Comer nozes pode reduzir o risco de doenças cardíacas

O consumo regular de nozes mostrou ser altamente benéfico no que toca à redução do risco de doenças cardíacas. Este fruto seco parece ter um efeito anti-inflamatório.

As nozes são um dos frutos secos mais nutritivos que podemos comer. Além de proteínas, hidratos de carbono e lípidos insaturados, são também ricas em zinco, potássio, fósforo, magnésio e vitamina B6.

Naquele que é o maior e mais longo estudo científico sobre os vários benefícios desta fruto seco, os investigadores descobriram que o seu consumo regular em adultos mais velhos pode diminuir o risco de doenças cardíacas, reduzindo a concentração de certos biomarcadores inflamatórios.

Os resultados do estudo publicado recentemente na revista Journal of the American College of Cardiology mostram que as pessoas na faixa etária dos 60 e 70 anos que consomem regularmente nozes podem ter uma inflamação menor, um fator associado a um risco menor de doenças cardíacas, comparativamente com aqueles que não comem nozes.

Neste estudo, mais de 600 idosos saudáveis consumiram entre 30 e 60 gramas de nozes por dia ou seguiram a sua dieta padrão, sem nozes, durante dois anos.

Dos dez marcadores inflamatórios mais conhecidos que foram medidos no estudo, seis foram significativamente reduzidos com a dieta de nozes. Entre esses marcadores destaca-se a interleucina-1β, uma potente citocina pró-inflamatória cuja inatividade farmacológica foi fortemente associada a taxas reduzidas de doenças cardíacas, explica o SciTechDaily.

“A inflamação aguda é um processo fisiológico decorrente da ativação do sistema imunológico por lesão, como trauma ou infeção, e é uma importante defesa do organismo“, começa por dizer Emilio Ros, autor principal do estudo.

“A inflamação de curto prazo ajuda-nos a curar feridas e a combater infeções, mas a inflamação que persiste com o tempo, causada por fatores como dieta inadequada, obesidade, stresse e tensão arterial alta, é prejudicial em vez de benéfica, principalmente no que diz respeito às doenças cardiovasculares”, acrescenta o investigador.

As descobertas deste estudo sugerem que as nozes são um alimento que pode diminuir a inflamação crónica, o que pode ajudar a reduzir o risco de doenças cardíacas.

Ros explica ainda que “as nozes têm uma mistura ideal de nutrientes essenciais […] que provavelmente desempenham um papel no seu efeito anti-inflamatório”.

Embora os resultados sejam altamente promissores, o estudo tem as suas limitações. Os participantes do estudo eram adultos mais velhos saudáveis com a opção de comer uma variedade de outros alimentos além das nozes.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Polícia Judiciária faz buscas na Câmara de Vila Verde

A Polícia Judiciária está a fazer buscas na Câmara de Vila Verde, no distrito de Braga, relacionadas com "adjudicações a juntas de freguesia", confirmou esta quarta-feira à Lusa fonte daquela força policial. Segundo a mesma fonte, …

Reino Unido começa a vacinar já na próxima semana

O Reino Unido vai começar a vacinar a sua população contra a covid-19 na próxima semana. Depois da aprovação do uso da vacina da Pfizer, os primeiros a receber a vacina serão os trabalhadores e …

Governo já garantiu 370 camas no setor privado

O Governo já garantiu 370 camas no setor privado, sendo que quase metade, 164, são para doentes covid. Há atualmente 3.338 pacientes infetados com o novo coronavírus internados em hospitais. A informação foi confirmada por fonte …

Covid-19 pode ter chegado aos EUA em dezembro de 2019. País prepara-se para o pior inverno da história

Depois de ter sido confirmado que o novo coronavírus já circulava em Itália desde setembro de 2019, agora surge um relatório que refere que a covid-19 pode ter infetado um pequeno número de pessoas nos …

Maior parte dos médicos aposentados que voltam ao SNS prefere trabalhar em tempo reduzido

A maior parte dos médicos aposentados que regressa ao Serviço Nacional de Saúde (SNS) opta por trabalhar em tempo reduzido, adianta o Jornal de Notícias. De acordo com o Jornal de Notícias, do total de 216 …

Bruxelas ameaça avançar com Fundo de Recuperação sem Hungria e Polónia

A Comissão Europeia (CE) está a perder a paciência e, caso não haja progressos nas negociações, ameaça avançar com o Fundo de Recuperação europeu sem a 'luz verde' da Hungria e da Polónia. O ultimato foi …

Empresas que reforcem lay-off não podem fechar portas, mas podem reduzir horários a 100%

O chamado “apoio à retoma progressiva” vai permitir que em dezembro as empresas saltem para o escalão seguinte, que garante mais financiamento, mas o Governo exige que mantenham atividade. Contudo, garante que tal não condiciona …

Reunião no Infarmed. Pico foi atingido em 25 de novembro, peritos pedem que não haja medo das vacinas

Especialistas, dirigentes dos partidos políticos e parceiros sociais voltaram esta quinta-feira a reunir-se para analisar a situação epidemiológica da covid-19, em vésperas de nova renovação do estado de emergência e da decisão sobre as medidas …

Governo tem algumas soluções para o Novo Banco (que dispensam o Retificativo)

Apesar do chumbo da transferência de 476 milhões de euros do Fundo de Resolução para o Novo Banco, o Governo garante que existem algumas soluções para que o contrato seja cumprido. Uma das hipóteses é a …

Giroud entra para a história da Champions ao marcar póquer ao Sevilha

Olivier Giroud tornou-se o jogador mais velho de sempre a marcar um póquer na Liga dos Campeões. É também o único atleta do Chelsea a fazê-lo. O Chelsea venceu o Sevilha, por 4-0, numa partida da …