Chef Michel da Costa morre aos 77 anos

Ficou célebre em várias gerações devido aos seus programas televisivos na RTP e na SIC.

O chef Michel da Costa, distinguido pelo Guia Michelin na década de 1970, morreu esta sexta-feira, aos 77 anos, anunciou o grupo de restauração Olivier.

Michel da Costa “celebrizou-se em Portugal perante várias gerações com os seus programas televisivos na RTP no final da década de 1970 e nos anos 80, bem como na SIC, nos anos 90”, refere o comunicado do grupo, gerido pelo também chef e empresário Olivier da Costa (filho de Michel da Costa).

Nascido em Marrocos, quando este território era um protetorado francês, e naturalizado português, o chefe de cozinha, com formação em França, foi responsável pela mesa de 5040 metros que em 1998 inscreveu a inauguração da Ponte Vasco da Gama no Livro de Recordes do Guinness, com uma feijoada que serviu mais de 15 mil pessoas.

O grupo de restauração lembra que Michel da Costa foi também “responsável pelo banquete de entrada de Portugal na União Europeia (então CEE)” e “representou o país em várias ocasiões em cidades como Viena, Nova Iorque, Rio de Janeiro, Maastricht e Sidney”.

Criado no início do século XX para ajudar os viajantes nas suas deslocações, o Guia Michelin é hoje considerado uma referência mundial na qualificação de restaurantes. Portugal entrou no roteiro em 1910, mas as primeiras estrelas só chegariam em 1974.

Os restaurantes Aviz e Michel (ambos de Lisboa), O Pipas (Cascais) e Portucale (Porto) foram os primeiros espaços portugueses a conquistar uma estrela Michelin, na edição correspondente a 1974.

As primeiras edições do guia, lançado em 1900 então com capa amarela, pretendiam “ajudar o viajante nas suas deslocações”. O guia para Portugal e Espanha foi lançado em 1910, contendo informação sobre pneus, itinerários e mecânica e também sobre hotéis.

  // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.