta.

A Coreia do Norte fez um ultimato à Coreia do Sul, dando-lhe 48 horas para desmantelar os altifalantes colocados ao longo da fronteira para transmitir mensagens de propaganda ou enfrentar uma ação militar.

O ultimato expirava às 17:00 deste sábado (09.00 horas em Lisboa).

O Ministério da Defesa da Coreia do Sul rejeitou a ameaça e disse que as emissões vão continuar.

A Coreia do Sul disparou quinta-feira dezenas de obuses contra a Coreia do Norte, em resposta a um possível ataque com um míssil por parte de Pyongyang.

Os dois países atravessam novamente um novo momento de tensão, depois de, no início do mês, dois soldados sul-coreanos terem ficado gravemente feridos na explosão de minas colocadas na zona sul da fronteira coreana.

Após uma investigação, Seul concluiu que as minas foram colocadas por militares norte-coreanos, infiltrados em território sul-coreano, mas Pyongyang negou qualquer implicação no caso.

Na segunda-feira, 50 mil soldados sul-coreanos e três mil norte-americanos iniciaram manobras militares de larga escala, que simulam um ataque da Coreia do Norte.

Pyongyang classificou o exercício, que vai decorrer até 28 de agosto, como uma “declaração de guerra”.

Norte e Sul continuam tecnicamente em guerra, uma vez que a Guerra da Coreia terminou com a assinatura de um armistício que nunca foi substituído por um tratado de paz entre os dois vizinhos.

Já na noite desta sexta-feira, foram anunciadas para hoje, à hora a que terminava o ultimato apresentando pela Coreia do Norte, negociações de alto nível entre os dois países.

O objectivo da reunião é analisar a situação actual e tentar evitar a escalada militar. As negociações decorrem à porta fechada na zona desmilitarizada de Panmunjeom.

Entretanto, a hora marcada passou, não havendo notícias nem dos resultados do encontro nem de qualquer ataque militar de qualquer das partes.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Adiem a Liga dos Campeões", pede o Borussia Dortmund

Sorteio está marcado para esta quinta-feira mas Michael Zorc avisa: "Faltam requisitos legais para a fase de grupos arrancar". A fase de grupos da Liga dos Campeões vai começar, pela primeira vez, em outubro. A primeira …

Artista "ressuscita" 54 Imperadores Romanos com ajuda da Inteligência Artificial

Artista canadiano usou um ramo da Inteligência Artificial para criar retratos ultra-realistas de antigos Imperadores Romanos como, por exemplo, Calígula, Nero e Adriano. A aparência física destes antigos Imperadores Romanos foi preservada em centenas de esculturas …

Cantar pode ser uma má ideia durante a pandemia

Uma nova pesquisa revelou que cantar em grupo pode ser perigoso em termos de propagação de patógenos. Esta é só mais uma prova de que 2020 chegou para pôr um travão na diversão. A Universidade de …

Emirados Árabes Unidos anunciam missão espacial à Lua para 2024

Um alto responsável dos Emirados Árabes Unidos disse hoje que o país tenciona enviar para a Lua uma nave com um veículo não tripulado em 2024. O desejo de pisar a lua é uma ambição de …

Exército norte-americano quer ter acesso à rede de satélites da SpaceX

O exército dos Estados Unidos está de olho na Starlink, a constelação de satélites da SpaceX, cujo CEO é o multimilionário Elon Musk e que tem como objetivo levar Internet de banda larga a todos …

Portugal tem cada vez menos água disponível

Portugal tem cada vez menos água disponível e nos próximos cem anos a precipitação em certas regiões do país, como o Algarve, pode sofrer uma redução de até 30%, alertou esta terça-feira a Associação Natureza …

Tel Aviv vai ter estradas elétricas que recarregam autocarros em movimento

Tel Aviv, em Israel, está a trabalhar na criação de estradas elétricas sem fios para carregar e fornecer energia aos transportes públicos da cidade. As estradas elétricas são parte de um programa piloto liderado pelo município …

Suicídio entre militares norte-americanos aumenta 20% em época de covid-19

Os suicídios entre os militares subiram 20% este ano em comparação com o mesmo período de 2019, registando-se um aumento nos incidentes de comportamento violento à medida que as tropas lutam contra a covid-19 e …

Turista apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma. Arrisca ser condenado a prisão

Um turista foi apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma, em Itália, e arrisca ser punido com um até um ano de prisão. De acordo com o diário italiano La Repubblica, o turista, …

Função Pública. Fesap exige subida de remuneração mínima para 693 euros

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap) exige que a primeira posição da Tabela Remuneratória Única avance para 693,13 euros em 2021 e uma atualização do subsídio de refeição para seis euros. Estas duas medidas …