/

Cientistas russos estiveram 2 semanas cercados por ursos polares no Ártico

1

Victor Nikiforov / WWF Rússia

Os ursos polares não costumam atacar humanos, mas casos como este têm-se tornando mais frequentes

Cinco cientistas russos passaram as últimas duas semanas numa estação meteorológica, no norte da Sibéria, cercados por uma dúzia de ursos, mas conseguiram libertar-se da ameaça esta quarta-feira graças a um navio-almirante que passava na zona.

A estação ficou cercada por 10 ursos adultos e alguns filhos, que rodearam o local desde o final de agosto e mataram o cão de um cientista.

Vadim Plotnikov, o chefe da equipa, pediu ajuda às autoridades após a situação ter sido agravada pela utilização de todo o stock de sinalizadores luminosos para assustar e afastar os ursos.

De acordo com a CNN, os investigadores estavam na ilha Troynoy, e teriam de esperar mais de um mês para serem resgatados, se não fosse a ajuda do navio Akademik Tryoshnikov que forneceu cães e mais sinalizadores luminosos para afastar os predadores.

Dado o difícil acesso à ilha, os materiais foram fornecidos através de um helicóptero.

Segundo a porta-voz da empresa responsável pela estação meteorológica, Yelena Novikova, o degelo crescente no Ártico fez com que os ursos não tivessem conseguido atravessar para outras ilhas à procura de comida, como é habitual.

“Este ano, o gelo desapareceu mais depressa e os ursos não tiveram tempo de nadar para outras ilhas. Como ali não há comida, foram para a estação”, afirmou, para justificar o número invulgar de ursos que cercaram os cientistas.

Os ursos polares são os maiores carnívoros terrestres – chegando a pesar 800 quilos – e estão em situação de vulnerabilidade devido à perda do seu habitat causada pelas mudanças climáticas.

BZR, ZAP

 

1 Comment

  1. “(…) causada pelas mudanças climáticas”. Faltou dizer que essas alterações foram causados por nós. Estas alterações climáticas não acontecem naturalmente

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE