Constança Cunha e Sá de saída da TVI. “É uma questão de dignidade, saúde mental e higiene”

Constança Cunha e Sá confirmou, através da sua conta de Twitter, que está de saída da TVI. É a segunda profissional a anunciar o fim da ligação com a estação de Queluz de Baixo nas últimas semanas.

“Saí da TVI, que durante muitos anos foi a minha casa, por uma questão de dignidade, saúde mental e higiene. Nunca acabaria a minha vida profissional a trabalhar para a Cofina. Lamento”, escreveu a jornalista na rede social.

Atualmente, decorre um processo para a compra da Media Capital, dona da TVI, por parte da Cofina, que detém o Correio da Manhã, a revista Sábado, entre outras publicações.

A Autoridade da Concorrência emitiu, em dezembro do ano passado, um projeto de decisão, de sentido favorável, à compra. Este está agora sujeito a audiência de interessados”, adiantou à agência Lusa fonte da entidade.

Na semana passada, a jornalista Paula Magalhães também anunciou que estava de saída da TVI, depois quase 30 anos de ligação ao canal.

“27 anos. Termino hoje mais um ciclo. Deixo a TVI com a noção que foram anos felizes e intensos. Balanço sempre positivo. Os amigos são para sempre! Grata por terem estafo comigo”, escreveu na sua página oficial do Facebook.

“Discurso Direto” e “Portugal, Português” foram alguns dos programas conduzidos por Paula Magalhães, tal como frisa o portal Sapo Mag.

João Maia Abreu, responsável pela Direção da TVI África, está também de saída.

A TVI está a passar por um “processo de reestruturação“, depois de perder a liderança para a SIC, tal como conta o jornal Eco, podendo esta situação justificar as saídas destes profissionais. Pedro Ribeiro, da Rádio Comercial, reforçou o canal, assumindo o cargo de diretor de programas executivo da TVI.

Hugo Andrade, fundador da estação e que, entre 2011 e 2015, foi diretor de programas da RTP, é o novo diretor de Conteúdos e Inovação da TVI.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE