China volta a detetar vírus em produtos congelados oriundos do Brasil

As autoridades locais indicaram que foram tomadas medidas para suspender a venda da carne afetada e que centenas de pessoas que tiveram contacto com as encomendas deram negativo, após terem sido testados para o vírus.

A China voltou esta segunda-feira a detetar vestígios do novo coronavírus em embalagens de produtos congelados importados do Brasil, informaram as autoridades sanitárias de Wuhan, a cidade chinesa onde foram diagnosticados os primeiros casos de covid-19.

A comissão local de saúde diz ter detetado vestígios do vírus em embalagens de carne suína brasileira e bovina uruguaia congeladas, após ter realizado testes de ácido nucleico, no dia 5 de dezembro.

No caso da carne de porco oriunda do Brasil, a mesma fonte indicou que foram detetados vestígios do novo coronavírus em contentores de um lote de carne suína da empresa Seaa Alimentos, que entrou na cidade de Xangai, no dia 28 de junho, e foi posteriormente transportado para Wuhan, em 27 de julho.

Quanto à vitela uruguaia, a exportadora é a Breeders and Packers Uruguay, cujo lote afetado chegou primeiro à Malásia e, desde 2 de março, estava armazenado na cidade portuária de Tianjin, no norte da China.

As autoridades locais indicaram que foram tomadas medidas para suspender a venda da carne afetada e que centenas de pessoas que tiveram contacto com as encomendas deram negativo, após terem sido testados para o vírus.

Fontes da Embaixada do Uruguai na China citadas pela agência Efe disseram tratar-se de um pacote embalado em dezembro de 2019 que chegou ao país asiático meses antes de o país latino-americano registar os seus primeiros casos de covid-19.

O problema estaria então no “manuseio dos depósitos e não na origem”.

“Está em jogo a imagem dos produtos uruguaios. É muito irresponsável tentar imputar responsabilidades ao Uruguai”, assinalaram as mesmas fontes, acrescentando que “é muito provável que se trate de um caso de contaminação cruzada” que ocorreu no território chinês.

Nos últimos meses, o país asiático disse ter detetado vestígios do coronavírus em várias embalagens de produtos congelados, muitos oriundos da América Latina, o que levou Pequim a tornar mais rígidas as regulações para a importação de produtos congelados.

Só em novembro, pelo menos 25 encomendas de produtos congelados, incluindo peixe oriundo do Equador, Índia ou Indonésia, e carnes brasileiras, alemãs ou holandesas, deram positivo para o novo coronavírus em inspeções realizadas pela China.

Segundo as autoridades, o contágio por esta via de transmissão de dois estivadores do porto de Qingdao desencadeou um surto naquela cidade do nordeste da China, no início de outubro. As descobertas servem os esforços das autoridades chinesas para sugerir que o vírus teve origem noutro país.

Embora a Organização Mundial da Saúde afirme que a probabilidade de infeção por contacto com alimentos e embalagens é baixa, as autoridades chinesas têm insistido nessa teoria.

“Mais e mais evidências sugerem que frutos do mar congelados ou produtos de carne provavelmente trouxeram o vírus do exterior para o nosso país“, disse Wu Zunyou, epidemiologista chefe do Centro Chinês para Controlo e Prevenção de Doenças, numa entrevista recente publicada num portal do Governo chinês.

  // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Daqui a pouco, os chinocas vão detetar o vírus na água, ou nos sumos, ou no arroz.
    Como não querem mostrar ao mundo que a Pandemia surgiu no seu País Maravilhoso, culpam os outros países que, agora, “têm mais casos”. Até Portugal, que é maior do que a China, tem mais casos! Hilariante, não acham?!
    Isto é bastante triste.
    Portanto, não acredito que exista coronavírus em comida congelada. O tema apresentado consiste numa estratégia de distração, numa constante troca de acusações, que nunca terá um autor, porque a China gosta de brincar às marionetas, deseja ser uma potência económica mundialmente conhecida.
    Então, para quê considerar a verdade, se se pode mentir? Para quê encontrar um culpado (Wuhan), se é possível andar a gozar com a cara das pessoas?

RESPONDER

Fenprof anuncia nova greve no dia 12 e concentração em frente ao Parlamento

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) anunciou, esta sexta-feira, a realização de uma concentração em frente à Assembleia da República no dia 5 de novembro e a adesão à greve nacional da Administração Pública marcada …

Luis Díaz será a prioridade do Newcastle

Valor de mercado será agora inacessível para os clubes italianos, escreve-se... em Itália. O novo Newcastle deverá atacar o mercado do futebol com estrondo, possivelmente já daqui a pouco mais de dois meses, e a prioridade …

Rui Rio, presidente do PSD

Rio apresenta recandidatura. "Seria muito prejudicial para o país se o PSD mudasse agora de líder"

O presidente do PSD apresentou, esta sexta-feira, na cidade do Porto, a sua recandidatura à liderança, tendo considerado que "seria muito prejudicial", não só para o país como para o partido, mudar agora de líder. Rui …

"Conquistem a vaga no relvado": aviso à UEFA sobre a nova Liga dos Campeões

Associação das Ligas Europeias contra vagas garantidas para clubes que não terminarem o campeonato nacional num dos primeiros lugares. A reunião da Associação das Ligas Europeias de futebol terminou com o reforço de posições públicas contra …

Bloco diz que as suas nove propostas foram rejeitadas. Governo aponta avanços em sete

O Bloco considerou, esta sexta-feira, que o Governo recusou as suas nove propostas para chegar a acordo no Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). O Executivo, por sua vez, considera que há avanços negociais em …

Comissão de inquérito ao Novo Banco. PSD frisa "maioria popular", PS queixa-se de "partidarite"

Os partidos apreciaram, esta sexta-feira, o relatório final da comissão de inquérito ao Novo Banco, aprovado em julho, com o PSD a destacar a "maioria popular" nas conclusões e o PS a criticar a "partidarite" …

"Falta de respeito". Patrões abandonam Concertação Social e pedem audiência a Marcelo

As quatro confederações patronais suspenderam, esta sexta-feira, a sua participação nas reuniões da Concertação Social e decidiram solicitar uma audiência ao Presidente da República, perante a "desconsideração do Governo pelos parceiros sociais" na discussão sobre …

Parlamento aprova diplomas para alargar gratuitidade das creches e "direito ao esquecimento"

O Parlamento aprovou, esta sexta-feira, um projeto-lei para o alargamento da gratuitidade das creches e de soluções equiparadas e ainda um diploma que consagra o "direito ao esquecimento". A Assembleia da República aprovou um projeto-lei do …

Costa está muito empenhado num acordo pelo OE, mas não "a qualquer preço"

O primeiro-ministro disse, esta sexta-feira, que o Governo vai fazer tudo ao seu alcance para chegar a um acordo sobre o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), mas advertiu que "um acordo não se obtém …

Evergrande escapa por um triz ao default e garante o pagamento de juros de 71.7 milhões de euros

A gigante imobiliária chinesa conseguiu cumprir com o pagamento dos juros no limiar do fim da extensão do prazo. No entanto, persistem os receios sobre a possibilidade da crise na China contagiar a economia mundial. A …