Cientistas russos estiveram 2 semanas cercados por ursos polares no Ártico

Victor Nikiforov / WWF Rússia

Os ursos polares não costumam atacar humanos, mas casos como este têm-se tornando mais frequentes

Cinco cientistas russos passaram as últimas duas semanas numa estação meteorológica, no norte da Sibéria, cercados por uma dúzia de ursos, mas conseguiram libertar-se da ameaça esta quarta-feira graças a um navio-almirante que passava na zona.

A estação ficou cercada por 10 ursos adultos e alguns filhos, que rodearam o local desde o final de agosto e mataram o cão de um cientista.

Vadim Plotnikov, o chefe da equipa, pediu ajuda às autoridades após a situação ter sido agravada pela utilização de todo o stock de sinalizadores luminosos para assustar e afastar os ursos.

De acordo com a CNN, os investigadores estavam na ilha Troynoy, e teriam de esperar mais de um mês para serem resgatados, se não fosse a ajuda do navio Akademik Tryoshnikov que forneceu cães e mais sinalizadores luminosos para afastar os predadores.

Dado o difícil acesso à ilha, os materiais foram fornecidos através de um helicóptero.

Segundo a porta-voz da empresa responsável pela estação meteorológica, Yelena Novikova, o degelo crescente no Ártico fez com que os ursos não tivessem conseguido atravessar para outras ilhas à procura de comida, como é habitual.

“Este ano, o gelo desapareceu mais depressa e os ursos não tiveram tempo de nadar para outras ilhas. Como ali não há comida, foram para a estação”, afirmou, para justificar o número invulgar de ursos que cercaram os cientistas.

Os ursos polares são os maiores carnívoros terrestres – chegando a pesar 800 quilos – e estão em situação de vulnerabilidade devido à perda do seu habitat causada pelas mudanças climáticas.

BZR, ZAP

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “(…) causada pelas mudanças climáticas”. Faltou dizer que essas alterações foram causados por nós. Estas alterações climáticas não acontecem naturalmente

RESPONDER

Salários mais baixos podem passar a ter lay-off pago a 100%

O Governo está a estudar a possibilidade de o regime de lay-off, desenhado especificamente para o contexto da pandemia de covid-19, passar a ser pago na sua totalidade (100%) para quem tem salários mais baixos. …

Bronca na Liga. Contestação adia 5 substituições e o Marítimo recusa assinar Plano de Retoma

Após dois dias intensos de reuniões, foi aprovado o Plano de Retoma do campeonato nacional para a disputa das últimas 10 jornadas da época 2019/2020. Mas apenas 17 clubes o assinaram. O Marítimo recusou fazê-lo, …

Igreja perdeu 50 milhões de euros com a pandemia (e há dioceses em lay-off)

Ao cabo de dois meses de paragem por causa da pandemia de covid-19, as missas regressam, neste sábado, mas com regras novas para evitar a propagação do coronavírus. Uma paragem que resultou num "prejuízo" de …

Reabertura de ATL adiada para 15 de junho. Creches arrancam segunda-feira (sem apoios para os pais)

As Atividades de Tempos Livres (ATL) não integradas em estabelecimentos escolares só poderão voltar a funcionar a partir de 15 de junho, duas semanas depois daquilo que estava inicialmente previsto. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, …

Governo britânico vai continuar a pagar 80% dos salários durante mais três meses

O Governo britânico vai continuar a pagar durante mais três meses 80% do salário de trabalhadores em lay-off devido à pandemia de covid-19, e reduzir gradualmente o valor até ao fim do sistema, em outubro. O …

Resgate à TAP deverá ser feito através de empréstimo obrigacionista

A ajuda do Estado à TAP deverá chegar através de um empréstimo obrigacionista convertível em ações, avança o jornal Expresso neste sábado. Este é o cenário mais provável para a TAP, apurou o semanário, que …

Lisboa pode receber a final deste ano da Liga dos Campeões

Istambul não está agradada com a ideia de receber a final da Liga dos Campeões sem adeptos no estádio. Por isso, outras hipóteses estão a ser consideradas, nomeadamente Lisboa. A final da Liga dos Campeões está …

Há mesmo algo de reconfortante quando dizemos palavrões

Um novo estudo sugere que, nas circunstâncias certas, dizer palavrões em voz alta parece fazer as pessoas sentirem menos dor. Exatamente como e porque é que o ato de dizer asneiras consegue fazer com que as …

"Paraministro" de Costa. Gestor independente chamado para negociar plano económico de retoma

O primeiro-ministro, António Costa, convidou o diretor executivo da petrolífera Partex, António Costa Silva, para estudar o plano de recuperação económica. De acordo com o semanário Expresso, que avança a notícia na sua edição deste …

Termina o dever cívico de confinamento

O Conselho de Ministros aprovou esta sexta-feira o fim do “dever cívico de recolhimento”, que entrará em vigor na próxima segunda-feira, prevê a resolução que prolongou a situação de calamidade até 14 de junho. A situação …