Um milhão de processadores. Cientistas criam o “cérebro” mais potente do mundo

Cientistas acabaram de ativar o maior e mais rápido “cérebro” do mundo: um supercomputador com um milhão de núcleos de processamentos e 1.200 placas de circuitos interconectadas que operam em conjunto, simulando o funcionamento de um cérebro humano.

O supercomputador, construído por uma equipa de engenheiros da Universidade de Manchester, no Reino Unido, levou mais de dez anos até ser concluído e é agora o maior computador neuromórfico do mundo, revelou a instituição na passada sexta-feira.

Apelidado de Spiking Neural Network Architecture, or SpiNNaker, o computador que agora mora na universidade britânica tem a capacidade de realizar 200 biliões de operações lógicas por segundo graças aos seus circuitos interligados e distribuídos entre as mais de mil placas de circuito.

O SpiNNaker “repensa a forma como os computadores convencionais funcionam”, explicou Steve Furber, membro da equipa de investigação e professor de Engenharia na Universidade de Manchester, através de um comunicado.

Na verdade, este supercomputador não só apenas pensa como um cérebro como é também capaz de criar modelos de neurónios de cérebros humanos, simulando ainda mais neurónio em tempo real do que qualquer outro computador já criado em Terra.

“A sua principal tarefa passa por apoiar modelos cerebrais parciais: por exemplo, modelos de córtex, de gânglios da base ou múltiplas regiões tipicamente conhecidas como redes de ativação ou disparo de neurónios”, lê-se ainda na nota.

University of Manchester

SpiNNaker, o “cérebro” mais potente do mundo, tem um milhão de núcleos de processamento

SpiNNaker vs computadores convencionais

Ao contrário dos computadores convencionais, que comunicam enviando grandes quantidades de informação de um ponto A para um ponto B através de uma rede padrão, o SpiNNaker emula a arquitetura de comunicação cerebral baseada na emissão maciça de picos de sinais eletroquímicos paralelos.

Desta forma, este sistema neuromórfico utiliza os seus circuitos eletrónicos de larga escala para enviar milhares de milhões de pequenos fragmentos de informação de forma simultânea e para para milhares de diferentes “recetores”, de forma bastante semelhante ao funcionamento do cérebro.

Segundo os responsáveis pelo projeto, que levou 20 anos de desenvolvimento teórico e 12 para construção, pretendem, no futuro, expandir a capacidade do sistema, conseguindo ativar um sistema de funcionamento de mil milhões de neurónios em tempo real.

E indicam ainda, a título de comparação, que o cérebro de um rato tem 100 milhões de neurónios, enquanto que nos humanos esse número é mil vezes maior.

O supercomputador já foi testados com sucesso para simular o processamento da informação dos sentidos num segmento do córtex cerebral, permitindo, em particular, que um robô fosse capaz de interpretar informações visuais em tempo real. O robô foi capaz de se mover em direção a determinados objetos, ignorando e contornando outros – de for semelhante aos seres humanos.

De igual forma, os especialistas conseguiram imitar o funcionamento dos gânglios da base – região do cérebro afetada pela doença de Parkinson -, para que esta simulação possa ajudar futuramente no desenvolvimento de tratamentos contra esta patologia.

“Essencialmente, criamos uma máquina que trabalha de uma forma mais parecida como o cérebro” do que um computador comum, “o que é fantástico!”,concluiu Furber.

ZAP // RT / ScienceAlert

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. o quase impossivel está a acontecer.Onde vamos nós os humanos ficar neste futuro!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!.Faz pensar,mas ao mesmo tempo sabemos desde há milhôes de anos que o homem sempre evoluio e que tambem sempre arranjou soluçôes para a sua sobrevivencia, acreditamos que neste estadio do desenvolvimento as soluçôes procurem o equilibrio.!!!!!

  2. O CPU Intel 80286 foi um microprocessador lançado pela Intel em 1 de Fevereiro de 1982, mas somente a partir de 1984 passou a ser utilizado pela IBM no seu PC AT (Advanced Technology). Desde essa data que monto (assemblagem), configuro, reparo e faço manutenção de desktops até aos actuais CPU’s i3, i5 e i7. Nesta peça, o que não compreendo é como um projecto que “Segundo os responsáveis pelo projecto, levou 20 anos de desenvolvimento teórico e 12 para construção”, ser um super-computador actual dado que todo o hardware que compõe um PC seja ele super ou normal, está em constante desenvolvimento e evolução tecnológica. A não ser que os engenheiros, ao longo desses anos de construção, estivessem sempre a actualizar o hardware ou então esse super-computador não possui o hardware de um computador normal.

RESPONDER

Sim, as pessoas ficam mais bonitas quando estamos bêbados

Uma investigação acaba de provar a teoria dos "óculos de cerveja": depois de ingerirmos álcool, as outras pessoas tornam-se mais atraentes para nós. Uma equipa de investigadores da Edge Hill University, no Reino Unido, resolveu investigar …

Leverkusen vs FC Porto | Luis Díaz mantém “dragão” à tona

O FC Porto perdeu na Alemanha, na visita ao Bayer Leverkusen, por 2-1, e tem tudo em aberto na perspetiva de chegar aos oitavos-de-final da Liga Europa. Após uma primeira parte difícil, na qual praticamente não …

Ex-presidente do Tribunal da Relação Vaz das Neves arguido na Operação Lex

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa foi constituído arguido no processo Operação Lex, em que também são arguidos o desembargador Rui Rangel e a sua ex-mulher e juíza Fátima Galante. A fonte adiantou à …

Rangers vs Braga | "Braveheart" romeno estraga noite "guerreira"

  O Sporting de Braga perdeu em casa dos escoceses do Rangers por 3-2, esta quinta-feira, em jogo da primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa de futebol em que esteve a vencer …

Morreu Joaquim Pina Moura, antigo ministro da Economia e das Finanças

O ex-ministro da Economia e das Finanças morreu em casa, em Lisboa, aos 67 anos, devido a doença neurodegenerativa, disse à agência Lusa o filho, o fotojornalista João Pina. Natural de Loriga, Seia (distrito da Guarda), …

Duran Duran e A-ha levam anos 80 ao Rock in Rio

Os noruegueses A-ha, responsáveis por Take on me, tema que fez sucesso na década de 80, estrear-se-ão em palcos portugueses no Rock in Rio Lisboa, atuando no mesmo dia em que os ingleses Duran Duran. Segundo …

Maior avião comercial do mundo vai ser reciclado (mas vende lembranças)

O primeiro Airbus A380 vai ser dividido em peças para futuras substituições, mas vai voltar aos céus através de etiquetas de bagagem. O MSN003 começou a ser fabricado em 2004 e tornou-se o primeiro avião super …

Caso Roger Stone. Ex-consultor de Trump condenado a 40 meses de prisão

O ex-consultor do Presidente dos Estados Unidos foi condenado, esta quinta-feira, a mais de três anos de prisão, apesar da interferência do procurador-geral para reduzir a recomendação de sentença. Um tribunal federal condenou o ex-consultor de …

Shakhtar D. vs Benfica | "Águia" perde mas sai viva

Ainda não foi esta quinta-feira que o Benfica regressou à senda dos bons resultados. Na visita a Kharkiv, casa emprestada do Shakhtar Donetsk, os campeões nacionais perderam por 2-1. Os três golos nasceram todos na etapa …

Após 40 anos, a Casa dos Amantes de Pompeia abre ao público

Pela primeira vez após 40 anos, a Casa dos Amantes, rica em frescos e decorações e uma das jóias de Pompeia, vai abrir ao público. Encontrada durante escavações em 1933, a Casa dos Amantes, em Pompeia, …