Charlie nasceu com uma condição tão rara que é chamada “síndrome sem nome”

(dr)

Quando Charlie Parkes, de 5 anos, estava ainda na barriga da mãe, um exame revelou um problema no cérebro. O menino passou os primeiros dois anos de vida num hospital em Inglaterra, sob observação permanente.

Os pais estavam desesperados por respostas, mas nunca apareceram. “Temos muitas pequenas peças de um quebra-cabeça, mas não encaixam bem”, disse a mãe, Laura.

Charlie é uma das cerca de seis mil crianças nascidas a cada ano com uma condição genética tão rara que os médicos não conseguem identificá-la e, por isso, classificam-na como uma “síndrome sem nome” (“swan”, na sigla em inglês). Cada caso é considerado único. Sem um diagnóstico, as famílias podem sentir-se isoladas e enfrentar uma batalha pelo tratamento.

Juntamente com problemas de processamento sensorial, hipermobilidade, alergias, enfraquecimento do sistema imunológico, problemas digestivos e intestinais, ansiedade e transtorno de apego reativo, Charlie apresenta características associadas ao autismo e os médicos estão a investigar uma possível condição no tecido conjuntivo.

“De repente, fomos atirados para este mundo de alimentação por tubo e cronogramas de remédios. Sentimo-nos muito sozinhos. Num dado momento, estávamos a ser acompanhados por 20 médicos diferentes“, referiu Laura. “Não ter um diagnóstico muitas vezes significa que não nos enquadramos em nenhuma condição. Tivemos de lutar por tudo, todos os serviços, cada equipamento e tipo de apoio necessário.”

Charlie não balbuciava nem se sentava como os outros bebés. Mas Laura e o marido, Steve, não estavam preocupados com os marcos do desenvolvimento infantil, porque estavam ocupados a mantê-lo vivo. “Era aterrorizante a rapidez com que a condição se podia deteriorar quando era bebé. De repente, estávamos à procura de um tubo de oxigénio e a chamar uma ambulância”, disse.

O menino adora tratores e parece ser uma criança como outra qualquer, mas isso é parte do problema, segundo a mãe. “Fomos levados a pensar que era culpa nossa, até mesmo por médicos. Afastámo-nos de familiares e amigos e fomos acusados de inventar os problemas de Charlie, porque não temos um diagnóstico que as pessoas possam procurar no Google. Particularmente, tem afetado a minha saúde mental.”

Charlie frequenta uma escola comum e Laura diz ter muito orgulho do menino “inacreditavelmente atrevido”, que recentemente aprendeu a segurar um lápis. “Fomos informados de que conseguiria não andar ou falar e é incrível o quão longe chegou. Estamos sempre a aprender como podemos ajudá-lo a acalmar”.

A família de Charlie, incluindo Chloe, de 7 anos, que é “muito protetora” do seu irmão mais novo, encontrou apoio da organização Swan UK, que organiza anualmente, na última sexta-feira de abril, um esforço de consciencialização, o Dia da Criança Não Diagnosticada.

Lauren Roberts, coordenadora nacional da Swan UK, disse que é uma possibilidade das famílias, que muitas vezes são “invisíveis” e “vivem num limbo”, se unirem. “Embora a maioria das famílias entenda que o diagnóstico não é uma varinha mágica, vivem na esperança de ter respostas e aliviar alguns dos medos sobre o futuro dos filhos”, disse.

Quando as pessoas duvidam que Charlie está doente, Laura diz que, agora, indica o site da Swan UK. Charlie provavelmente nunca obterá um diagnóstico formal. Quanto ao futuro, Laura espera que o filho possa ser “feliz e resiliente” e aprenda a “aceitar as suas peculiaridades”.

“Ele foi além de todas as expetativas que alguém já teve sobre ele, rasgou os livros de medicina e escreveu as suas próprias regras, como muitos como ele. Passou por mais exames, procedimentos e cirurgias na sua curta vida do que qualquer um deveria ter, sempre com um sorriso insolente que fez muitas pessoas sorrirem ao longo do caminho.”

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

PSD a 3 deputados da maioria na Madeira. CDS afasta geringonças

Miguel Albuquerque, político experiente, apreciador de música e apaixonado por rosas, voltou hoje a vencer as eleições regionais da Madeira, mas tem agora pela frente a ‘espinhosa’ tarefa de negociar um entendimento que garanta estabilidade …

Porto 2-0 Santa Clara | E vão cinco vitórias consecutivas na Liga

O FC Porto respondeu ao triunfo do Benfica no sábado em Moreira de Cónegos com a quinta vitória consecutiva na Liga, na recepção ao Santa Clara, por 2-0. Num jogo morno, com uma segunda parte mal jogada …

Mazda entra na corrida e prepara lançamento do seu primeiro carro elétrico

A Mazda garantiu o lançamento do seu primeiro carro elétrico já no próximo ano. O veículo será apresentado no Salão Automóvel de Tóquio. A corrida dos veículos elétricos acelera a todo o vapor e a Mazda …

Descobertas evidências de um reino bíblico em pleno deserto israelita

A bíblia faz referência a um reino de Edom, do século X antes de Cristo. Novas evidências sugerem que este reino poderá ter estado assente no deserto de Arava, no Israel. A análise de arqueólogos a …

PSD vence regionais na Madeira mas perde maioria absoluta

O PSD venceu hoje as eleições legislativas regionais na Madeira, com 37% a 41% dos votos, o que lhe retira a maioria absoluta no parlamento, segundo a projeção da RTP/Católica. O Partido Social Democrata venceu as …

No Afeganistão, há mulheres a arriscar a vida por um golo

As jogadores da seleção de futebol feminino do Afeganistão não treinam no seu país por razões de segurança. Muitas sofreram abusos sexuais e correm risco de vida para poderem jogar futebol. Pelo menos alguma vez na …

Cientista diz que avanços científicos podem levar à extinção humana

A evolução da ciência e tecnologia pode ser fundamental para evitar catástrofes, mas, ironicamente, pode também ser a causadora do fim da nossa espécie. O estudo das mudanças climáticas baseia-se em simulações cada vez mais de …

A ilha mais remota do mundo tem nome português

Tristão da Cunha é uma ilha com apenas 250 habitantes, onde ninguém fala português. Não há hotel nem aeroporto. Há quem parta em busca de um lugar sossegado para evitar as grandes multidões turísticas. Caso esteja …

Costa não tinha dúvidas. O parecer da PGR sobre familiares é “absolutamente inequívoco”

O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu hoje que o parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre as incompatibilidades entre governantes e negócios com empresas de familiares é “absolutamente inequívoco”. “O parecer é absolutamente inequívoco sobre …

Jovens do mundo inteiro ocupam a ONU em inédita Cimeira do Clima

Mais de 500 jovens, representantes de mais de 140 países, ocuparam este sábado o espaço habitualmente destinado aos diplomatas da ONU. A United Nations Youth Climate Summit, primeira cimeira da juventude sobre o clima, em Nova …