/

Como é que os coalas bebem água no topo da árvores? O mistério foi finalmente resolvido

Os coalas são um dos animais mais carismáticos do mundo, mas ainda há muito que não sabemos sobre eles. Por exemplo, como é que um coala bebe água no topo de uma árvore? Não se sabia – até agora.

A forma como os coalas bebiam água sempre foi um mistério: absorvem apenas a humidade das folhas que comem? Ou descem das árvores para beber?

A resposta chegou este mês num estudo publicado na revista científica Ethology. Uma investigadora da Universidade de Sydney, na Austrália, observou, pela primeira vez, um coala a beber na natureza. Segundo a cientista, os coalas lambem a água que escorre pelos troncos lisos das árvores enquanto chove.

Para o estudo, de acordo com o EurekAlert, Valentina Mella colheu observações de coalas a beber na natureza feitas por cientistas cidadãos e ecologistas independentes entre 2006 e 2019 no Parque Regional You Yangs, em Victoria, e nas Planícies de Liverpool. Havia 44 observações de coalas ao ar livre a lamber a água que escorria de um tronco de árvore durante ou imediatamente após a chuva no Parque Regional You Yangs.

“Durante muito tempo, pensámos que os coalas não de precisavam beber muito porque ganhavam a maior parte da água necessária para sobreviver nas folhas em que se alimentam”, disse Mella, em comunicado. “Mas, agora, observámo-los a lamber a água dos troncos das árvores. Isso altera significativamente a nossa compreensão de como os coalas obtém água na natureza. É muito emocionante”.

Todos os dias, os coalas selvagens comem 510 gramas de folhas frescas de eucalipto e acredita-se que a água na folhagem em que se alimentam contribua com três quartos da ingestão de água no verão e no inverno.

Além disso, os coalas possuem extraordinárias habilidades de concentração urinária e restringem a perda de água respiratória e cutânea em comparação com mamíferos de tamanho semelhante.

A Austrália está a sofrer o maior período de seca já documentado, com severos déficits de precipitação e temperaturas máximas recorde. Os coalas sofrem stress por calor e mortalidade em massa em condições quentes e secas prolongadas e gastam mais tempo a beber em estações de água artificiais se a chuva for escassa.

Em cativeiro, os coalas bebem água, mas esse comportamento costuma ser atribuído à doença ou ao stress térmico intenso. Coalas também foram observados a aproximar-se dos humanos para aceder a água, o que também é considerado incomum.

Os coalas estudados lamberamm troncos numa ampla variedade de condições climáticas e até mesmo quando havia água autónoma disponível em reservatórios próximos. Assim, lamber água das árvores não é o resultado do stress térmico, mas sim o seu comportamento natural.

“Sabemos que os coalas usam árvores para todas as suas principais necessidades, incluindo alimentação, abrigo e descanso. Este estudo mostra que os coalas também dependem das árvores para aceder a água livre e destaca a importância de reter árvores para a conservação das espécies”, rematou Mella.

Estudos futuros poderão investigar quando e por que os coalas de diferentes áreas precisam de acesso a água livre e se a suplementação de água é necessária para algumas populações.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.