Mário Centeno eleito melhor ministro das Finanças da Europa

Olivier Hoslet / EPA

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O ministro das Finanças português Mário Centeno foi considerado o melhor ministro das Finanças do ano na Europa pela revista The Banker, um suplemento do Financial Times.

Mário Centeno foi considerado esta quarta-feira o ministro das Finanças do ano na Europa pela revista The Banker, que pertence ao conceituado jornal Financial Times.

“O ministro das Finanças português Mário Centeno pode olhar para os seus primeiros 12 meses como presidente do Eurogrupo com satisfação merecida. A maratona de negociações que envolveram os ministros das Finanças da Zona Euro no início de Dezembro terminou com as reformas mais significantes para o bloco desde a crise de dívida soberana. O acordo foi alcançado sobre uma série de questões em torno da prevenção e da gestão de futuras crises financeiras”, destaca a publicação.

Para além de ministro das Finanças do Governo português, Centeno é, desde meados de janeiro de 2018, presidente do Eurogrupo, sucedendo ao holandês Jeröen Dijsselbloem.

Para 2019, a The Banker realça que Centeno terá dois desafios ainda maiores pela frente: a união bancária e a credibilidade do projeto europeu.

“Centeno foi uma escolha invulgar dos seus pares para um dos cargos mais prestigiantes” na Zona Euro. “É o primeiro líder do Eurogrupo de um país do sul da Europa e o primeiro de um país resgatado durante a crise financeira. A eleição do economista português, que tem um doutoramento de Harvard, foi um reconhecimento da recuperação surpreendente da economia portuguesa“, salienta a revista.

Mário Centeno foi a escolha para a Europa e Felipe Larrain, ministro das Finanças do Chile, foi eleito o ministro das Américas. Moshe Kahlon, de Israel, foi o premiado para o Médio Oriente, e Mohamed Maait, do Egito foi o vencedor de África, adianta o Jornal de Negócios.

ZAP //

PARTILHAR

31 COMENTÁRIOS

  1. ahhh, mas então onde estão agora os arautos da desgraça que o apelidavam de totózinho?
    caladitos que nem uns ratinhos…
    Subestimaram o tipo, e ele surpreendeu!

    • Ele surpreendeu por ter um país esganada com défices reais por todas as áreas da governação: É défice nos equipamentos hospitalares, é défice nas viaturas da polícia, é défice nos comboios, é défice de falta de médicos, é défice de falta de enfermeiros, é défice em professores, é défice de pessoal auxiliar na educação e na saúde, é défice de congelamento de carreiras, é défice nas casas queimadas pelos incêndios (reconstruídas a conta-gotas), é défice em mais de 100.000 servidores do Estado que prometeu retirar da situação de precários, é défice da ala pediátrica (em contentores) do Hospital de S. João, é défice no aumento da dívida portuguesa que já vai a caminho dos trezentos mil milhões, é défice no investimento público miserável. E muitos mais défices que poderia enumerar. Este homem tem sido o maior rasquido de ministro das Finanças em Portugal. Um homem, praticamente, com uma preocupação simplória de um DEVE e HAVER, que não tem cumprido nenhum Orçamento de Estado, rapinando milhões e milhões (cativações) a cada área de governação. O suplemento jornalístico que lhe este epíteto não conhece minimamente a realidade portuguesa. E constitui, até uma afronta a cada português.

      • Salazar tinha em reserva mais de 800 toneladas de ouro. E foi ele que em três anos salvou o país da maior bancarrota que tivemos em Portugal, advinda do desastre de 16 anos da 1ª República. Atenção que não sou salazarista, mas as verdades são para se dizer.

        • Salazar tinha?!|
          Não, Portugal tinha!!
          Salazar salvou?!
          Não, os sacrifícios dos portugueses salvaram (e o custo social desse “salvamento” é bem conhecido)!!

    • Está muito enganada. Aqui estou para contestar. Ora vejamos, a cara Ana fica contente pelo seu filho ter Bom. Mas não se esqueça que o resto da turma tem toda Muito Bom. Por cá passa-se o mesmo. Portugal cresce mas na UE está nos últimos cinco no crescimento! A amiga Ana está toda satisfeita mas não deveria estar. Depois veja os países que estavam como nós, nomeadamente a Irlanda e igualmente a Espanha (que foi resgatada mas cujo peso político não lhe permitiu chamar de resgate). Ambos os países têm crescimentos dignos de registo e a Irlanda ultrapassa mesmo os 5%. A amiga Ana continua, na sua ignorância toda contente da vida.
      Depois a nível do nosso défice, veja-se como se deu o controlo das finanças públicas: mais receita fiscal como resultado do aumento da atividade económica (acontece sempre se nada se alterar); e cativações…muitas cativações que levam a que todos os setores profissionais estejam em greve. Os diretores hospitalares demitem-se uns atrás dos outros (sem meios é complicado exercer medicina); os tribunais é uma vergonha (sem meios informáticos, processos a deteriorarem-se,…).
      A fórmula mágica do Centeno é exatamente a mesma do Passos com uma grande diferença: o Passos chamava-lhe, e bem, cortes. O Centeno chama-lhe cativações.
      A política deste governo é um verdadeiro desastre. Quando o fraco crescimento económico se for (e está para breve), poderemos ter aí novas visitas. Esperemos que não.

    • Nada disso. Pelo que leio aqui de si (e não concordando com praticamente nada) reconheço-lhe que tem uma cabeça em cima do pescoço. O pensamento depois turva-se nas ideologias e não lhe permite a lucidez necessária para tirar as conclusões mais corretas da realidade que o rodeia. Mas nesse sua cabeça há, aparentemente, qualquer coisa.
      Quanto a esta notícia apenas engana tolos e distraídos. O milagre Centeno não tem nada de milagre. Apenas cativações, atrás de cativações e um pequeníssimo crescimento económico (quanto comparados com os nossos pares europeus) que liberta alguma receita fiscal adicional.
      De resto, nada mais a acrescentar. Como vê, é fácil, simples e qualquer contabilista acertaria um défice… simplesmente não pagando o que está inscrito em orçamento de estado. Se algum dia se fizer o apuramento do défice não por fluxos de tesouraria mas sim por fluxos financeiros lá se vai o milagre Centeno…

  2. O milagre económico de Centeno: cativações (não lhe chamem cortes!) e aumento de impostos indiretos. Orçamenta uma coisa e executa outra. Grande proeza! Se fosse o Passos a fazê-lo caía o Carmo e a Trindade, como é do PS com o apoio da gerinçonça “no pasa nada”.

  3. O milagre económico de Centeno: cativações (não lhe chamem cortes!) e aumento de impostos indiretos. Orçamenta uma coisa e executa outra. Grande proeza! Se fosse o Passos a fazê-lo caía o Carmo e a Trindade, como é do PS com o apoio da gerinçonça “no pasa nada”, o homem é um génio.

  4. Só pode ser para rir, … Na Venezuela também estava tudo bem, até viam uma áurea no Maduro, agora está tudo a abalar.
    Este jornalismo ridículo de esquerda. Deve ser preciso irem tirar um curso para começarem a ver que estamos muito pior do que no tempo da troika.
    Já vivemos em ditadura de esquerda há muito tempo … venha mais uma banca rota

    • O Financial Times é de esquerda?!
      Venezuela?!
      Bem… tu não vives numa “ditadura de esquerda”; tu vives numa ignorância atroz!..

  5. As qualidades para ser o melhor ministro deve ser cativações, aumento de impostos ao Zé, pagar tarde aos fornecedores, deixar a ferrovia ir para o estaleiro, cortar as despesas na saúde e educação e deixar os serviços públicos na desgraça. Hehhehhe

  6. Centeno bom aluno para Europa.Propaganda da esquerda caviar.Os bens aventurados Europeus inventam os melhores do Mundo.Só propaganda e vão rabiando pois os interesses instalados começam a sentir incomodados .Bom senso não podemos agir como eles .Metem metem …….

  7. Sr. Desiludido, o funcionalismo público é o maior cancro que a sociedade tem, quem aguenta com tudo isto é a privada, que lhes faz o ordenado, leva com a incompetência dos vários serviços, trabalha mais horas para que eles possam fazer só 35h e reformamo-nos uns anos mais tarde, para que eles se possam reformar aos 55 e com muito melhores condições.
    O 25 de Abril fez-se para que eles criassem as próprias quintas e tivessem o maior nº, de tachos possivel e como tal várias reformas, as migalhas são para quem os coloca lá. Prima-se pala incompetência e compadrio.
    Completamente vergonhoso … nada funciona, nunca tem meios, só tem direitos e mais direitos … tem direito a isto e aquilo … o pais está um esgoto muito pior do que no 24 de Abril de 1974.
    Nunca se aplicou tão bem a canção … Eles comem tudo e não deixam nada

    • Pois… lá tinha que vir o “maldito” do 25 de Abril de 1974… até aí a vida em Portugal era um sonho e os serviços públicos funcionavam tão bem porque não havia compadrio nem incompetência!…
      Enfim… és um autêntico esgoto…

    • O senhor não sabe que depois desse tal dia as palavras “deveres” e “obrigações” foram retiradas do dicionário e só ficou a palavra direitos? É direito à saúde, à habitação, ao trabalho, à greve, ao subsídio de desemprego, ao preservativo, à pílula, à pílula do dia seguinte, ao aborto, à sala de chuto, a reformas vitalícias and so on. Esqueci-me de algum direito?

    • Caro MM, a conversa do costume, os estereótipos de sempre. Admito que possa ter razões para falar contra o funcionalismo público. Às vezes eu também tenho. Mas não deve nem pode meter toda a gente no mesmo saco. Ao fazê-lo, perde a razão do seu protesto. Não pode meter toda a gente no mesmo saco nem pode confundir trabalhadores da Função Pública com funcionários de nomeação política ou mesmo políticos que como tal são temporariamente assalariados do Estado – exemplo: deputados.
      Dizer que o «funcionalismo público é o maior cancro…» e que «quem aguenta é a privada» é, no mínimo não saber do que fala. Que esperava o MM? Queria que a função pública trabalhasse para si de borla?
      Reformarem-se aos 55 anos? Diga quais funcionários. E reformarem-se «com muito melhores condições»? Diga quais condições.
      Só «têm direitos e mais direitos»? Diga quais direitos.
      «… muito pior do que no 24 de Abril de 1974»? Sinceramente, gostava de o ver um mês, só um mês no 24 de Abril.
      E para terminar, uma vez que é tão contra o funcionalismo público, proponho-lhe o seguinte exercício:
      Tente viver um mês fazendo de conta que não existe função pública, que é como quem diz Estado. Tente a experiência. Depois conte como foi. Mas não se engane. Viva mesmo como que não haja função pública.

  8. Blá blá blá… como sempre, o mal de Portugal é comer e dizer mal.
    Não sou socialista, mas alguém quer devolver os benefícios?

  9. Pois acho muito bem, dar o mérito a quem o merece! Muitos parabéns ao Sr. Dr. Mário Centeno. É verdade que já estamos muito melhor do que estávamos, mas para ficarmos ainda melhor teriamos que acabar com as portagens das auto-estradas – um autêntico “colestrol”, pois desmotiva as familias portuguesas de passarem as tais “férias cá dentro” e prontificam-nos a fazer contas de cada vez que temos que nos deslocar mais alguns quilómetros que o habitual, já para não falar que inflaccionam directa e indirectamente, assim como o preço da gasolina e gasóleo, o valor de todos os produtos que consumimos. Outra situação a resolver seria o de baixar o IVA da electricidade e gás para os 6%, afinal são bens essenciais, não deviam ser taxados como qualquer outro bem.

    • Dá aqui e rouba acolá ! Este enjoado ministro só pensa no défice e deixa o país de pantanas. Até quando temos este artolas a esmagar todas as áreas da governação ?

  10. Nesta legislatura, assistimos a um enorme aumento da carga fiscal que incide sobre os combustíveis. Este “artista” tem a lata de levar anualmente aos portugueses, mais de três mil milhões de euros, só de aumento de imposto sobre os produtos petrolíferos.
    O preço dos combustíveis está mais alto do que no tempo em que Portugal recorreu à ajuda financeira internacional (entre 2011 e 2014), apesar de o custo do petróleo estar a baixar desde 2015. Para além de outros impostos sub-reptícios com que este artista tem brindado os portugueses. Nisto é que ele é bom. Para isto ele não é tímido, como ele é na vida real.

  11. Ignorância, Vontade de enganar, Defesa de Tacho ou Atraso Mental?
    Isto aplica-se a pessoas como os Défices por todo o lado, João Pestana, Verdade, João Carlos, MM, Dá aqui, Rapina acolá, Impostos camuflados e outros servis de interesses partidários muito pouco honestos.
    Calem-se por favor cambada de artolas que bem mostram a pouca dignidade que emprestam a tão fedorentos comentários.
    Se temos alguém que realmente é bom, qual a necessidade de o minimizar? Ainda existe muito analfabetismo por aí.
    Passem bem e um bom ano para todos.

    • Pois… mas o caro amigo não diz nada de substancial. Na ausência de argumentos, ofende-se.
      Bom ano também para si e para o seu milagreiro!

    • “Ignorância, Vontade de enganar, Defesa de Tacho ou Atraso Mental”? Tem razão A.C.B.S…são poucos para tanta maledicência.

  12. Admiro o seu trabalho Sr. Ministro das Finanças, mas esqueceu-se da Profissão dos Tipógrafos que faziam as Facturas e Guias de que o Sr. Ministro e talvez Secretários se tenha lembrado de fazer propaganda para receberem mais impostos esquecendo-se que estavam a tirar o ganha pão destas Tipografias que ao longo dos Anos contribuíram também para as contribuições do estado e agora poem no JN que não é preciso faturas em papel. Sr. Ministro isto não se faz sem se pensar que se tira o trabalho aos outros. Já agora penso pedir apoio ou ajudas como se faz com a agricultura, subsídios de ajudas de apoio à minha parca reforma, descontei 39 anos como Tipografo e mais 26 no Cine-Teatro Curvo Semedo de Montemor-o-Novo e recebo 290,00 euros de reforma. Se fosse do Estado tinha reforma por inteiro e outras regalis que os por conta de outrem o por conta própria não teem. Será que alguém do Ministério das Finanças ou o Sr. Ministro já pensou no que fez a estes portugueses trabalhadores da Sociedade sem compensação. Que todos os Tipografos de actividade pequena protestem contra este impacto de nos tirarem trabalho directa ou indirectamente nos prejudicaram, para nós devia ser 25 de Abril com esperança, mas é sm poder de compra. Mas que raio de futuro é este, fica tudo nas mãos dos Técnicos de Contas e dos Técnicos dos aparelhos certificados, já tinham boa vida agora mais ricos ficam. Pense nisto Sr. Ministro Mário Centeno!

RESPONDER

Menos 115 deputados. Itália realiza referendo para reduzir Parlamento

A Itália organiza em 29 de março um referendo sobre a alteração da Constituição e a redução do número de deputados, uma data esta proposta pelo Governo de coligação entre o Movimento Cinco Estrelas (M5S) …

Flamengo chega a acordo com o Inter por Gabigol

Flamengo e Inter de Milão já chegaram a acordo para a transferência definitiva de Gabigol, jogador que esteve durante a última temporada na equipa brasileira por empréstimo. Segundo o portal brasileiro Globo Esporte, os dirigentes do …

Espanha quer "assaltar" o lugar de Centeno no Eurogrupo

Nadia Calviño, a número dois do Governo Espanhol, assume-se como favorita para assumir a presidência do Eurogrupo, caso o ministro das Finanças português, Mário Centeno, decida não entrar na corrida. A notícia é avançada esta terça-feira …

Dívidas de hospital de Lisboa travam compra de dois medicamentos para cancro

As dívidas do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte, que inclui os hospitais de Santa Maria e Pulido Valente, levaram o Tribunal de Contas (TdC) a chumbar a compra de dois medicamentos para um cancro …

Em 15 dias, foram transferidos 73 milhões da Sonangol para uma empresa de Isabel dos Santos

Em 15 dias, foram transferidos 73 milhões das contas da petrolífera estatal Sonangol no private banking do Eurobic, em Lisboa, para uma empresa de Isabel dos Santos, avança o Correio da Manhã esta terça-feira. …

Livro de John Bolton pode prolongar julgamento de Donald Trump

  Ao segundo dia de defesa dos advogados da Casa Branca no julgamento do impeachment de Donald Trump, caiu uma "bomba" no Senado. O livro escrito por John Bolton, ex-conselheiro de segurança nacional do Presidente dos …

Afinal, Bruno Fernandes pode rumar ao Barcelona (e fazer escala no Valência)

Afinal, o futuro do internacional português Bruno Fernandes pode passar por Espanha e não por Inglaterra, onde foi dado como quase certo. O negócio envolve dois emblemas espanhóis e o avançado ex-Benfica Rodrigo Moreno. De …

Coronavírus já matou 106 pessoas na China. E já chegou à Alemanha

A China elevou para 106 o número de mortos causados pelo coronavírus e o número de infetados já chegou aos quatro mil. Esta segunda-feira, confirmou-se um caso na Alemanha, sendo agora o segundo país da …

Iniciativa Liberal quer privatizar CGD, TAP e RTP

O Iniciativa Liberal quer privatizar a Caixa Geral de Depósitos, a TAP e a RTP. Esta segunda-feira, no Parlamento, o deputado único João Cotrim Figueiredo defendeu ainda a redução do IVA na eletricidade para uma …

PSD convidou BE e PCP para negociar. Teme-se uma "perigosa" coligação negativa no IVA da luz

O PSD está disponível para "conversar" com a esquerda parlamentar para negociar uma solução que permita baixar o IVA da eletricidade. A garantia foi dada por um dos coordenadores do processo orçamental do PSD, Duarte Pacheco, …