Cientistas garantem que a gorila Koko quer mesmo falar

The Gorilla Foundation

Robin Williams com Koko em 2001

Koko, a gorila que se tornou famosa em todo o mundo por usar uma linguagem de sinais para tentar comunicar, pode estar a tentar fazer o impossível: falar.

De acordo com o canal História, o estudo desenvolvido por investigadores da Universidade de Wisconsin-Madison, levou a que chegassem a esta conclusão depois de uma análise aos seus sinais de discurso.

Através de 71 horas de filmagens, durante as quais a gorila toca um instrumento ou finge falar ao telefone, Koko revela 9 tipos de comportamento que exigem “controlo sobre a sua vocalização e a sua respiração”, um fenómeno que não é muito normal nestes animais.

Koko é uma gorila-ocidental-das-terras-baixas, com 44 anos de idade, e até já foi apelidada como “a gorila mais inteligente do mundo”.

A fêmea usa mais de 1000 sinais da linguagem gestual americana para tentar comunicar com os seus tratadores e aprendeu, depois de muitos anos de treino, a perceber a língua inglesa.

O estudo, publicado na revista Animal Cognition, sugere que os macacos podem estar mais perto da comunicação verbal do que aquilo que se pensava.

“Tradicionalmente, muitos cientistas achavam que os macacos tinham capacidades vocais extremamente limitadas”, explica Marcus Perlman, o autor da pesquisa, ao Huffington Post. Porém, depois da análise exaustiva a Koko, os investigadores consideram que nem só os humanos tem a capacidade de falar.

O comportamento da gorila foi voluntário e pode ser explicado por viver com humanos toda a vida, no jardim zoológico de San Francisco, nos Estados Unidos.

O investigador defende que não quer dizer que todos os outros animais da sua espécie não o consigam fazer, simplesmente o ambiente nunca os motivou para este tipo de aprendizagem.

“Provavelmente, ela é mais dotada do que os outros gorilas. A diferença está nas circunstâncias do seu ambiente. Obviamente não se veem coisas destas em populações selvagens”, declara Perlman.

O ano passado, Koko teve outra atitude que surpreendeu tudo e todos. Depois de saber que Robin Williams tinha falecido, conta o Mirror, a gorila chorou e ficou “quieta” e “pensativa” o resto do dia. O consagrado ator, vencedor de um Óscar, era presidente honorário da The Gorilla Foundation e descrevia Koko como uma gorila “inesquecível”.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Com a convivência por perto com os humanos estes animais poderão estar mais perto de um dia virem a atingir essa perfeição, certamente que os humanos passaram por fases idênticas.

    • Então e porque não se vê os macaquinhos e até mesmo os gorilas de hoje em dia a “evoluirem” como nós, já que evoluímos dos macacos?! Será que havia nessa altura outros seres humanos com quem pudessem aprender a falar e daí evoluímos nós?!
      E olhe, que eu acredito na evolução das espécies! Só não acredito na história muito mal contada do SER HUMANO. Aliás, toda a nossa história mundial está mal contada, um dia saber-se-á a verdade.

Conselho de Disciplina abre processo disciplinar ao Vitória de Guimarães

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta terça-feira, a abertura de um processo disciplinar ao Vitória de Guimarães, devido aos insultos racistas a Moussa Marega. O avançado do FC Porto recusou-se …

Pinto da Costa confirma fim da carreira de Casillas. E diz que episódio com Marega é um caso de polícia

O presidente do FC Porto confirmou, esta terça-feira, o fim da carreira do guarda-redes espanhol, que anunciou a intenção de se candidatar à presidência da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF). O dirigente portista falou aos …

Águias-de-Bonelli encontradas mortas no Douro Internacional

Duas águias-de-Bonelli jovens foram encontrados mortas no Douro Internacional, após terem sido marcadas com emissores GPS em 2018 e 2019, anunciaram na segunda-feira técnicos ligados a um projeto ibérico de salvaguarda destas aves. "O facto de …

Governo ficou perto da promessa de contratar 5000 doutorados

A anterior legislatura ficou a apenas 49 contratos de cumprir a meta estabelecida pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Educação Superior. De acordo com o jornal Público, a promessa do ministro da Ciência, Manuel Heitor, de …

Fundador da Amazon investe nove mil milhões de euros para combater alterações climáticas

O fundador da empresa tecnológica norte-americana Amazon, Jeff Bezos, revelou na segunda-feira que vai investir dez mil milhões de dólares (mais de nove mil milhões de euros) da fortuna pessoal para encontrar soluções para combater …

Conselho de Ética desfavorável a projetos de lei sobre eutanásia

O Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV) deu "parecer ético desfavorável" a quatro projetos de lei para a despenalização da morte medicamente assistida, que vão ser debatidos no Parlamento esta quinta-feira. Os …

Portugal considera "inamistosa e injustificada" a decisão da Venezuela sobre a TAP

O ministro dos Negócios Estrangeiros Augusto Santos Silva já reagiu às acusações de Caracas sobre o alegado transporte de explosivos feito pela transportadora portuguesa. O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, considera “inamistosa” e “injustificada” …

Presidente do Afeganistão reeleito para segundo mandato

O Presidente do Afeganistão foi reeleito para um segundo mandato com 50,64% dos votos, anunciou a comissão eleitoral independente afegã, esta terça-feira, ao divulgar os resultados definitivos das eleições realizadas em setembro passado. "A comissão eleitoral …

Mário Ferreira torna-se o segundo maior acionista da Cofina

O empresário português vai investir 20 milhões de euros no aumento de capital da Cofina, o suficiente para tornar-se o segundo maior acionista da empresa. De acordo com o semanário Expresso, o empresário Mário Ferreira deverá …

Índia dá às mulheres direitos iguais aos dos homens em cargos militares

O Supremo Tribunal indiano decidiu que as mulheres têm os mesmos direitos que os homens para assumir funções de liderança no exército da Índia e criticou os argumentos do Governo que considera perpetuarem "estereótipos de …