A ciência confirma: amor compra mais felicidade do que dinheiro

Um novo estudo aponta que ter uma boa saúde mental e estar num bom relacionamento deixa as pessoas mais felizes do que, por exemplo, quando o seu salário duplica.

O estudo, desenvolvido pela London School of Economics, no Reino Unido, e publicado na VOX, analisou as respostas de 200 mil pessoas provenientes da Austrália, Reino Unido, Alemanha e Estados Unidos sobre os fatores que mais influenciam a sua sensação de bem-estar.

Sofrer de depressão ou de ansiedade é o que mais tem impacto negativo nos participantes, enquanto que ter um parceiro foi o que mais aumentou os seus níveis de felicidade.

Segundo Richard Layard, co-autor do estudo, os resultados apontam que o “Estado deve assumir um novo papel” e reformular políticas públicas.

Comparação

De acordo com o estudo, numa escala de um a dez, duplicar o salário de alguém eleva a sua felicidade em menos de 0,2 pontos. Os investigadores afirmam que isso se deve ao facto de as pessoas se importarem mais com os seus rendimentos em comparação com os dos outros e do que como isso as afeta.

No entanto, estar num relacionamento elevou a felicidade em 0,6 pontos e perder um parceiro, seja por causa de uma separação ou morte, teve o mesmo impacto no sentido oposto.

O maior impacto foi gerado por sofrer de depressão ou de ansiedade. Na pesquisa, o nível de felicidade caiu 0,7 nestes casos. Estar desempregado teve o mesmo efeito.

Prevenção

A investigação aponta ainda que o principal fator para prever se a satisfação de uma pessoa com a sua vida adulta é a sua saúde emocional durante a infância.

“A maioria das pesquisas sobre o bem-estar infantil concentra-se no desempenho académico, que é muito afetado pelo rendimento familiar”, diz o estudo.

“Mas a saúde emocional de uma criança é mais determinante no seu bem-estar no futuro. Isso pode ser impactado em alguma medida pelo rendimento familiar, mas, acima de tudo, depende da saúde mental da mãe“, acrescenta-se.

Estes resultados vão ser apresentados numa conferência realizada em parceria entre a London School of Economics e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) ainda este mês.

“Gerar bem-estar”

Layard defende que os governos devem desempenhar um papel diferente para contribuir para a felicidade dos cidadãos. Em vez de se preocuparem em gerar riqueza, deveriam concentrar-se antes em “gerar bem-estar”.

Não só como um objetivo dos seus mandatos, mas também porque investigações da universidade, com base em eleições europeias realizadas desde 1970, mostram que a satisfação dos cidadãos com as suas próprias vidas é o melhor fator para prever se um governo será reeleito ou não.

“Estes sinais mostram que as coisas que mais importam para a nossa felicidade ou infelicidade são as nossas relações sociais e a nossa saúde física e mental”, afirma o investigador.

“No passado, o Estado combateu incansavelmente a pobreza, o desemprego e os problemas na educação e na saúde. Mas é igualmente importante fazer o mesmo com a violência doméstica, o alcoolismo, a depressão e a ansiedade, o isolamento dos jovens, entre outros”, diz Kayard.

“Isso é que deveria estar no centro das atenções”, conclui.

ZAP / BBC

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Ah sim… Então se a ciência confirma é porque é!.. 😛

    Onde já chegou a despromoção da ciência a um sistema de crenças. Hoje em dia parece que a ciência se tornou uma Religião, com os seus sacerdotes (cientistas) e dogmas (tudo o que diz, passa a ser verdade indiscutivel).

    É como diz o Luis Rodrigues antes de mim: “É preciso ciência pra confirmar?” – mas eu já reparei que alguém responsável pelo editorial deste site, gosta sempre de terminar as notícias do dia com um “A ciência confirma…”. É isso e “os meteoritos vão matar a humanidade”. Ou melhor ainda, um 2 em 1: A ciência diz que os meteoritos vão matar a humanidade (e o Stephen Hawkings confirma)”.

    Faz parte… 😉

RESPONDER

Balas que assassinaram John F. Kennedy preservadas em modelo 3D

A partir do próximo ano, os Arquivos Nacionais dos Estados Unidos vão disponibilizar, no seu catálogo online, imagens 3D das balas que assassinaram o antigo presidente norte-americano John F. Kennedy. Para criar os modelos das …

Pela primeira vez, neurónios artificiais foram criados para curar doenças crónicas

Uma equipa de investigadores conseguiu recriar as propriedades biológicas dos neurónios em chips, que podem ser úteis ajudar na cura de doenças neurológicas crónicas. Naquele considerado um feito única na ciência, investigadores da Universidade de Bath …

Cientistas encontram uma relação negativa "muito forte" entre inteligência e religiosidade

Uma equipa de investigadores sugere que pessoas religiosas tendem a ser menos inteligentes do que pessoas sem crenças religiosas. O estudo tem gerado uma grande controvérsia. A religião é um tema forte, capaz de juntar ou …

Descoberta nova espécie de tubarão pré-histórico que podia chegar aos sete metros

Uma nova espécie de tubarão pré-histórico foi descoberta no Kansas, nos Estados Unidos. Este predador podia crescer até quase sete metros de comprimento. De acordo com a revista Newsweek, Kenshu Shimada, da Universidade DePaul, e Michael …

Conhecido medicamento para diabetes pode conter um carcinógeno

A Food and Drug Administration, agência federal e reguladora do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, está a testar amostras de metformina, um medicamento para diabetes que pode conter o carcinógeno N-Nitrosodimetilamina …

Nobel da Física diz que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra

Didier Queloz disse, este sábado, estar convencido de que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra, razão pela qual está "zangado" com alguns argumentos do cofundador da Tesla, Elon Musk. Os suíços …

Ford está a reciclar palha de café do McDonald's. Quer transformá-la em peças de carro

https://vimeo.com/377768195 A Ford está a fabricar peças de carro através de palha de café reciclada do McDonald's. A iniciativa contribui para a redução da pegada ecológica e do desperdício alimentar. O combate às alterações climáticas cabe um …

Comité da ONU preocupado com condições das prisões em Portugal

As condições de detenção, a sobrelotação das prisões, o alegado uso da força e outros abusos contra pessoas pertencentes a grupos raciais e étnicos são as principais preocupações do Comité da ONU contra a Tortura …

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …