Cidade do Cabo não vai ficar sem água (para já)

Kyle Mijlof / Instagram

Nuvens lenticulares na Cidade do Cabo, África do Sul.

O dia zero da Cidade do Cabo, data que marcaria o estado das reservas de água tão críticas que a água deixaria de correr nas torneiras, estava marcado para 12 de abril, mas quase um mês depois a água continua a correr nas torneiras dos sul-africanos.

No início deste ano, os 4 milhões que habitam a Cidade do Cabo, capital da África do Sul e segunda maior área urbana do país, a seguir a Joanesburgo, acordaram com a notícia de que o dia zero, em que ficariam sem água a correr nas torneiras, estava marcado.

Na altura, a presidente da Câmara, Patricia de Lille, alertou a população que, se não alterassem os padrões de consumo, em 90 dias, a água ia acabar na cidade.

As previsões para a chegada do dia zero foram sendo alteradas, tendo a última delas sido marcada para 12 de abril. Quase um mês depois do dia que podia ter sido o início de uma catástrofe, a água ainda corre nas torneiras da Cidade do Cabo.

De acordo com o Shifter, o “dia zero” marca o dia em que as torneias domésticas deixam de jorrar água. Nesse cenário, de acordo com o plano municipal traçado, a população teria de se deslocar até um dos 200 pontos municipais de fornecimento de água, onde cada pessoa só poderia recolher um máximo de 25 litros por dia.

Esse limite seria cumprido com a ajuda de guardas armados encarregues de manter a paz, de acordo com o plano municipal.

Para contornar esta situação, a população levou a cabo grandes esforços para poupar a pouca água que ainda resta – e que já é racionada. Em hotéis, algumas torneiras foram retiradas, de forma a evitar que os hóspedes tomassem banho de imersão. As piscinas foram tapadas ou, em último caso, passaram a ser enchidas com água dessalinizada ou reciclada. Os minibares já não têm água engarrafada. E os lençóis só são mudados a cada três dias.

Helen Zille, chefe do governo provincial, emitiu, inclusive, um comunicado a proibir a população de “tomar duche mais de duas vezes por semana. Temos de poupar água como se a nossa vida dependesse disso. Até porque depende”. E foi a própria que confessou, através de um vídeo colocado na sua página na internet, que toma banho apenas de três em três dias.

Além disso, cada residente passou a ter acesso a apenas 87 litros de água diários. Para termos de comparação, em Portugal, em média, cada residente gasta cerca de 187 litros de água por dia.

O Shifter estima que, neste momento, apesar de a situação estar mais controlada, apenas 55% da população estará a cumprir o limite de água permitida, apesar de as entidades competentes terem alertado que quem excedesse o limite estaria obrigado a pagar multas e que cada utilizador deveria ter um dispositivo que fechasse a água quando o limite fosse ultrapassado.

Aurélie de Sousa, emigrante portuguesa na Cidade do Cabo, está a enfrentar esta dura realidade e refere, ilustrando a dificuldade de racionamento: “O meu banho não pode ultrapassar os 90 segundos. Esses 90 segundos contam a partir do momento em que abro a torneira”.

Passados 3 meses e graças à consciencialização da população e aos que cumpriram as normas, a Cidade do Cabo parece estar a livrar-se do perigo mais severo. O futuro, esse, ficará dependente da época de chuva e da população continuar a respeitar as medidas de conservação de água.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma forma de reduzir erros na computação quântica (e já sabemos qual é)

Na computação quântica, assim como no trabalho em equipa, um pouco de diversidade pode ajudar a melhorar o resultado. Esta pode mesmo ser a chave para pôr fim aos erros na computação quântica. Ao contrário dos …

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …