Cientistas apresentam mais provas da existência de uma “segunda Terra”

NASA Ames /SETI Institute / JPL-CalTech

A Terra, à esquerda, comparada com o exoplaneta Kepler-186f

Um exoplaneta já descoberto poderia abrigar vida. Cientistas do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos Estados Unidos, descobriram novas evidências de que o Kepler-186f pode ser a “segunda Terra”.

O Kepler-186f foi detetado em 2014 e é o primeiro planeta de tamanho similar ao da Terra que se encontra fora do Sistema Solar, a cerca de 1.200 anos-luz de distância da Terra. Este planeta orbita uma estrela na zona habitável, segundo cientistas do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos Estados Unidos.

Com a ajuda de simulações, os investigadores chegaram à conclusão que este astro tem exatamente a mesma inclinação de eixo que o planeta Terra, o que significa uma eventual mudança regular de estações e a estabilidade das condições climáticas no planeta em questão, um fator-chave para o surgimento e manutenção da vida.

O estudo, publicado recentemente na The Astronomical Journal, detalha que a inclinação axial, tanto da Terra como de Kepler-186f, é de 23 graus. Os cientistas sugerem que a inclinação axial de Kepler-186f é muito estável (o suficiente para albergar vida).

Mas quão importante é a inclinação axial para o clima de um planeta? Uma grande variabilidade na inclinação axial poderia ser uma das principais razões pelas quais Marte se transformou de uma paisagem aquática, há milhares de milhões de anos, no deserto árido que é hoje.

“Marte está na zona habitável do nosso sistema solar, mas sua inclinação axial tem sido muito instável – variando de zero a 60 graus”, disse Gongjie Li, professor da Georgia Tech, que liderou o estudo. “Essa instabilidade contribuiu, provavelmente, para a decadência da atmosfera marciana e para a evaporação da água da superfície”.

O Kepler-186f encontra-se na zona habitável de sua estrela, ou seja, a uma distância do seu sol que lhe permite ter uma temperatura moderada necessária para a existência de água em estado líquido na superfície.

Kepler-186f é cerca de 40% maior do que a Terra, sendo muito provavelmente um mundo terrestre ou oceânico. O exoplaneta fica na constelação de Lyra, sendo o planeta mais distante dos cinco que orbitam a mesma estrela.

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. No outro dia apareceu um a dizer que estamos sozinhos no universo em que todo esta morto porque falta de fosforo… E pelos vistos somos mesmo o centro do universo e tudo gira a nossa volta.

  2. Não cuidem não da “nossa” Terra e fiem-se noutras “Terras” e ainda vamos acabar torrados ou a comer areia…
    1200 anos de luz de distância nem em sonhos algum dia lá chegaremos…, ou se ou quando lá chegarmos o mais provável é encontramos um penedo no espaço ou nem sequer nada…
    Tretas e tretas..

  3. O que desconriram, passou-se há 1 200 anos luz, o que quer dizer, que hoje pode já nāo existir, e se existir, será completamente diferente.
    Para além disso para haver tecnologia que nos leve lá, quanto tempo vai demorar? Ainda haverá Terra?
    Tretas! Para vender notícias, ou desinformação, para esconder a realidade!

  4. Seres humanos prepotentes e egoístas! Não estão interessados em resolver os gravíssimos problemas existente na nossa casa comum, como: falta de água potável, alimentação, aquecimento global, guerras instigadas pelos mafiosos/gananciosos, não educação para a cidadania universal, e tantos etc(s), no entanto, gastam milhões para descobrir se existem outros planetas com vida…

  5. Ó José Abrantes, “anos luz” é uma medida de distância usada para fazer medições em escala interestelar. O que hoje vimos desse planeta já é passado, neste caso com 1200 anos (não anos-luz). A distância entre a terra e este planeta é de 1200 anos à velocidade da luz. Ora 1200 anos na escala da História da Humanidade não é grande coisa, na escala astronómica 1200 anos deve ser o mesmo que 1 milésimo de segundo na vida de um homem.
    A ti e a mim nenhuma tecnologia vai levar a lado algum, para o futuro da Humanidade vai ser a diferença entre a nossa extinção ou não. O Homem, por muito que custe dizer isto, é o maior parasita da terra e vai sugar todos os seus recursos até nada mais restar. Está na nossa essência que não acredito algumas vez mude. Então a nossa salvação não será diferente de outros parasitas que esgotam até à morte o seu hospedeiro tendo de procurar um novo para subsistirem. Vida é certamente muito mais comum no universo do que a gente julga. Ainda “ontem” se dizia que só haviam planetas no sistema solar, hoje conhecem-se milhares. A matéria de que somos feitos não é única nem sequer rara, é comum no Universo. A vida pode ser suportada em ambientes bem distintos, hoje conhecem-se seres vivos na terra que vivem em ambientes de pressão, sem luz solar, tóxicos, a temperaturas nada moderadas para o nosso padrão que se julgavam não poder suportar vida… e ela lá se desenvolveu. Então por alma de quem somos pertensiosos ao ponto de acharmos que somos únicos no meio desta vastidão? Eu digo-lhe… porque ainda somos muito ignorantes.

RESPONDER

Pai de Rosa Grilo constituído arguido por suspeita de favorecimento pessoal

O pai de Rosa Grilo, Américo Pina, foi esta quarta-feira constituído arguido num segundo processo relacionado com a morte do triatleta Luís Grilo. Segundo o jornal Público, a notícia foi confirmada por fonte próxima do processo, …

NOS e Vodafone vão partilhar equipamentos de redes móveis

A NOS e a Vodafone fecharam acordos com vista à partilha de infraestruturas e equipamentos de rede móvel, abrangendo as tecnologias 2G, 3G e 4G. A NOS e a Vodafone anunciaram um acordo de partilha de …

Eutanásia começa a ser discutida. Deputados consideram pergunta "confusa" e "não" é quase certo

A discussão sobre a eutanásia começa hoje no Parlamento e estende-se até sexta-feira. A proposta, que conta com o apoio da Igreja Católica, deve ser chumbada, tendo em conta os sentidos de voto já conhecidos, mas …

Cabrita mantém auditoria sobre falhas na GNR e PSP em segredo

A auditoria "Cartografia de Risco", feita pela Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) que detetou falhas na formação e organização na GNR e na PSP, continua em segredo no gabinete do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita. Em …

Assassino publicou áudio a dizer que "vingou o profeta". Pai de aluna e dois menores podem ter sido cúmplices

O assassino do professor francês que mostrou caricaturas de Maomé numa aula divulgou uma mensagem de áudio nas redes sociais em que dizia ter vingado o profeta, após publicar uma fotografia da sua vítima, avança …

Avanços e ajustamentos em pezinhos de lã. Sem certezas, Governo tenta aproximar-se à esquerda

A tensão entre o PS e a esquerda já dura há duas semanas. O Governo já fez algumas cedências em troca do "sim" dos parceiros, mas falta a análise que tarda em chegar. Fonte do Governo …

"Bazuca" dá mais mil milhões para "revolução" nos transportes de Lisboa e Porto

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, diz que estamos perante uma "revolução" que vai mudar muito a circulação das pessoas em Lisboa e no Porto. O dinheiro vindo da União …

"Médicos pela Verdade". Ordem abre processo contra movimento que desvaloriza gravidade da covid-19

A Ordem dos Médicos abriu processos disciplinares a 7 médicos do movimento Médicos pela Verdade, grupo que desvaloriza a gravidade da covid-19 e se mostra contra o uso generalizado de máscaras e de testes de …

"Esta é a crise das nossas vidas". Vieira da Silva diz que chumbo do OE seria "dificilmente compreensível"

O ex-ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, elogiou, em entrevista ao jornal ECO, a proposta para Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) e disse que seria "estranho" que não …

Podemos acusado de financiamento irregular, crime eleitoral e falsificação de documentos

O partido espanhol Podemos é acusado de financiamento irregular, crime eleitoral e falsificação de documentos comerciais. A acusação consta num despacho do juiz de instrução Juan José Escalonilla, datado de 10 de setembro, ao qual a …