Cimenteira francesa financiou o Estado Islâmico com o conhecimento do Eliseu

A multinacional francesa Lafarge financiou vários grupos armados na Síria, incluindo o grupo terrorista Estado Islâmico, para manter em funcionamento uma fábrica de cimento, com o conhecimento dos serviços secretos e do gabinete do presidente de França, no Palácio do Eliseu.

Vários dirigentes da empresa cimenteira francesa que em 2015, se fundiu com a suíça Holcim, dando origem à LafargeHolcim, estão a ser julgados em França, sob suspeita de terem financiado grupos armados na Síria, incluindo o grupo terrorista Estado Islâmico, para manter em funcionamento uma fábrica de cimento em Jalabiya, no norte do país.

Os pagamentos terão sido feitos entre 2012 e 2014 com o conhecimento do Eliseu, o nome por que é conhecida a residência oficial do presidente de França, que era então François Hollande, e onde se situam os principais gabinetes presidenciais. A informação é avançada pelo jornal francês Libération que nota que os serviços secretos também estavam ao corrente.

A publicação cita o testemunho em tribunal do ex-director de segurança da empresa, Jean-Claude Veillard, que garantiu que mantinha contactos com vários interlocutores dos serviços secretos franceses, a quem relatava as incidências relacionadas com a instalação em Jalabiya.

No interrogatório perante a juíza do caso, no dia 12 de Abril, Veillard assegurou que os serviços secretos estavam informados do “financiamento” de grupos armados por parte da empresa. Este responsável contou que manteve 33 encontros com várias pessoas dos diversos serviços secretos franceses, onde diz ter dado “todas as informações” sobre esses pagamentos, nomeadamente a quem eram feitos.

A publicação revela que a Lafarge pagava aos elementos do Daesh “uma soma fixa para atravessar vários pontos de verificação em estradas”, e “uma comissão proporcional” aos pagamentos efectuados pelas transportadoras, além de um valor adicional que era pago “aquando da compra de matérias-primas de fornecedores relacionados com a organização terrorista”.

Além do Eliseu e dos Serviços Secretos, o Ministro dos Negócios Estrangeiros teria também conhecimento desse cenário, de acordo com o Libération.

O jornal refere que as autoridades militares franceses conseguiram, assim, ter uma ideia clara das forças que estavam no terreno, antes de mobilizarem soldados para o local.

A fábrica da cimenteira foi ocupada pelo Daesh em Setembro de 2014, e o grupo terrorista só saiu do local depois da chegada de forças norte-americanas, em Dezembro de 2015, que contaram com o apoio dos soldados franceses.

Na altura, o Daesh controlava várias cimenteiras no Iraque e na Síria e há também suspeitas de que a Lafarge aproveitou a paragem da produção nessas unidades, para lucrar com o grupo terrorista, vendendo-lhe cimento.

O Libération repara que os investigadores do caso judicial detectaram uma “troca de emails entre vários quadros da cimenteira” que lançam suspeitas sobre essa possível “relação económica” entre a multinacional e o grupo terrorista.

SV, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. E não acontece nada á França??? Umas sancoezinhas??? Um bombardeamento do Eliseu??? Julgar os responsáveis políticos?? Pois é!!!! É uma chatice. Fosse a Rússia e caía o Carmo e a trindade.

    • Ora falou e disse, Jorge!
      E o John McCain? Esse até uma foto com o Daesh… Todos amiguinhos.
      As falsidades estão a vir todas à luz!

  2. A comunistada a dar saltos de contentamento !
    Se leram o artigo, não o compreenderam. A fábrica de cimento SERVIU para espiar o DAESH.
    “O jornal (Liberation) diz que : as autoridades militares francesas conseguiram assim ter uma ideia clara das forças (do Daesh) que estavam no terreno, antes de mobilizarem soldados. Mas mais uma vez a vontade de dizer mal sobrepôs-se à razão.
    E aqui para nós a maneira como o ZAP titula a notícia é de modo a ENGANAR os mais distraídos. Mas cada um é como é.

  3. Pois não me admira nada e também não me admirava que o EI também fosse financiado pela América. Pela Turquia era certamente pois comprava algodão e petróleo ao EI e que era também o ponto de passagem de mercadorias de e para o EI. Há muita hipocrisia no mundo politico e muitas verdades por descobrir.

  4. O Mundo está completamente louco, já ninguém duvida de que as guerras interessam a uma grande quantidade enorme de políticos e industrias de todos os pontos do Mundo, o problema que para eles não é problema nenhum é de quem morre em tais conflitos desde a militares empurrados para tal a inocentes que nada têm a ver com os interesses de tal espécie de gente e tanto brincam com o fogo que um dia poderá ser o fim da comédia.

  5. Esse DAESH é do pior que há. Infelizmente anda a ser alimentado e financiado por vários paises e muitos deles até de santos se fazem, como é o caso dos EUA. Os EUA meus amigos são os que mais financiam o DAESH, eles e mais o Israel, Arabia Saudita e Turquia.

RESPONDER

Ministra volta atrás, descarta congelamento das carreiras e admite aumentos na Função Pública

Esta segunda-feira, a ministra da Administação Pública disse, em entrevista à Antena 1, que não poda excluir o congelamento das carreiras. Já na quarta-feira, em declarações à TSF, Alexandra Leitão mudou o discurso. Em entrevista à …

Cientistas identificam a região com o ar mais limpo à face da Terra

Uma equipa de cientistas da Universidade Estadual do Colorado (EUA) identificou a região atmosférica que possui o ar mais limpo à face da Terra. Os especialistas, liderados pela professora Sonia Kreidenweis, descobriram que a camada limite …

Abono extra e complemento de estabilização. Governo cria dois novos apoios cumulativos para quem perdeu rendimentos

O Programa de Estabilização Económica e Social (PEES) do Governo vai incluir dois novos apoios para trabalhadores e famílias que perderam parte dos seus salários nos últimos três meses devido à pandemia de covid-19. A notícia …

Bolsonaro veta transferência de 1,5 mil milhões de euros para estados e municípios

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, vetou na quarta-feira a transferência de 8,6 mil milhões de reais (1,5 mil milhões de euros) do Fundo de Reservas Monetárias (FRM) para estados e municípios combaterem a covid-19. A decisão …

O núcleo da Terra pode esconder mais de cinco oceanos no seu interior

Um novo estudo sugere que o núcleo da Terra pode abrigar uma grande quantidade de água no seu interior. Segundo os investigadores, a quantidade pode chegar ao equivalente a cinco oceanos. Muitos estudos comprovam que, sob …

Descoberto novo tipo de matéria exótica no "coração" das estrelas de neutrões

Uma investigação levada a cabo por um grupo de cientistas da Finlândia encontrou fortes evidências da existência de matéria exótica de quarks no interior dos núcleos das maiores estrelas de neutrões. Em comunicado, os cientistas …

Os asteróides Ryugu e Bennu podem ser "filhos" de um mesmo pai

Os asteróides Ryugu e Bennu podem ter sido formados a partir de um outro asteróide de grandes dimensões, sugere uma investigação internacional. Simulações numéricas de grandes ruturas de asteróides, como as que ocorrem no cinturão de …

Diário de oficial nazi revela localização de tesouro escondido na Polónia durante a 2.ª Guerra Mundial

Um diário que esteve na posse de uma sociedade secreta durante décadas contém um mapa que descreve a localização de mais de 30 toneladas de ouro escondidas pelos nazis durante a Segunda Guerra Mundial. Escrito há …

"Pés de café" ajudam robôs a andar mais rápido (e sem tropeçar)

Uma das principais aplicações para robôs com pernas é a exploração de locais de desastre. No entanto, para atravessar os escombros, estas máquinas precisam de ter "pés" firmes. Uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia, …

Famalicão 2-1 FC Porto | Dragões falham reentrada

O FC Porto ficou hoje com a liderança da I Liga portuguesa de futebol em risco, ao perder em casa do Famalicão, por 2-1, na 25.ª jornada, que marca o regresso após a paragem devido …