Contratações na TVI após apoios financeiros “suscitam preocupação”

portugal.gov

Miguel Poiares Maduro, ex-ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional

O professor universitário e ex-ministro Miguel Poiares Maduro manifestou “preocupação” relativamente às contratações na TVI, da Media Capital, grupo que beneficia do apoio do Estado, através da compra antecipada de publicidade institucional.

Em entrevista à Lusa, questionado sobre as contratações da Media Capital, Poiares Maduro disse que o tema suscita “preocupação” relativamente a “empresas que estiveram a solicitar ao Estado apoios financeiros, dizendo que não tinham condições de sustentabilidade mínima e depois, subitamente, conseguem encontrar capacidade financeira para fazer contratações milionárias”.

A Media Capital, dona da TVI, teve a produtora Plural em ‘lay-off’ e vai receber 3,3 milhões de euros no âmbito da compra antecipada de publicidade institucional. Em maio, o empresário Mário Ferreira comprou 30,22% da empresa por 10,5 milhões de euros.

Recentemente, Cristina Ferreira regressou à TVI, após ter protagonizado igual revolução há dois anos, quando trocou o canal que a tornou conhecida pela SIC. A apresentadora, que terá “um salário galáctico de 2,6 milhões de euros” por ano, irá assumir o cargo de Directora de Entretenimento e Ficção e integrar a estrutura accionista e a administração da Media Capital.

“Se nos escandalizamos que os bancos estejam a receber apoios públicos ou que empresas que sejam detidas pelo Estado, como aconteceu na TAP, depois deem bónus aos seus administradores mesmo quando apresentam prejuízos, não podemos deixar de nos preocupar quando empresas, que ainda que forma indireta”, recebem apoios, disse.

“Naturalmente que podemos dizer que as empresas devem ser livres de fazer as suas decisões de gestão, com o risco que isto comporta, e que são ou não premiadas pelo mercado, de acordo com isso, mas o que não podem é querer solicitar apoios públicos precisamente porque dizem que não têm a sustentabilidade, numa lógica de mercado, mas depois invocar o seu estatuto totalmente privado e a lógica de mercado para tomar decisões que, quer queiramos ou não, são decisões arriscadas”, argumentou.

O antigo ministro da tutela da comunicação social do governo de Passos Coelho realçou que “quando estão, ainda por via indireta, envolvidos meios financeiros públicos”, “devia haver uma preocupação grande de escrutínio e deveria ser exigida a essas empresas que tivessem uma prudência, que fossem consequentes com aquilo que elas próprias estiveram a dizer: que é o mercado não nos assegura sustentabilidade para a nossa atividade”.

Considerando que as medidas de apoio aos media são “urgentes”, o professor universitário defendeu ser preciso apostar também em outras áreas importantes para o setor.

“Esta fragilidade económica torna o setor facilmente capturado por dinheiros de origem mais duvidosa ou cuja intenção de investimento, cuja intenção que está por trás do investimento no negócio que em si mesmo não é lucrativo nos pode levar a duvidar sobre as intenções desse investimento” e isso exige “reforçar os mecanismos de transparência”.

A lei que regula a transparência da titularidade, da gestão e dos meios de financiamento dos media entrou em vigor em outubro de 2015, era Miguel Poiares Maduro ministro com a tutela da comunicação social.

“Somos dos países mais desenvolvidos a nível europeu na lei da transparência dos media, mas temos de tornar mais transparente essa informação, por exemplo, no próprio portal da ERC, que está pouco transparente”, considerou.

O regulador dos media “tem demorado muito tempo, quer na adoção da regulamentação, mas acabou por fazer, quer depois na divulgação dessa dessa informação, mas é um passo importante nesse sentido, até porque inclui não apenas a propriedade, mas também a dependência a nível de fontes de publicidade”, argumenta Poiares Maduro.

“Se houver empresas que têm um peso particularmente forte nas receitas de um grupo de media ou de um jornal através do volume de publicidade que colocam aí – empresas ou instituições públicas, pode ser uma câmara municipal -, os cidadãos devem saber porque isso também é uma razão de suspeita que imediatamente ocorre relativamente a esse órgão de comunicação social”, apontou.

Miguel Poiares Maduro continua ainda a defender a existência de um regulador único para os media e telecomunicações, em vez de dois diferentes – ERC e Anacom – como atualmente acontece.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. o que será que é preciso fazer mais para o POVP perceber que estão metidos há 45 Anos com ALdraboes, Vigaristas, Ladroes, Burloes, Marxistas, Anarquistas, Socilaistas, Bloquistas, Retornados, etc, uma corja que anda pelas esuinas a ver como “Sacam” dinheiro.
    E a mafia está ou ja tomou conta do Poder na UE.
    PT da esquerdalhada está a conduzir PT e a UE a um Mundo de Selvagens!

RESPONDER

Encontrado o primeiro planeta que sobreviveu à morte da sua estrela

Uma equipa internacional de astrónomos relatou o que pode ser o primeiro planeta intacto encontrado a orbitar uma anã branca, as densas sobras de uma estrela semelhante ao Sol, apenas 40% maior do que Terra. O …

Os sinais de vida em Marte podem ter sido "apagados" por ácidos

Fluidos ácidos podem ter destruído há muito as evidências de vida biológica passada dentro da argila marciana - possivelmente explicando, assim, por que é tão difícil encontrar evidências de vida antiga no Planeta Vermelho. Em pouco …

Faca feita de fezes entre os vencedores deste ano dos prémios Ig Nobel

Uma faca feita com fezes congeladas e um jacaré a arrotar são alguns dos vencedores dos prémis Ig Nobel, que distinguem as invenções mais incomuns. Os prémios Ig Nobel – uma paródia dos prémios atribuídos pelas …

O hemisfério norte teve o verão mais quente de que há registo (e isso é um sinal de alerta para a Terra)

O hemisfério teve em 2020 o verão mais quente de que há registo. No geral, o Planeta Terra teve três dos meses mais quentes, e o mês de agosto foi o segundo mais quente que …

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …