Cientistas ainda estudam consequências do icebergue gigante na Antártida

No início da semana passada, um icebergue com 1 bilião de toneladas separou-se da gigantesca plataforma de gelo Larsen C, na Antártida, segundo um comunicado divulgado pelo Projeto Midas, formado por um grupo de cientistas britânicos que monitorizam a plataforma Larsen C através de satélites.

A separação ocorreu entre segunda-feira e quarta-feira, dia 12, resultando num icebergue com 5.800 quilómetros quadrados – um bloco de gelo do tamanho do Algarve.

O fenómeno era esperado pelos investigadores que vigiavam a fenda na plataforma desde 2010, e que previam esta separação, mas as consequências do evento ainda estão a ser estudadas.

Em nota de imprensa, o professor Adrian Luckman, da Universidade de Swansea, principal investigador do projeto Midas, revelou que o impacto da ruptura da plataforma Larsen C está a ser acompanhado, assim como o destino do enorme bloco de gelo.

O bloco de gelo, baptizado de icebergue A68, é um dos dez maiores vigiados por satélite. “É um dos maiores já registado, e seu progresso é difícil de prever. Pode permanecer numa só peça, mas é mais provável que se divida em fragmentos“, diz Luckman.

“Um pouco do gelo pode permanecer na região durante décadas, enquanto partes do icebergue podem dirigir-se para o norte, para águas mais quentes”, avalia o cientista.

O enorme bloco de gelo à deriva não deve alterar o nível do mar de imediato. Segundo os cientistas, como a plataforma de gelo Larsen C já estava a flutuar, a sua separação não deslocou qualquer água extra.

Larsen C tem uma espessura de 200 a 600 metros e flutua no oceano junto à Antártida, impedindo o fluxo das calotes polares que a alimentam. Com a separação, a área de Larsen C foi reduzida em mais de 12%.

Os investigadores britânicos alertam que caso a Larsen C continue a perder blocos de gelo, isso pode resultar na deriva de mais blocos de gelo rumo ao oceano, o que poderia levar a uma elevação de até 10 centímetros no nível do mar.

A avaliação dos cientistas é que a nova configuração da Larsen deverá ser menos estável que antes da fenda, aumentando o risco de que se desintegre.

MIDAS/ESA/USGS

Imagem de satélite mostra a região da plataforma Larsen C que se separou da Antártida

“Embora haja um debate abundante sobre isso, a nossa pesquisa mostra que a plataforma de gelo restante pode ser menos estável e, eventualmente, seguir o exemplo do vizinho do norte, Larsen B. Outros cientistas esperam que a plataforma de gelo se reconstitua, mas só o tempo irá dizer”, informou o Projeto Midas em nota à imprensa.

Em relação ao impacto da ruptura na biodiversidade, os cientistas garantem que o pinguim, ave símbolo da região, não será prejudicado, uma vez que não havia exemplares da ave a viver no bloco que se soltou.

Os pinguins vivem onde possam chegar a peixes no mar. A plataforma de gelo tem uma espessura de cerca de 200 metros na sua borda externa. Uma vez que nove décimos de qualquer icebergue estão debaixo d’água, o bloco tinha pelo menos 20 metros de altura. Os pinguins podem saltar, mas não tanto”.

Também não há provas que liguem o episódio ao aquecimento global, segundo esclarecem os investigadores do projecto Midas.

“Não temos evidências que possam ligar este evento às mudanças climáticas. Embora o progresso geral do lado esquerdo da plataforma Larsen C de gelo para baixo da Península Antártida tenha sido associada ao aquecimento do clima, essa fenda parece ter-se desenvolvido durante muitas décadas e o resultado é provavelmente natural”.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Defesa de Sócrates acusa procurador de mentir sobre gravação de interrogatório

A defesa de José Sócrates acusou esta terça-feira o procurador do MP envolvido na Operação Marquês de mentir quando disse que o ex-primeiro-ministro sabia que o interrogatório de março de 2017 estava a ser registado …

Mais de 100 genes determinam a cor do nosso cabelo

Uma equipa internacional de cientistas identificou mais de uma centena de genes que ajudam a explicar as diferenças entre cabelos loiros, negros, castanhos ou ruivos, em populações de origem europeia. A cor do cabelo é uma …

Família de Prince vai processar hospital que tratou músico dias antes de morrer

A família apresentou o processo por morte por negligência contra um médico e um farmacêutico do Trinity Medical Center, nos Estados Unidos, o hospital que assistiu Prince antes de morrer. Os herdeiros de Prince vão processar …

Acordo suspende julgamento de Rúben Semedo por crime de agressão

O julgamento do futebolista português do Villarreal, por uma alegada agressão no exterior de uma discoteca, foi suspenso, esta terça-feira, para as duas partes chegarem a acordo. Rúben Semedo, de 23 anos, é acusado de agredir …

250 padres vão aprender a exorcizar no Vaticano

Cerca de 250 padres, vindos de 50 países, chegaram a Roma para, entre outras coisas, aprender a identificar uma "possessão demoníaca", ouvir testemunhos de colegas e conhecer os rituais para a "expulsão de demónios". A prática …

Santa Maria impedido de formar internos de otorrino

A Ordem dos Médicos decidiu que o Hospital Santa Maria, em Lisboa, fica impedido de formar internos na especialidade de otorrinolaringologia, confirmou à Lusa o presidente do colégio de especialidade. Artur Condé disse que, "até nova …

Maçã fatiada na mala de mão valeu multa de 500 dólares a passageira

500 dólares, ficar sem o visto "global entry" e ter de ser revistada para o resto da vida foi o preço que Crystal Tadlock teve de pagar por levar uma maçã fatiada na mala de mão. Crystal …

Ex-Presidente Bush hospitalizado um dia após funeral da mulher

O ex-Presidente norte-americano, de 93 anos, foi hospitalizado no Texas no domingo, um dia após as exéquias da mulher, devido a "uma infeção que se disseminou no sangue". "O Presidente Bush foi admitido no hospital Houston …

IKEA avisa clientes por lapso no fabrico de placa de fogão

Uma falha no injetor de um dos bicos de uma placa de fogão vendida pelo IKEA levou o grupo sueco a pedir aos clientes que tenham comprado o produto antes de 1 de janeiro deste …

PS pressionado pelo governo brasileiro por causa de Lula. "É tudo falso"

O professor Boaventura de Sousa Santos garante que Ana Catarina Mendes, faltou a um evento solidário por pressão do governo brasileiro. "É falso", desmente a secretária-geral adjunta do PS. Boaventura Sousa Santos, diretor do Centro de …