A ciência confirma: amor compra mais felicidade do que dinheiro

Um novo estudo aponta que ter uma boa saúde mental e estar num bom relacionamento deixa as pessoas mais felizes do que, por exemplo, quando o seu salário duplica.

O estudo, desenvolvido pela London School of Economics, no Reino Unido, e publicado na VOX, analisou as respostas de 200 mil pessoas provenientes da Austrália, Reino Unido, Alemanha e Estados Unidos sobre os fatores que mais influenciam a sua sensação de bem-estar.

Sofrer de depressão ou de ansiedade é o que mais tem impacto negativo nos participantes, enquanto que ter um parceiro foi o que mais aumentou os seus níveis de felicidade.

Segundo Richard Layard, co-autor do estudo, os resultados apontam que o “Estado deve assumir um novo papel” e reformular políticas públicas.

Comparação

De acordo com o estudo, numa escala de um a dez, duplicar o salário de alguém eleva a sua felicidade em menos de 0,2 pontos. Os investigadores afirmam que isso se deve ao facto de as pessoas se importarem mais com os seus rendimentos em comparação com os dos outros e do que como isso as afeta.

No entanto, estar num relacionamento elevou a felicidade em 0,6 pontos e perder um parceiro, seja por causa de uma separação ou morte, teve o mesmo impacto no sentido oposto.

O maior impacto foi gerado por sofrer de depressão ou de ansiedade. Na pesquisa, o nível de felicidade caiu 0,7 nestes casos. Estar desempregado teve o mesmo efeito.

Prevenção

A investigação aponta ainda que o principal fator para prever se a satisfação de uma pessoa com a sua vida adulta é a sua saúde emocional durante a infância.

“A maioria das pesquisas sobre o bem-estar infantil concentra-se no desempenho académico, que é muito afetado pelo rendimento familiar”, diz o estudo.

“Mas a saúde emocional de uma criança é mais determinante no seu bem-estar no futuro. Isso pode ser impactado em alguma medida pelo rendimento familiar, mas, acima de tudo, depende da saúde mental da mãe“, acrescenta-se.

Estes resultados vão ser apresentados numa conferência realizada em parceria entre a London School of Economics e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) ainda este mês.

“Gerar bem-estar”

Layard defende que os governos devem desempenhar um papel diferente para contribuir para a felicidade dos cidadãos. Em vez de se preocuparem em gerar riqueza, deveriam concentrar-se antes em “gerar bem-estar”.

Não só como um objetivo dos seus mandatos, mas também porque investigações da universidade, com base em eleições europeias realizadas desde 1970, mostram que a satisfação dos cidadãos com as suas próprias vidas é o melhor fator para prever se um governo será reeleito ou não.

“Estes sinais mostram que as coisas que mais importam para a nossa felicidade ou infelicidade são as nossas relações sociais e a nossa saúde física e mental”, afirma o investigador.

“No passado, o Estado combateu incansavelmente a pobreza, o desemprego e os problemas na educação e na saúde. Mas é igualmente importante fazer o mesmo com a violência doméstica, o alcoolismo, a depressão e a ansiedade, o isolamento dos jovens, entre outros”, diz Kayard.

“Isso é que deveria estar no centro das atenções”, conclui.

ZAP / BBC

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Ah sim… Então se a ciência confirma é porque é!.. 😛

    Onde já chegou a despromoção da ciência a um sistema de crenças. Hoje em dia parece que a ciência se tornou uma Religião, com os seus sacerdotes (cientistas) e dogmas (tudo o que diz, passa a ser verdade indiscutivel).

    É como diz o Luis Rodrigues antes de mim: “É preciso ciência pra confirmar?” – mas eu já reparei que alguém responsável pelo editorial deste site, gosta sempre de terminar as notícias do dia com um “A ciência confirma…”. É isso e “os meteoritos vão matar a humanidade”. Ou melhor ainda, um 2 em 1: A ciência diz que os meteoritos vão matar a humanidade (e o Stephen Hawkings confirma)”.

    Faz parte… 😉

RESPONDER

A maior cascata do Equador desapareceu repentinamente

A maior cascata do Equador, com cerca de 150 metros, desapareceu repentinamente por causa de uma dolina. Investigadores ainda não sabem se esta apareceu por causas naturais ou humanas. Em fevereiro, a cascata de San Rafael, …

Aprovada descida de 3% na eletricidade no mercado regulado

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) aprovou uma descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh). Contas feitas, trata-se de uma redução de aproximadamente 3% no total …

Turquemenistão proibiu o uso da palavra "coronavírus"

Enquanto o mundo luta para conter a propagação da pandemia de covid-19, no Turquemenistão os cidadãos podem ser presos só por dizerem a palavra "coronavírus". De acordo com a rádio NPR, que cita a organização não …

EDP oferece desconto de 20% a profissionais e organizações de saúde

Face à pandemia de covid-19, a EDP vai oferecer um desconto de 20% na fatura da eletricidade a profissionais e organizações de saúde, anunciou esta quarta-feira a empresa liderada por António Mexia em comunicado. “A …

Bill Gates deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia

Num artigo publicado no jornal norte-americano Washington Post, o fundador da Microsoft, Bill Gates, deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia de covid-19, que já fez 43 mil mortes em todo o …

Comissão de Trabalhadores da TAP pede nacionalização da companhia

A Comissão de Trabalhadores (CT) da TAP reforçou esta quarta-feira o apelo para que a transportadora “se torne 100% pública”, depois de a empresa ter anunciado o lay-off da maioria dos trabalhadores, segundo um comunicado. No …

"Posso ir?" Há uma app que lhe diz como estão as filas nos supermercados

A comunidade tecnológica tech4COVID19 criou uma aplicação móvel que permite aos seus utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados. A app, sob o nome "Posso ir?", pretende orientar os utilizadores nas idas aos …

Conte pede à Alemanha mais solidariedade europeia. “Se somos uma União, está na hora de o provarmos”

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, fez esta quarta-feira um apelo solene à Alemanha para que haja mais solidariedade europeia no combate à pandemia da covid-19, que está a afetar severamente o seu país. “Se somos uma …

Em França, Portugal é destacado como bom exemplo (mas também pela sorte da sua geografia)

Portugal tem "11 vezes menos mortes" do que Espanha, em proporção das respectivas populações, e parece estar a lidar melhor com a pandemia de Covid-19 do que o país vizinho. Esta é a conclusão de …

Do confinamento alargado aos limites nos despedimentos. O que pode mudar com o "novo" estado de emergência

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, propôs esta quarta-feira ao Parlamento a renovação do estado de emergência em Portugal por novo período de 15 de quinze dias para permitir medidas de contenção da …