CNE quer que independentes declarem militância partidária. Rui Moreira diz que essa ideia não faz sentido

Rui Moreira / Facebook

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) propõe ao Parlamento que obrigue os candidatos independentes às autarquias a declararem expressamente se são militantes de algum partido. Rui Moreira considera que a ideia não faz sentido e lança críticas à CNE.

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) propôs ao Parlamento que obrigue os candidatos independentes às autarquias, mas também os eleitores que subscrevem essas candidaturas, a declararem expressamente se são militantes de algum partido, escreve a TSF.

A entidade que fiscaliza a legalidade das eleições está preocupada com a “crescente tendência para alterar as normas que regulam as eleições no ano que antecede a sua concretização”, refere o parecer, ao qual a TSF teve acesso.

O documento destaca que ninguém pode estar, por lei, inscrito em mais de um partido político, sendo “duvidoso” que alguém inscrito num partido se possa candidatar a uma autarquia, como independente, “quando o partido em que está inscrito concorra, só ou em coligação, à mesma eleição”.

Por uma “exigência mínima de transparência e de respeito pelos cidadãos”, a CNE propõem que a lei preveja a “obrigação de os cidadãos proponentes [que subscrevem a apresentação das candidaturas independentes] e os candidatos por eles propostos declararem expressamente a sua militância partidária, quando exista”.

“Não se saberá de ciência certa, mas pode ter havido e podem constituir-se grupos de cidadãos que, beneficiando da ideia de independência inculcada pela designação enviesada que campeia, são, na prática, estruturas partidárias que dinamizam candidaturas em surdina, defraudando os cidadãos”, refere a CNE.

Mas a Comissão vai mais longe e relata casos em que “cidadãos apreensivos” têm perguntado se um eleito independente perde o mandato quando adere a um partido com outros candidatos eleitos no mesmo órgão autárquico.

A CNE admite ainda que existem “desigualdades notórias” no tratamento das candidaturas autárquicas de partidos e independentes, mas sublinha que há vantagens e desvantagens dos dois lados.

“Um dos aspetos em que tais diferenças são mais vincadas em desfavor dos partidos políticos é o financeiro: os partidos políticos e coligações de partidos estão obrigados a entregar ao Estado os eventuais superavit [lucros] das campanhas, obrigação que não é aplicável aos grupos de cidadãos”, refere o parecer entregue no Parlamento. Isto significa que os grupos de cidadãos independentes – ao contrário dos partidos – podem ter lucro com a campanha eleitoral.

Esta quinta-feira, estão em debate no Parlamento os sete projetos de lei para mudar a lei que regula a eleição autárquica, numa altura em que se aproximam as eleições do final do ano.

CNE é “preguiçosa e negligente”, acusa Rui Moreira

Entretanto, numa reação à proposta, o Presidente da Câmara do Porto considera que a Comissão Nacional de Eleições tem sido muito preguiçosa relativamente à questão das leis dos independentes e das alterações às leis que estão a ser discutidas no Parlamento.

De acordo com a TSF, Rui Moreira defende que a ideia de os candidatos independentes às eleições autárquicas terem de declarar expressamente se são militantes de algum partido é uma ideia que não faz sentido e lança críticas à CNE.

“Pelo meu lado, não tenho nenhum problema, nunca fui filiado em nenhum partido nem conto ser, a não ser que tenha que formar um partido porque a comissão nacional de eleições não cria condições para que os movimentos independentes possam concorrer às eleições autárquicas”, afirma o autarca independente.

João Tiago Machado, porta-voz da Comissão Nacional de Eleições defendeu, também em declarações à TSF, que se trata de uma questão de justiça, de igualdade e transparência exigir que os candidatos independentes às autárquicas declarem se são ou não militantes de algum partido.

“Se a Comissão Nacional de Eleições está tão preocupada com a questão de igualdade, então que defina também que aqueles candidatos que concorrem por partidos têm de ser filiados nos partidos, então aí já me parece uma situação equitativa”, defende o autarca do Porto para quem a CNE só está a criar “entropia numa altura em que o assunto nem se quer é relevante”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Pequenos nadadores-robô curam-se a si próprios (e em movimento)

Uma equipa de investigadores da American Chemical Society desenvolveu pequenos robôs nadadores que conseguem curar-se a si mesmos magneticamente. O tecido vivo pode curar-se autonomamente de muitos ferimentos, mas fornecer habilidades semelhantes a sistemas artificiais, como …

Tondela 0-2 FC Porto | Missão cumprida com serviços mínimos

Missão cumprida. O FC Porto fez poupanças no jogo com o Tondela, mas levou os três pontos para casa, graças a um triunfo por 2-0. Os “dragões” foram claramente superiores no primeiro tempo, marcaram por Toni …

Portugal pode atingir linha vermelha dos 120 novos casos por 100 mil habitantes em dois meses

Portugal pode atingir uma taxa de incidência de de 120 casos por 100 mil habitantes daqui a dois ou mais meses se se mantiver o atual ritmo de crescimento deste indicador. Esta é a conclusão de …

Akon ainda não construiu a "Wakanda da vida real", mas o Uganda já lhe está a dar terrenos para a segunda

O artista de R&B Akon ainda não concretizou a sua visão ambiciosa de uma cidade “futurística” alimentada por uma criptomoeda chamada “Akoin” e construída num terreno que lhe foi dado pelo governo senegalês. Contudo, o …

O Budismo é a religião da paz. E não foi por acaso que conseguiu esta reputação

No ocidente, muitas pessoas associam o budismo à paz. No entanto, os budistas têm vindo a envolver-se em conflitos violentos desde o surgimento da religião. Num artigo assinado no The Conversation, Nick Swann, professor de Estudos …

Nikolai Glushkov. Exilado crítico de Putin morto em 2018 em Londres foi estrangulado

O exilado russo e crítico de Putin, Nikolai Glushkov, que foi encontrado morto e, 2018 na sua própria casa em Londres, no Reino Unido, foi estrangulado. O empresário Nikolai Glushkov, que criticava o presidente russo Vladimir …

Ivo Rosa levanta arresto a casa da rua Braamcamp e apartamento de Paris (e já há uma petição para o afastar)

O apartamento da rua Braamcamp, em Lisboa, onde residia o ex-primeiro-ministro José Sócrates, o Monte das Margaridas e a casa em Paris de Carlos Santos Silva deixaram de estar arrestadas na Operação Marquês por decisão …

O novo castelo da Disney em Hong Kong é uma celebração da diversidade

O novo castelo da Disney, no parque temático de Hong Kong, quer celebrar a diversidade, homenageando não apenas uma das suas princesas, mas várias. Walt Disney morreu há 55 anos e, desde então, muita coisa mudou. …

Vacinas (ainda) não são o princípio do fim. Sociólogo prevê que demorará anos a limpar “destroços” da covid-19

O médico e sociólogo norte-americano Nicholas Christakis defende, em entrevista à agência Lusa, que as vacinas não são ainda o princípio do fim da pandemia, considerando que demorará anos a limpar “os destroços” da covid-19. “Somos …

Jornalista grego especializado em crime assassinado a tiro. Primeiro-ministro pede rapidez na investigação

Um jornalista grego especializado em assuntos criminais foi esta sexta-feira morto por desconhecidos em frente da sua casa em Alimos, nos subúrbios de Atenas, anunciou fonte policial. Giorgos Karaïvaz, jornalista da televisão privada grega Star, foi …