Americanos e russos juntam-se para enviar uma sonda espacial a Vénus

NASA/JPL-Caltech

Conceito artístico da sonda russa Venera-D em órbita de Vénus

Representantes da NASA e cientistas russos vão realizar uma reunião, esta semana, no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais em Moscovo, para esclarecer os problemas científicos de Venera-D, uma missão conjunta a Vénus.

“Vénus é frequentemente chamado de “planeta irmão” da Terra, mas não sabemos quase nada sobre ele, incluindo se houve vida e água líquida na sua superfície no passado”, disse Jim Green, chefe do departamento de paleontologia da NASA.

“Se compreendermos como funcionam os vários processos em Vénus e Marte, teremos uma imagem mais completa de como é que os planetas semelhantes à Terra evoluem, e iremos conseguir saber o que aconteceu e o que vai acontecer na Terra”, adiantou.

No início de novembro, a NASA e vários cientistas russos começaram a considerar a opção de implementação conjunta da missão Venera-D, que foi excluída do Programa Espacial Federal da Rússia devido a cortes no orçamento de investigação espacial.

De acordo com o especialista Lev Zeleny, diretor do Instituto de Pesquisas Espaciais, os representantes da NASA manifestaram interesse em participar na criação de uma estação de “longa duração” em Vénus, que será capaz de explorar a superfície e a atmosfera do planeta.

Em outubro do ano passado foi criado um grupo de trabalho, cujo principal objetivo foi a avaliação da possibilidade de realização da missão neste formato e a definição de áreas de responsabilidade da Rússia e dos EUA.

De acordo com os planos atuais da NASA e do Instituto de Pesquisas Espaciais, a Venera-D vai orbitar Vénus durante pelo menos três anos, devendo pousar uma sonda na sua superfície e lançar um drone de bateria solar na atmosfera superior do planeta.

“Se olharmos para o Sistema Solar em geral, a Terra e Vénus são quase indistinguíveis um do outro, tendo um tamanho e uma composição semelhantes. No âmbito desta cooperação, gostaríamos de saber como nasceu o forte efeito de estufa existente em Vénus”, afirmou David Senske, do Laboratório de Propulsão a Jato na NASA.

Na melhor das hipóteses, a Venera-D vai ser lançada para o espaço em 2025 ou 2026, mas tudo vai depender, segundo Senske, da vontade e da capacidade da Rússia, bem como da inclusão da Venera-D no Programa Espacial Federal do país.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Para quem quiser ver, podem pesquisar por Venera soviet venus photos e ver as fotos das antigas missões russas a Venus (1961 a 1983). Coisas que só com a Internet passámos a ter acesso…

Comité da ONU preocupado com condições das prisões em Portugal

As condições de detenção, a sobrelotação das prisões, o alegado uso da força e outros abusos contra pessoas pertencentes a grupos raciais e étnicos são as principais preocupações do Comité da ONU contra a Tortura …

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …

O único carro-avião do mundo vai ser vendido em leilão

O Taylor Aerocar, aquele que é o único carro-avião legalizado em todo o mundo, vai a leilão no início do próximo ano. Este modelo da marca data do ano de 1954. Se é um apaixonado por …

Marcha pelo Clima. Polícia espanhola deteve duas pessoas com facas e martelos

A Polícia Nacional de Espanha deteve, na sexta-feira, duas pessoas que pretendiam perturbar a manifestação pelo clima em Madrid, tendo apreendido vários materiais, como facas e martelos. Um homem e uma mulher foram detidos e enviados …

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …

Musk ilibado depois de ter chamado "pedófilo" a mergulhador no resgate da gruta da Tailândia

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido na sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo. Após cerca de uma hora de deliberações, o …

Luzes nas redes de pesca? Os golfinhos e as tartarugas agradecem

A implementação de luzes nas redes de pesca reduz a probabilidade de tartarugas marinhas e de golfinhos serem apanhados por acidente. Luzes LED nas redes de pesca eliminariam a "captura acidental" de tartarugas marinhas em mais …

Presidente da República passa o fim de ano na ilha do Corvo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai passar a noite de 31 de dezembro para 1 de janeiro na ilha do Corvo, nos Açores, de onde será transmitida a sua mensagem de Ano …

O calor extremo está a fazer com que os bebés nasçam mais cedo

Investigadores descobriram que o calor extremo faz com que os bebés nasçam mais cedo. Tal como quase tudo neste mundo, as coisas só vão piorar com as alterações climáticas. Segundo o Science Alert, os dois investigadores …