Cientistas ainda estudam consequências do icebergue gigante na Antártida

No início da semana passada, um icebergue com 1 bilião de toneladas separou-se da gigantesca plataforma de gelo Larsen C, na Antártida, segundo um comunicado divulgado pelo Projeto Midas, formado por um grupo de cientistas britânicos que monitorizam a plataforma Larsen C através de satélites.

A separação ocorreu entre segunda-feira e quarta-feira, dia 12, resultando num icebergue com 5.800 quilómetros quadrados – um bloco de gelo do tamanho do Algarve.

O fenómeno era esperado pelos investigadores que vigiavam a fenda na plataforma desde 2010, e que previam esta separação, mas as consequências do evento ainda estão a ser estudadas.

Em nota de imprensa, o professor Adrian Luckman, da Universidade de Swansea, principal investigador do projeto Midas, revelou que o impacto da ruptura da plataforma Larsen C está a ser acompanhado, assim como o destino do enorme bloco de gelo.

O bloco de gelo, baptizado de icebergue A68, é um dos dez maiores vigiados por satélite. “É um dos maiores já registado, e seu progresso é difícil de prever. Pode permanecer numa só peça, mas é mais provável que se divida em fragmentos“, diz Luckman.

“Um pouco do gelo pode permanecer na região durante décadas, enquanto partes do icebergue podem dirigir-se para o norte, para águas mais quentes”, avalia o cientista.

O enorme bloco de gelo à deriva não deve alterar o nível do mar de imediato. Segundo os cientistas, como a plataforma de gelo Larsen C já estava a flutuar, a sua separação não deslocou qualquer água extra.

Larsen C tem uma espessura de 200 a 600 metros e flutua no oceano junto à Antártida, impedindo o fluxo das calotes polares que a alimentam. Com a separação, a área de Larsen C foi reduzida em mais de 12%.

Os investigadores britânicos alertam que caso a Larsen C continue a perder blocos de gelo, isso pode resultar na deriva de mais blocos de gelo rumo ao oceano, o que poderia levar a uma elevação de até 10 centímetros no nível do mar.

A avaliação dos cientistas é que a nova configuração da Larsen deverá ser menos estável que antes da fenda, aumentando o risco de que se desintegre.

MIDAS/ESA/USGS

Imagem de satélite mostra a região da plataforma Larsen C que se separou da Antártida

“Embora haja um debate abundante sobre isso, a nossa pesquisa mostra que a plataforma de gelo restante pode ser menos estável e, eventualmente, seguir o exemplo do vizinho do norte, Larsen B. Outros cientistas esperam que a plataforma de gelo se reconstitua, mas só o tempo irá dizer”, informou o Projeto Midas em nota à imprensa.

Em relação ao impacto da ruptura na biodiversidade, os cientistas garantem que o pinguim, ave símbolo da região, não será prejudicado, uma vez que não havia exemplares da ave a viver no bloco que se soltou.

Os pinguins vivem onde possam chegar a peixes no mar. A plataforma de gelo tem uma espessura de cerca de 200 metros na sua borda externa. Uma vez que nove décimos de qualquer icebergue estão debaixo d’água, o bloco tinha pelo menos 20 metros de altura. Os pinguins podem saltar, mas não tanto”.

Também não há provas que liguem o episódio ao aquecimento global, segundo esclarecem os investigadores do projecto Midas.

“Não temos evidências que possam ligar este evento às mudanças climáticas. Embora o progresso geral do lado esquerdo da plataforma Larsen C de gelo para baixo da Península Antártida tenha sido associada ao aquecimento do clima, essa fenda parece ter-se desenvolvido durante muitas décadas e o resultado é provavelmente natural”.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Descoberto sistema de túneis da I Guerra onde estarão enterrados dezenas de soldados

A Agência do Património da Bélgica anunciou esta semana a descoberta de um sistema de túneis alemão da I Guerra Mundial, onde estarão, muito provavelmente, dezenas de soldados enterrados. Em comunicado, citado pela Russia Today, …

Cinco funcionários da Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia

Cinco funcionários da produtora automóvel Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia, avança o The Washington Post. De acordo com o jornal norte-americano, foram cinco os colaboradores dispensados da …

"Qual o lugar mais seguro?". Costa compara infetados no Reino Unido e Algarve

O primeiro-ministro apresentou hoje uma tabela que mostra o Reino Unido muito acima do Algarve em número de infetados com covid-19 por cem mil habitantes e pergunta qual o lugar mais seguro para umas férias …

Azul anuncia venda de 6% da TAP ao Estado por 10 milhões de euros

A companhia aérea brasileira Azul, de David Neeleman, anunciou hoje a venda de 6% da TAP, no âmbito do acordo anunciado esta quinta-feira entre o Estado e os acionistas privados, que “garante a continuação” da …

NASA cria dispositivo que o avisa para não tocar no rosto (e pode ser reproduzido em casa)

A pensar na pandemia, a NASA desenvolveu o PULSE, um colar vibratório que nos alerta se formos tocar no rosto com as nossas mãos. A pandemia de covid-19 alastrou pelo mundo e, enquanto não chega um …

Há mais 11 mortes e 374 novos casos de infecção (300 são na Grande Lisboa)

Portugal regista hoje mais 11 mortos devido à doença covid-19 do que na quinta-feira e mais 374 infectados, dos quais 300 na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim da Direcção-Geral da …

Gestão da pandemia: PGR francesa vai abrir investigação judicial a PM e ministros

Em causa estão 90 queixas contra o anterior chefe do Governo Edouard Philippe, e os ministros Olivier Véran e Agnès Buzyn, tendo 53 delas sido examinadas e nove consideradas admissíveis para seguirem eventualmente para tribunal. O …

Benfica perto de garantir Taremi e Helton Leite para a próxima época

O SL Benfica está perto de assegurar as contratações do avançado do Rio Ave, Mehdi Taremi, e do guarda-redes do Boavista, Helton Leite, para a próxima temporada. Mehdi Taremi e Helton Leite deverão ser reforços do …

Operação Marquês. Ivo Rosa não marca data de início do julgamento

O juiz de instrução Ivo Rosa optou por não marcar data de início do julgamento dada a complexidade do processo da Operação Marquês. O anúncio foi feito no final do debate instrutório, esta sexta-feira. "É manifesta …

Bolsonaro veta obrigatoriedade do uso de máscaras em lojas e igrejas

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, vetou hoje parte de uma lei que estipulava o uso obrigatório de máscaras em órgãos públicos, lojas, indústrias, templos religiosos e locais fechados em que haja concentrações de pessoas. O …