Uma chiclete ajudou a levar para a cadeia um assassino que estava livre há 35 anos

West Midlands Police

Nova Welsh foi assassinada aos 24 anos, em Birmingham

Nova Welsh foi assassinada aos 24 anos, em Birmingham

Uma chiclete. Essa foi a chave para solucionar um assassinato que ocorreu há mais de 35 anos em Inglaterra.

Corria o ano de 1981.

No Chile, o general Augusto Pinochet autoproclamava-se presidente da República. O então presidente dos EUA, Ronald Reagan, e o Papa João Paulo II foram vítimas de atentado. A MTV, o primeiro canal de televisão a passar música 24 horas por dia, entrava no ar. Foi o ano em que o Post-It foi inventado. O príncipe Carlos casou com Diana.

Em Portugal, o Benfica sagrava-se campeão, após 3 anos com duas vitórias do Porto e do campeonato com que o Sporting quebrava o seu famoso jejum de 18 anos sem ganhar. Pinto Balsemão era primeiro-ministro. Quem ia à praia via uma bola gigante da Nívea, mas ninguém precisava mesmo de usar protector solar.

E uma mulher chamada Nova Welsh, de 24 anos, que vivia em Birmingham, no norte de Inglaterra, desaparecia. O seu corpo foi encontrado dentro de um armário, na sua própria casa, três semanas mais tarde.

Acredita-se que Welsh foi morta na madrugada do dia 27 de julho desse ano. De acordo com a autópsia, a causa da morte foi estrangulamento. Mas os anos passaram-se, e a polícia não conseguia descobrir o culpado… até agosto do ano passado.

Uma chiclete castanha

A descoberta só foi possível graças aos avanços científicos que permitem, actualmente, identificar o DNA de uma pessoa – mesmo muitos anos depois, e em circunstâncias insólitas.

Ao tentar esconder o corpo de Nova Welsh, o assassino partiu a fechadura da porta do armário. E como não conseguia fechar a porta, resolveu recorrer à ajuda de uma chiclete que estava a mastigar na altura.

Os anos passaram, e a chiclete até mudou de cor – ficou castanha e empoeirada. Mas apesar disso, os investigadores conseguiram, em agosto do ano passado, encontrar nela vestígios de DNA. O DNA do assassino.

E então, quem é o assassino?

Nova Welsh foi assassinada por Osmond Bell, ex-companheiro da vítima e pai dos seus dois filhos, que na altura tinham menos de seis anos.

Os investigadores também descobriram o que consideram uma probabilidade de “uma em um milhão”: o DNA de Bell numa carta anónima, enviada logo após o crime, na qual culpava outra pessoa, para tentar eliminar as suspeitas que poderiam existir sobre o seu envolvimento no assassinato.

West Midlands Police

Osmond Bell, ex-companheiro da vítima, foi condenado a 12 anos de prisão

Osmond Bell, ex-companheiro da vítima, foi condenado a 12 anos de prisão

Osmond Bell, que hoje tem 60 anos, foi condenado a 12 anos de prisão, após um julgamento em Birmingham, que acaba de ser concluído, e no qual o juiz Patrick Thomas concluiu que o assassinato foi motivado pelo ciúme de Bell.

“Welsh tinha sido vítima de violência doméstica, mas conseguiu sair dessa redoma e tentou reconstruir a vida com um novo namorado”, disse Thomas. “Só que Bell não o aceitava. O assassinato ocorreu após uma briga entre os dois no apartamento de Nova Welsh”, acrescentou o juíz.

A mãe da vítima, Lorna Welsh, diz que agora, após a condenação do assassino, a sua filha pode finalmente descansar em paz. Graças a uma chiclete.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Asteróide passa esta sexta-feira entre a Terra e a Lua

Um asteróide de grandes dimensões, recentemente descoberto, voará esta semana a uma distância relativamente próxima da Terra, avança o o Centro de Estudos de Objetos Próximo da Terra da agência espacial norte-americana. O asteróide, designado como …

A Física diz que nunca tocamos realmente num objeto

Se está, neste momento, com o telemóvel na mão ou a tocar no seu computador para conseguir ler esta notícia, desengane-se: segundo a Física, não está a tocar em nada. Tudo o que conseguimos ver, tocar …

Se os buracos negros o confundem, prepare-se para os buracos brancos

Os buracos negros podem ser o mistério mais atraente do Universo, mas não são o único tipo de "buraco" no Espaço. Os buracos negros atraem a atenção de muitos amantes de astronomia por serem tão misteriosos. …

MySpace perdeu 12 anos de músicas, fotografias e vídeos

A rede social MySpace anunciou que perdeu todas as músicas, fotografias e vídeos com mais de três anos. A perda de conteúdo deveu-se a uma falha na migração de servidor. O MySpace, outrora uma das maiores …

Pela primeira vez uma mulher vence o prémio Abel, o "Nobel" da matemática

A matemática pioneira Karen Uhlenbeck, antiga professora da Universidade do Texas, em Austin (Estados Unidos), recebeu o Prémio Abel de 2019, tornando-se a primeira mulher a receber a distinção, uma das mais ilustres na área. A …

Após 65 anos, diário revela romance entre rei belga e a madrasta

O rei Balduíno da Bélgica terá mantido uma relação secreta com a madrasta, a princesa Lilian, segunda esposa do seu pai, Leopoldo III. A revelação foi feita 65 anos depois, através dos diários do ex-primeiro-ministro …

Estudo revela que consumo diário de canábis aumenta risco de psicose

O consumo diário de canábis, sobretudo de elevada potência, está fortemente ligado ao risco de desenvolver uma psicose, conclui um estudo, que analisou pessoas em 11 locais da Europa e um no Brasil. Vários estudos observacionais …

Uma bebé nasceu "grávida" do seu irmão gémeo

Mónica Vega realizou uma ecografia durante o sétimo mês da sua gravidez daquela que seria a sua terceira filha. Mas, nas imagens, descobriu que dentro da sua bebé estava outro feto mais pequeno. O caso, que …

Só há um país na União Europeia com melhores estradas que Portugal

Portugal é o segundo estado-membro da União Europeia com estradas com mais qualidade e tem registado desde 2010 uma diminuição do número de mortes em acidentes de viação, revela um relatório divulgado esta terça-feira pela …

Boaventura só está "à espera de provas concretas" para enterrar o FC Porto

César Boaventura, acusado de uma ligação ao SL Benfica por Francisco J. Marques, disse que só está "à espera de mais provas concretas" para enterrar o FC Porto. O diretor de comunicação dos azuis e …