China prepara um exército de mosquitos infectados para acabar com o Zika

A China está a desenvolver um programa piloto de criação de milhões de mosquitos de laboratório infectados com uma bactéria, com o objectivo de reduzir a população de Aedes aegypti, o mosquito responsável pela transmissão dos vírus do Zika, Dengue  e Chikunguña.

O programa científico prevê libertar milhões de exemplares de Aedes aegypti, infectados com a bacteria Wolbachia, para travar a reprodução global destes mosquiros.

O professor Xi Zhiyong, investigador da Universidade de Sun Yat-se, de Guangzhou, no sul da China, revelou ao China Daily que os mosquitos infectados deverão ser libertados na atmosfera, em 3 pontos da província de Guangdong, com o auxílio de drones.

Segundo o periódico chinês, os insectos a libertar são machos, não picam, e quando acasalam com fêmeas da sua espécie produzem ovos inférteis – a chave com a qual o programa pretende diminuir drasticamente a população de Aedes aegypti na região.

Apesar de não terem sido registados até agora casos de Zika na China, Guo Yuhong, cientista do Centro de Controlo de Doenças Contagiosas da China, revelou que o mosquito transmissor foi encontrado em algumas regiões do norte da China, e se encontra presente em larga escala no sul do país.

No entanto, a cientista confessa-se preocupada com o uso da Wolbachia para infectar mosquitos, uma vez que “não está ainda claro o eventual impacto no ecosistema da extinção do Aedes aegypti“.

Numa experiência semelhante realizada o ano passado, a China conseguiu reduzir 90% da população local deste insecto, e controlar um surto de dengue no sul do país.

O mosquito Aedes aegypti é responsável pela transmissão de três doenças distintas: a Zika, a Dengue e a febre Chikungunya.

Até agora, a regoão mais afectada pelo mosquito é a América do Sul, com destaque para o Brasil, país com o maior número de casos de Zika, doença que quando presente em grávidas tem sido associada a problemas de malformações do feto, como a microcefalia.

ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Há muito tempo que andamos a ouvir falar de soluções idênticas por outras partes do globo a verdade é que até agora parece que ainda nada resultou.

  2. E ninguém sabe explicar o porquê de só agora o Zika provocar microcefalias… Um vírus que já existe desde mil novecentos e quarenta e trocó passo. Porquê só agora?!O que pode ter despoletado essa condição?

  3. Abestalhados se a China vem fabricando mosquitos para acabar com a dengue, com certeza a ciência maligna brasileira fabricou a dengue para acabar com populações carentes.

Responder a Jul Cancelar resposta

Parker Solar Probe lança nova luz sobre o Sol

Em agosto de 2018, a Parker Solar Probe da NASA foi lançada para o espaço, tornando-se pouco tempo depois a sonda mais próxima do Sol. Com instrumentos científicos de ponta para medir o ambiente em …

Encontrado no mar das Malvinas navio alemão da I Guerra Mundial 105 anos depois de naufragar

O naufrágio de um cruzador alemão da I Guerra Mundial foi identificado nas Ilhas Malvinas, onde foi afundado pela Marinha britânica há 105 anos. O SMS Scharnhorst foi o principal ativo da esquadra alemã na Ásia …

Boavista 1-4 Benfica | Águia goleia no xadrez do Bessa

O Benfica deu o pontapé de saída da 13ª jornada com uma vitória competente na visita ao Boavista, por 4-1. Num jogo potencialmente perigoso para as aspirações “encarnadas”, frente a um adversário com somente uma derrota …

Cientistas desenvolvem técnica para determinar o humor através da caligrafia

Uma equipa de cientistas estudou a biomecânica dos movimentos das mãos a escrever e a desenhar, e desenvolveu um método para avaliar as propriedades individuais da velocidade de escrita e da pressão do lápis no …

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …

Black Friday. Marca de cosméticos oferece por engano desconto de 96% e perde 10 milhões em duas horas

Uma falha no site oficial da marca de produtos cosméticos Foreo fez com que o seu artigo mais caro fosse vendido com um desconto de 96%, fazendo com que a empresa sueca perdesse 10 milhões …

Camisola usada por Pelé no seu último jogo foi vendida por 30 mil euros em leilão

Uma camisola usada por Pelé no seu último jogo com a seleção brasileira foi vendida por 30 mil euros num prestigiado leilão de objetos desportivos, realizado na quinta-feira em Turim, Itália. A camisola com o número …