Descoberto na China novo vírus da gripe com potencial pandémico

Uma equipa de cientistas chineses descobriu uma variante do vírus da gripe suína. Esta variante é transportada por porcos, mas pode infetar humanos. Embora garantam que, para já, não há razão para alarme, os investigadores salientam que o vírus, designado G4 EA H1N1, tem um “potencial pandémico”.

Um estudo com os resultados da investigação foi publicado esta segunda-feira na revista científica PNAS.

O G4 EA H1N1 é semelhante ao vírus da gripe suína, que causou uma pandemia em 2009, e já infetou um em cada 10 trabalhadores de gado suíno da China, escreve o Observador. Os cientistas chineses alertam que o vírus já tem a capacidade de infetar humanos.

“Não há qualquer evidência de que o G4 esteja a circular em humanos, mesmo após cinco anos de exposição extensiva ao vírus. Este é o contexto chave que é preciso ter em mente”, diz Carl Bergstrom, biólogo da Universidade de Washington, ao The Guardian.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) já está a par da descoberta e realça que isto serve para mostrar que “não podemos baixar a guarda, precisamos de continuar a vigilância, mesmo durante a pandemia de coronavírus”.

“Neste momento, estamos distraídos com o coronavírus e com razão. Mas não devemos perder de vista novos vírus potencialmente perigosos”, disse, por sua vez, o coautor do estudo Kin-Chow Chang, em declarações à BBC.

Também o professor James Wood, chefe do Departamento de Medicina Veterinária da Universidade de Cambridge, disse que este estudo “surge como um lembrete” de que estamos constantemente em risco de um novo aparecimento de patógenos e que animais de criação podem atuar como fonte de importantes vírus pandémicos.

Neste mais recente estudo, os investigadores concluíram que o vírus G4 EA H1N1 é altamente infecioso, de fácil crescimento e replicação nas células humanas e causa sintomas mais sérios do que outros vírus. A vacina para a gripe também não mostrou ser suficiente para conferir imunidade às pessoas.

Telmo Pina Nunes, epidemiologista na Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa, diz que devemos estar atentos, embora não haja motivos para entrar em pânico. “Não implica ter uma resposta imediata, mas implica preparar essa resposta de forma eficaz”, disse o especialista ao jornal Público.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Ainda não acabou o negocio do corona, e já começam a espalhar outro “novo virus”. Nada como manter o medo bem vivo para manter o negócio activo. Há muitos testes, mascaras, gel e medicamentos para vender.
    Não há-de faltar muito para começarem a surgir os primeiros lares e doentes em uci “infetados” com mais um novo virus.

  2. Eu acho que devemos equacionar muito bem a atual globalização e a inclusão da China no comércio global, à luz da atual pandemia, de outras do passado e de outras que já se falam para o futuro.

  3. Deixem de comer animais e fica tudo resolvido. Qual é a dificuldade em perceber que essa é a raiz do problema ? As piores doenças são todas Zoonóticas (origem nos animais). Todos têm culpa, porque “exigem” um cadaverzito no prato diariamente…

    • Simplicidade, coma lá as suas ervasitas e deixe os omnivoros em paz. Respeite os outros, a principal questão aqui é a produção em grande escala, ou melhor a inspecção a essa produção.

RESPONDER

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …

Novo comboio-bala entra ao serviço na linha Tóquio-Osaka

O mais novo modelo de comboio-bala do Japão - o N700S - entrou ao serviço no dia 1 de julho, numa jornada inaugural de Tóquio a Osaka. A série N700S (sendo que o "S" significa "Supreme") …

Kanye West anuncia candidatura à Presidência dos EUA

O músico norte-americano Kanye West anunciou este sábado, Dia da Independência dos Estados Unidos, a sua candidatura à Casa Branca, depois de ter apoiado anteriormente o atual Presidente e candidato à reeleição, Donald Trump. "Agora devemos …