Coelho tirou bandeira do Estado Islâmico da cartola e incomodou Marcelo

Gregório Cunha / Lusa

Deputado do PTP, José Manuel Coelho, exibe bandeira do grupo terrorista Estado Islâmico no Parlamento da Madeira para incómodo de Marcelo Rebelo de Sousa

O deputado madeirense José Manuel Coelho voltou a fazer das suas, desta vez com uma bandeira do grupo terrorista Estado Islâmico, e conseguiu deixar Marcelo Rebelo de Sousa incomodado.

Tudo se passou no Salão Nobre do Parlamento da Madeira, no âmbito do Dia da Região que tem como convidado especial o Presidente da República. Após ter feito o seu discurso, o segundo da cerimónia, José Manuel Coelho exibiu uma bandeira do Estado Islâmico, provocando bastante desconforto na sala.

O Diário de Notícias refere o “mal-estar” entre os elementos presentes no Salão Nobre e nota que “Marcelo Rebelo de Sousa não escondeu o incómodo”.

O deputado do Partido Trabalhista Português (PTP) justificou o desfraldar da bandeira islâmica como “um grito de alerta” em “protesto contra os fundamentalismos” dos tribunais madeirenses, conforme cita o DN.

José Manuel Coelho ainda acusou juízes e magistrados de estarem ao “serviço da oligarquia laranja” e de perseguirem aqueles que denunciam a “corrupção” na Madeira.

Não é o primeiro episódio caricato protagonizado pelo deputado do PTP, que já tirou a roupa em pleno plenário do Parlamento madeirense.

Também já foi vestido de recluso para a Assembleia e, noutras ocasiões, levou para o Parlamento um relógio de cozinha pendurado ao pescoço e uma bandeira nazi.

Marcelo Rebelo de Sousa está na Madeira no âmbito das comemorações dos 40 anos da autonomia do Arquipélago.

SV, ZAP

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. ninguém põe esse maluco na linha. É vergonhoso para o nosso Pais a figura ridicula que esse animal faz perante o Presidente da republica.

  2. Isto é o que dá terem acabado com os hospitais para malucos, soltaram-nos todos agora temos que os aturar já não dão conta deles

  3. Com a aprendizagem os cursos de formação do Alberto durante tantos anos, quem não aprende a ofender tudo e todos. Não fazer nada contra isto não é democracia, é permissividade reles e laxismo bacoco.

  4. Não é a mesma coisa aparecer em cuecas ou trazer bandeiras ideológicas sinistras. Às vezes não percebo o que vai na cabeça de quem escreve notícia….

  5. Compreendo a atitude de José Manuel Coelho e o que simbolicamente representa todavia, reconheço que exibir um símbolo de uma organização tão sinistra, não tem justificação nem nexo de causalidade e por isso, desvalorizou os argumentos. Os que adjetivam JMCoelho, também não acrescentam valor a uma crítica que se deseja civilizada, são corpos estranhos numa sociedade que se deseja evoluída/esclarecida expurgada de insultos e de falta de respeito.

  6. e ninguem o para nas parvoices. nao ha respeito pelo simbolo da nação (presidente da republica. isto é uma afronta. acho que devia ser punido por causa do que fez (pena de 8 a 12 anos de cadeia). acho que so batendo com os costados na cadeia é que ele aprende. esta passou dos limites

  7. O TIRIRICA continua a divertir-se à nossa conta, agora até já serve a bandeira do DAESCH só lhe restará mesmo uma bomba ás costas com um detonador que poderia utilizar numa das ilhas Desertas onde ficaria muito bem estilhaçado.

RESPONDER

"Mário Centeno está a perder influência no Governo". Os (maus) sinais para o Orçamento de Estado 2020

A proposta de Orçamento do Estado para 2020 [OE 2020] vai ser apresentada daqui a uma semana e alguns economistas antecipam os riscos do documento, falando de uma "situação potencialmente perigosa para as contas públicas" …

Utilizadores russos do Reddit terão divulgado documentos comprometedores sobre o Brexit

A rede social Reddit anunciou ter concluído que utilizadores russos estiveram na origem da divulgação de documentos confidenciais do governo britânico sobre as negociações comerciais do Brexit. O Reddit anunciou, num comunicado citado pela Associated Press, …

Concorrência quer novas regras para fidelizações nas telecomunicações

A Autoridade da Concorrência (AdC) quer mudanças nas regras impostas pelas operadoras de telecomunicações nos contratos de fidelização. Segundo um relatório da AdC, ao qual o Jornal de Negócios teve acesso e que será esta segunda-feira …

Se Trump fosse julgado perante um júri, seria condenado "em três minutos"

Caso o processo de impeachment avance, e Trump seja apresentado perante um júri, Jerry Nadler acredita que o presidente norte-americano seria considerado culpado "em três minutos". O presidente da comissão de Justiça da Câmara dos Representantes, …

Sangue, lágrimas e crianças escoltadas na primeira despromoção da história do Cruzeiro

O Cruzeiro desceu de divisão pela primeira vez na sua história. O último jogo do campeonato, que selou a despromoção, ficou marcado por episódios violentos entre adeptos e polícia. O cenário vivido no 'Mineirão', este domingo, …

Movimento "Convergência" prepara moção para convenção do Bloco (mas rejeita cisão)

Largas dezenas de elementos do Bloco de Esquerda (BE) estiveram reunidos para preparar uma moção para apresentar na próxima convenção do partido, mas rejeitam estar a criar uma nova tendência ou a preparar uma cisão. João …

Empresário lesou Fisco em 60 milhões, mas não tem de devolver nada

Um empresário do setor do ouro condenado a sete anos de prisão por fraude fiscal agravada não terá de devolver nenhuma parte dos 60 milhões de euros de prejuízo que deu ao Estado por não …

Maioria das pistolas Glock roubadas da PSP pode ter estado sempre com a polícia

Luís Gaiba defende que a contagem do armamento não estava atualizada e que, por isso, a maioria das armas alegadamente desaparecidas pode nunca ter saído da posse da polícia. O agente Luís Gaiba, suspeito do roubo …

Rússia banida dos Jogos Olímpicos e Mundiais por quatro anos

A Rússia foi banida, esta segunda-feira, de Jogos Olímpicos e Mundiais por quatro anos, na sequência de uma decisão, tomada por unanimidade, do comité da AMA que avalia o cumprimento dos regulamentos. A Rússia foi excluída dos …

Governo chinês bane compras públicas de computadores e software estrangeiros

O Governo chinês ordenou que todos os escritórios governamentais e instituições públicas removam computadores e software estrangeiros, ao longo dos próximos três anos, depois da decisão de Washington de banir aquisição de equipamentos da Huawei. A …