A Coca-Cola oferece 1 milhão de dólares a quem acabar com o açúcar

Um milhão de dólares, ou 850 mil euros – é o que a Coca-Cola paga a quem a ajudar a superar um dos seus maiores problemas: o açúcar. O desafio foi anunciado a semana passada em comunicado no site oficial da empresa.

A Coca-Cola diz que o concurso é um apelo a que investigadores e cientistas tentem encontrar um “composto de origem natural, seguro e com baixa ou nenhuma caloria, que crie a sensação de gosto de açúcar quando usado em bebidas e alimentos”.

O site do desafio The Coca-Cola Company Sweetener Challenge realça que o composto a criar não pode ser “à base de stevia, nem extraído de uma espécie de planta protegida”.

O prazo de envio de propostas termina no dia 18 de janeiro de 2018. A 21 de fevereiro, a marca vai anunciar os dez semifinalistas. Posteriormente, a 11 de abril, serão revelados os três finalistas, e o vencedor será conhecido no dia 3 de outubro de 2018.

Esta hercúlea tarefa é um dos maiores problemas enfrentados pela indústria alimentar, que movimenta anualmente mais de 4 biliões de euros.

De acordo com a Quartz, as pesquisas de mercado mostram que actualmente os norte-americanos consomem 15% menos refrigerantes do que há 15 anos, principalmente por causa de preocupações com a saúde. Tanto as vendas da Coca-Cola como da sua maior rival, a Pepsi, estão em queda nos últimos dez anos no país.

Mas nem todos partilham do entusiasmo que o prémio gerou na comunidade científica. “Achei o valor do prémio um pouco baixo”, diz em entrevista à Quartz Ross Colbert, analista de bebidas da multinacional financeira Rabobank. “Acredito que quem conseguir encontrar a solução pode facilmente ganhar milhões com isso“.

“Que uma empresa como a Coca-Cola tenha recorrido a um concurso público como este mostra bem a pressão a que a indústria dos refrigerantes tem estado submetida nos últimos anos”, diz Colber. “Mas encontrar um substituto saudável para o açúcar é algo como procurar o Santo Graal.”

A associação das bebidas açucaradas a problemas de saúde como a diabetes estão a mudar os hábitos dos consumidores. Com efeito, tem havido não apenas uma tendência de troca dos refrigerantes por outro tipo de bebidas – por exemplo, água – como há um cada vez maior apoio dos contribuintes a medidas de taxação das bebidas açucaradas.

Avatar ZAP // Ciberia

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Ahahaa! Se é como a Coca Cola diz, que a Coca Cola Zero tem todo o sabor mas sem açucar, porque não retira o açucar das suas receitas (havendo apenas um tipo de Coca Cola) e deixa de se preocupar com isso???? 😛

  2. Podiam usar xylitol. Ótimo para os ossos e dentes, já que os ingredientes da coca-cola provocam desmineralização, principalmente de cálcio.

  3. Mas eu já os contactei sobre a forma de acabarem com a o açucar na Coca-Cola, começam a vender as garrafas vazias, e toda a gente fica a ganhar. Só não sei é se lhes enviei o meu nib correto para a transferência. Vou aguardar. Os tipos da Danone também não me pagaram nada quando lhes sugeri a forma de venderem iogurte com 0% de calorias, que era também venderem as embalagens vazias. Enfim, mal agradecidos.

  4. A escolha do título “A Coca-Cola oferece 1 milhão de dólares a quem acabar com o açúcar” é infeliz. Querem que se descubra um produto que substitua o açúcar, não a sua destruição. Sendo açúcar o mel, a lactose, a frutose, etc., seria uma tarefa hercúlea acabar com o açúcar!

  5. A STEVIA é saudável, sem calorias e mais doce que o açúcar. É precisamente o melhor substituto da cana do açúcar. Não sei porque a Coca-cola rejeita essa solução. Se eventualmente a Stevia ela está em extinção (o que duvido) é porque a indústria alimentar continua a preferir utilizar a cana do açúcar. Mas comecem agora a plantar a Stevia e daqui a uns anos estará tão abundante como a cana do açúcar e resolve-se o problema dos malefícios do açúcar. STEVIA !!

RESPONDER

França cria delito de "ecocídio" para punir poluição ambiental

A lei resulta de uma recomendação da Convenção de Cidadãos pelo Clima e visa penalizar casos de poluição ambiental com crime específico. A câmara baixa francesa aprovou, este sábado, a criação do delito de “ecocídio” para …

Estação de metro abandonada em NY é o set de filmagens secreto mais bem guardado de Hollywood

A Bowery Station, uma estação de metro em Nova Iorque, permaneceu abandonada durante cerca de 20 anos, mas desfruta agora de uma nova vida. Tudo começou em 2016, quando Sam Hutchins, um veterano da indústria cinematográfica, procurava …

Nacional 0-1 FC Porto | Dragão cansado não facilita

O FC Porto foi à Madeira vencer o Nacional por 1-0. Quem pensou que seria jogo de goleada para os “azuis-e-brancos” enganou-se por completo. Os insulares deram luta, só permitiram um golo, por parte de Mehdi …

João Leão aposta num OE de "expansão" (e mantém a fé num acordo à esquerda)

O ministro das Finanças, João Leão, acredita que o sétimo Orçamento do Estado será aprovado com os partidos à sua esquerda. Ao semanário Expresso, João leão explicou que os próximos Orçamentos do Estado não serão de …

Português investigou histórias por detrás das dedicatórias de Beethoven

A dedicatória do compositor Beethoven da famosa "Sonata ao Luar" a uma alegada musa foi, afinal, uma forma sarcástica de se vingar pela forma como se sentiu desrespeitado, descobriu o musicólogo e pianista português Artur …

Nos canais de Utrecht, os peixes têm uma "campainha" para passar pela barreira

Quando os peixes desovam pelos canais de Utrecht, nos Países Baixos, costumam ser bloqueados pela eclusa Weerdsluis. Agora, a cidade lançou a primeira campainha para peixes do mundo. De acordo com o Dutch Review, o sistema …

Jorge Jesus acusa Gil Vicente de antijogo: "Fez o que o árbitro permitiu"

Este sábado, o Gil Vicente visitou o Benfica e saiu com os três pontos na bagagem ao vencer por 2-1, num duelo relativo à 27ª jornada da Liga NOS. O Benfica perdeu no Estádio da Luz …

Site chinês "apaga" mulheres que não querem casar ou ter relações com homens

Vários grupos de feministas com ideias mais radicais começaram a ser bloqueados de um dos sites mais influentes na China. Num país conhecido pelo seu regime ditatorial e conservador, um grupo de mulheres uniu-se para lutar …

Grande Crise do Ketchup. A pandemia atacou um mercado improvável (e já há um mercado negro para o molho)

Os problemas da cadeia de suprimentos estão a chegar a um canto distante do universo empresarial: os pacotes de ketchup. O ketchup é o molho de mesa mais consumido nos restaurantes dos Estados Unidos, com cerca …

Justiça britânica perdoa dívida de 60 milhões a Vale e Azevedo

João Vale e Azevedo, ex-presidente do Benfica, foi declarado "exonerado da insolvência" que corria em Londres desde 2009. Um tribunal de Londres declarou que João Vale e Azevedo está exonerado de insolvência. Na prática, a justiça …