Cientistas descobrem por que o “cheiro da chuva” é tão agradável

Não é só o alívio, após um longo período de seca, que faz com que o “cheiro da chuva” seja tão agradável. Segundo os cientistas há uma série de fatores envolvidos – que incluem a Química. 

Bactérias, plantas e até as trovoadas têm influência no aroma de ar limpo e terra molhada que sentimos após uma tempesteadas. Conhecido como petrichor, este odor tem sido estudado por cientistas e até por fabricantes de perfumes.

O nome petrichor foi cunhado por dois investigadores australianos em meados 1960. A palavra vem do grego petros, que significa “pedra”, e do termo ichor, que quer dizer “o fluído que passa pelas veias dos deuses” – esta é a fragrância que sentimos quando a chuva cai no solo e é produzida por uma bactéria.

“Os micróbios são abundantes no solo”, explica o professor Mark Buttner, diretor do departamento de microbiologia do John Innes Centre, na Inglaterra.

“Quando dizemos que sentimos o cheiro de terra molhada, na verdade o que estamos a sentir é o cheiro de uma molécula a ser criada por um determinado tipo de bactéria”, disse o investigador em declarações à BBC.

A substância química em causa é o geosmin, produzido pela bactéria Streptomyces.Esta molécula está presente na maioria dos solos saudáveis e também é usada para produzir alguns tipos de antibióticos.

Quando as gotas de água caem na terra, fazem com que o geosmin seja lançado para o ar, tornando-o mais abundante do que era antes da chuva. “Há vários animais que são sensíveis a este cheiro, mas os seres humanos são extremamente sensíveis a este odor”, disse Buttner.

Isabem Bear e RG Thomas, os investigadores que apelidaram o cheiro da chuva de petrichor, descobriram que já na década de 1960 a fragrância era “capturada” para ser vendida como uma essência chamada matti ka attar, em Uttar Pradesh, na Índia.

Atualmente, o geosmin está a torna-se num ingrediente mais comum na composição de perfumes.”É uma substância forte. Há algo de primitivo neste cheiro”, explicou a perfumista Marina Barcenilla, acrescentando que mesmo quando é diluído “ainda é possível identificá-lo”.

No entanto, as opiniões sobre o “cheiro da chuva” dividem-se: enquanto que alguns de nós são atraídos pelo seu aroma, há quem tenha aversão ao mesmo.

Embora não seja tóxico para seres humanos, pequenas quantidades deste composto químicos podem fazer com que rejeitemos um copo de água ou de vinho que tenha sido “contaminado” pela substância.

“Não sabemos por que não gostamos de geosmin. Por algum motivo, associamos a algo mau”, diz o professor Jeppe Lund Nielson, da Universidade de Aalborg, na Dinamarca.

Plantas e trovoadas

De acordo com Nielson, há pesquisas que sugerem que o geosmin pode estar relacionado ao “terpeno”- fonte do perfume de várias plantas. E a chuva pode acentuar essas fragrâncias, diz o professor Philip Stevenson, pesquisador-chefe do Royal Botanic Gardens, em Londres.

“Normalmente, as químicas das plantas que têm um cheiro bom e são produzidas pelos ‘cabelos’ das folhas. As chuvas podem danificar as folhas e, com isso, soltar os seus componentes”.

“A chuva também pode romper materiais secos das plantas, liberando substâncias químicas de forma semelhante a quando esmagamos ervas. Com isso, o cheiro fica mais forte”, concluiu o investigadora.

Períodos de seca também podem reduzir o metabolismo das plantas. E depois, o regresso das chuvas pode desencadear uma aceleração, fazendo com que as plantas exalem um cheiro agradável.

Também as trovoadas desempenham um papel relevante, ao criar um aroma de ozono acentuado e limpo, em consequência das descargas elétricas na atmosfera.

“Além dos raios, as trovoadas e chuvas ajudam a melhorar a qualidade do ar. A poeira, o aerossol e outras partículas são varridas pela chuva e pelos raios, limpando o ar”, explica a professora Maribeth Stolzenburg da Universidade do Mississippi, nos EUA.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

ADN antigo revela mistério do extinto macaco das Caraíbas

Uma análise de ADN do misterioso macaco extinto das Caraíbas revelou que estes animais tinham um maior grau de parentesco com os macaco-titis oriundos da América do Sul do que com qualquer outra espécie.  Há cerca …

"Queria? Já não quer?". Finalmente, o livro que revela se está ou não correto

Brevemente nas livrarias, o livro Dicionário de Erros Falsos e Mitos do Português, da autoria de Marco Neves, promete desmontar os mitos que foram construídos em redor da língua portuguesa. Não, este não é só mais um …

Itália vs Portugal | Empate valeu apuramento e primeiro lugar

Portugal foi a Milão arrancar um empate sem golos ante a Itália, em jogo do Grupo 3 da Liga das Nações, e garantiram o apuramento para a final four da Liga das Nações. Numa partida …

Vespa asiática está a propagar-se pelo centro do país

A vespa asiática, ou vespa velutina, uma espécie invasora predadora das abelhas, está a propagar-se pela região centro do país, com ninhos identificados em todo o norte do distrito de Santarém, disse hoje à Lusa …

Já há mais de mil desaparecidos nos incêndios da Califórnia

As autoridades dos Estados Unidos informaram nesta sexta-feira que o número de desaparecidos no gigantesco incêndio que queima há mais de uma semana no norte da Califórnia já superam o milhar. Em conferência de imprensa, o …

As orcas partilham traços de personalidade com humanos e chimpanzés

As orcas exibem características de personalidade semelhantes aos humanos e chimpanzés, como a brincadeira, a alegria e o afeto, de acordo com uma nova investigação divulgada pela Associação Americana de Psicologia (AAP). Investigadores em Espanha analisaram …

Manifestante morre atropelada por mãe desesperada em bloqueio dos “coletes amarelos” em França

Uma manifestante dos “coletes amarelos” morreu em Sabóia, sudeste de França, atropelada por uma condutora em pânico, disse este sábado o ministro do Interior francês, Christophe Castaner. A condutora, que levava a filha ao médico, teve …

A César o que é de César. Costa fica a saber quem manda nos deputados do PS

António Costa está "muito satisfeito" com a liberdade de voto concedida pelo líder da bancada parlamentar do PS, Carlos César, aos deputados na proposta do Governo sobre o IVA da tauromaquia. Mas o mal-estar entre …

Distracção de professora provoca lesões em 40 crianças na China

A distracção de uma professora que se esqueceu de apagar uma luz ultravioleta numa escola de Tianjin, perto de Pequim, causou ferimentos e queimaduras em mais de 40 crianças, informou esta sexta-feira a imprensa local. Os …

A Terra está a comer os seus próprios oceanos

À medida que as placas tectónicas da Terra mergulham umas nas outras, arrastam 3 vezes mais água para o interior do planeta do que se pensava - e essa quantidade de água não está a …