Centro que trata resíduos de hospitais suspeito de inflacionar custos em quatro milhões

A criação do Centro Integrado de Valorização e Tratamento de Resíduos Hospitalares e Industriais beneficiou de três milhões de euros em fundos comunitários, montante que só foi atingido porque terão sido inflacionados os custos em mais de quatro milhões de euros.

O centro, que foi declarado em setembro de 2013 um projeto de interesse estratégico pelo então ministro da Economia, Pires de Lima, tinha um investimento estimado de mais de nove milhões de euros.

Contudo, o Ministério Público acredita que as despesas apresentadas no âmbito da candidatura aos fundos comunitários foram inflacionadas em mais de quatro milhões de euros e que na realidade só foram gastos 4,2 milhões de euros para por o projeto a funcionar.

Apesar do Sistemas de Incentivos à Inovação só financiar uma parte das despesas do projeto e essas apenas em 45%, a verdade é que com o esquema montado terá sido possível garantir três milhões dos 4,2 milhões que terão sido gastos – mais de 70% do total dos custos.

De acordo com o Público, a candidatura foi apresentada em fevereiro de 2013 pela Somos Ambiente, um agrupamento de empresas que detém o centro de tratamento de resíduos e que na altura era detido quase a 90% pelo SUCH. Este é uma associação sem fins lucrativos que tem como objetivo prestar serviços aos hospitais públicos e é tutelado pelos ministérios da Saúde e das Finanças.

Nessa altura, a Somos Ambiente era presidida por Paulo Sousa, que atualmente é o número um do SUCH, que possui um volume de negócio que ronda os 100 milhões de euros e conta com cerca de 3500 colaboradores.

Paulo Sousa foi constituído arguido  durante uma operação da Polícia Judiciária que vasculhou durante horas o seu gabinete. Apesar disso tudo indica que continua à frente do SUCH. Neste caso estão em investigação crimes de fraude na obtenção de subsídio, fraude fiscal qualificada e falsificação de documento.

Foi igualmente constituído arguido o então chefe de gabinete do secretário de Estado da Protecção Civil, Adelino Mendes, que se demitiu nesse dia na sequência de buscas ao seu gabinete. Apesar de estar no Governo, Adelino Mendes continuava a integrar a administração da Somos Ambiente e também outros lugares de topo nas empresas do grupo Smart Family, com o epicentro em Pombal.

Os três milhões de euros de fundos comunitários terão sido obtidos, acredita o MP, com a adesão a um esquema desenvolvido por um advogado de Leiria, que detinha uma consultora que apoiava as empresas nas candidaturas a estes fundos. Esta consultora é um dos aspetos em comum aos vários casos de fraude investigados neste inquérito aberto em 2014, que atualmente já conta com 73 arguidos.

Outro aspeto comum é o recurso a uma empresa alemã, a CdF, sediada em Frankfurt e que seria controlada pelo advogado de Leiria. A CdF serviria para emitir faturas sem correspondência à realidade e que eram apresentadas às entidades públicas que gerem os fundos. Para receber os subsídios, os candidatos são obrigados a comprovar o pagamento dos fornecimentos e a juntar o comprovativo do pagamento.

As transferências eram feitas, mas o dinheiro acabava por regressar à entidade candidata, às pessoas físicas que a controlavam ou a familiares próximos.

Em maio de 2017, na primeira fase desta operação, foram constituídos 21 arguidos e apreendidos 12 veículos de gama alta, incluindo um Ferrari e um McLaren. O advogado de Leiria foi detido e chegou a estar preso preventivamente.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O vento solar é estranhamente atraído para o Pólo Norte (e não se sabe porquê)

Durante anos, os cientistas pensaram que o vento solar era igualmente atraído para os Polos Norte e Sul da Terra. No entanto, estudos recentes mostram que estas partículas parecem preferir o Norte - e não …

22 mil pessoas vão assistir (no estádio) ao Super Bowl

Um terço das pessoas presentes será composto por profissionais de saúde. Quatro equipas ainda na luta pelo título do campeonato principal de futebol americano. O dia 7 de fevereiro vai contar com uma "visão rara" nos …

Investigadores "voltam atrás no tempo" para calcular idade e local de explosão de supernova

Os astrónomos estão a "voltar atrás no tempo" num remanescente de supernova. Usando o Telescópio Espacial Hubble da NASA, refizeram o percurso dos estilhaços velozes da explosão a fim de calcular uma estimativa mais precisa …

Cientista dos EUA acredita que o monstro do Lago Ness pode ser uma antiga tartaruga marinha

Um importante cientista dos Estados Unidos acredita que desvendou o mistério do Monstro de Lago Ness e pensa que a criatura é uma espécie ancestral de tartaruga marinha. Henry Bauer, professor aposentado de Química e Estudos …

Biden quer banir uma palavra das leis de imigração dos Estados Unidos

Se o projeto de lei proposto por Joe Biden, recém-eleito Presidente dos Estados Unidos, for aprovado, a palavra alien ("estrangeiro") vai desaparecer das leis de imigração norte-americanas, sendo substituída pelo termo noncitizen ("não cidadão"). A …

“As pessoas são mortas na mesquita, na rua e no trabalho". Em Cabul, reina o medo

Os assassínios seletivos de jornalistas, políticos e defensores dos direitos humanos são cada vez mais frequentes no país, com Cabul e várias províncias a registarem um aumento da violência nos últimos meses. O medo está …

"Fiquem em casa". Enfermeiros deixam "grito de alerta desesperado" aos portugueses

A Ordem dos Enfermeiros lançou esta sexta-feira uma campanha de sensibilização a apelar aos portugueses para ficarem em casa, afirmando que é “um grito de alerta desesperado face à situação de catástrofe que se vive …

Senado francês aprovou lei que protege os sons e cheiros do campo

O Senado francês aprovou a lei, esta quinta-feira, que protege o "património sensorial" das áreas rurais do país, depois de várias queixas sobre os ruídos e cheiros típicos do campo. De acordo com o canal televisivo …

Identificado em Portugal o primeiro caso da variante da África do Sul

O primeiro caso de covid-19 associado à variante genética da África do Sul foi identificado esta sexta-feira em Portugal pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA), adiantou à agência Lusa a instituição. O caso identificado …

Está a nascer o primeiro comboio português a hidrogénio (e vai substituir o Vouguinha)

Já arrancou o projecto para o desenvolvimento do primeiro comboio português a hidrogénio. A iniciativa visa transformar as automotoras a gasóleo que circulam na Linha do Vouga - o comboio chamado Vouguinha - por células …