Cisão no PSD da Guarda, com líder da concelhia a avançar como independente

António Pedro Santos / Lusa

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio, durante a conferência de imprensa para apresentar a proposta de Projeto de Lei do partido sobre descentralização, em Lisboa, 16 de setembro de 2020.

O presidente da Comissão Política Concelhia da Guarda do PSD, Sérgio Costa, demitiu-se do cargo e anunciou hoje que é candidato independente à liderança da autarquia nas eleições autárquicas deste ano.

“A partir deste momento, sou um homem livre. Apresentarei a demissão dos órgãos concelhios ao PSD nacional, deixarei de ser militante do PSD e apresentarei uma plataforma independente que ir-se-á candidatar à Câmara Municipal da Guarda”, disse Sérgio Costa numa conferência de imprensa realizada numa unidade hoteleira da cidade.

O demissionário líder social-democrata tem sido vereador sem pelouros no executivo municipal liderado por Carlos Chaves Monteiro, que o PSD escolheu para ser candidato nas eleições autárquicas deste ano – num acordo que envolve também o CDS. Agora, estarão os dois na corrida.

“Passarei a ser, a partir de agora, o vereador independente do executivo municipal. Encabeçarei esta plataforma de cidadãos independentes, abrangente a toda a sociedade guardense. Esta candidatura não é contra ninguém, é sim pela Guarda, pelo futuro da Guarda”, afirmou.

Sérgio Costa disse que nas eleições autárquicas deste ano, com a sua candidatura, a Guarda “vai ter um grupo de cidadãos independentes que, pela primeira vez, será inclusivo”. “Todos terão oportunidade de fazer ouvir a sua voz e as suas ideias. Todas as ideologias políticas democráticas serão bem-vindas. Da esquerda à direita, todos terão, finalmente, oportunidade de pertencer a um único partido: o partido da Guarda”, promete.

No encontro com os jornalistas, o agora candidato independente, lembrou que a comissão política concelhia social-democrata aprovou por unanimidade o seu nome para ser apresentado à distrital e à direção nacional, mas, “num golpe de teatro”, a distrital apresentou o nome de Carlos Chaves Monteiro como sendo o candidato do PSD à Câmara Municipal da Guarda.

O candidato independente disse, ainda, que a sua candidatura “não é contra ninguém”, mas sim “pelo futuro da Guarda”. “Será um movimento independente. Um verdadeiro movimento independente, como nunca houve na Guarda”, rematou.

O PSD candidata o atual autarca Carlos Chaves Monteiro, que substituiu Álvaro Amaro na presidência da Câmara da Guarda quando este foi para o Parlamento Europeu, e o PS candidata Luís Couto, atual diretor do Estabelecimento Prisional da Guarda.

No atual executivo municipal o PSD tem a maioria, com cinco eleitos, e o PS tem dois elementos.

Este ano, as autárquicas ainda não têm data, mas, segundo a lei, ocorrem entre setembro e outubro.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mudanças na lei laboral podem prejudicar a retoma, avisa Centeno

É crucial para a retoma que haja "estabilidade e previsibilidade na legislação laboral", de forma a estimular o investimento empresarial e o crescimento económico, afirmou esta quarta-feira o governador do Banco de Portugal (BdP), Mário …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Von der Leyen dá luz verde ao Plano de Recuperação e Resiliência português. E "não é por acaso"

O primeiro-ministro, António Costa, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciaram esta quarta-feira que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) foi aprovado por Bruxelas.  A presidente da Comissão Europeia, Ursula von …

Kim Jong-un reconhece que país enfrenta "situação de tensão alimentar"

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, reconheceu que o país está a enfrentar uma "situação de tensão alimentar", informaram hoje os meios de comunicação oficiais. O país, cuja economia é alvo de múltiplas sanções internacionais impostas em …

Iniciativa Liberal apoia recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto

A Iniciativa Liberal vai apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto nas próximas eleições autárquicas, considerando “inquestionável a mudança e o desenvolvimento” da cidade desde que o independente assumiu a presidência do …

Comissária europeia diz que variante Delta “diminui” proteção da vacina

A comissária europeia para a Saúde disse esta terça-feira que estão a surgir provas que demonstram que a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 “diminui a força do escudo protetor” criado pelas vacinas, instando à aceleração …

DGS diz que demora de conclusões sobre eventos-piloto não é por erro técnico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) rejeitou, esta terça-feira, que tenha havido erro técnico no tratamento de dados dos eventos-piloto da Cultura, ocorridos em abril e maio, mas admitiu que o processo está demorado. Numa declaração enviada …

Governo quer fazer alterações na duração de cargos de dirigentes

As mudanças que estão a ser preparadas passam por reduzir a duração dos cargos em substituição e, por outro lado, pelo ajustamento do período das comissões do serviço em função da avaliação. Segundo o Jornal de …

Responsável pelas manifestações em Lisboa é coordenador no Gabinete de Apoio à Presidência da CML

O responsável pelas manifestações na cidade de Lisboa é coordenador técnico no Gabinete de Apoio à Presidência da Câmara liderada por Fernando Medina. De acordo com o semanário Expresso, António Santos tem sido, nos últimos …

Sporting e Braga jogam Supertaça em Aveiro no dia 31 de julho

A Supertaça Cândido Oliveira, que vai ser disputada entre Sporting e Sporting de Braga, vai ser disputada em Aveiro, a 31 de julho, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). "A decisão da Supertaça Cândido de …

Um quarto da população portuguesa já tem a vacinação completa

Em Portugal, 42% das pessoas já receberam a primeira dose de uma vacina contra a Covid-19 e 25% — cerca de um quarto da população — estão completamente vacinados. De acordo com o mais recente relatório …