Centeno não vai deixar prejudicar Novo Banco por debate “sem sentido”

Miguel A. Lopes / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O ministro das Finanças disse, esta quinta-feira, no Parlamento, que não irá deixar que o Novo Banco seja prejudicado por “um debate parlamentar sem qualquer sentido”.

“Não permitirei, enquanto ministro das Finanças, que uma instituição bancária com as portas abertas possa ser prejudicada por um debate parlamentar sem qualquer sentido“, disse Mário Centeno no debate dos Programa de Estabilidade e Nacional de Reformas, acrescentando que não se pode confundir o que foi a resolução do BES com o Novo Banco.

O ministro das Finanças reiterou ainda que “não houve nenhuma injeção de capital no Novo Banco sem auditorias”. “Podemos e devemos tomar decisões com o máximo de informação disponível, mas não há ausência de controlo“, assegurou.

O governante disse ainda que a quebra económica associada à covid-19 não deve afetar “as instituições, a estabilidade económica e financeira e bancária de longo prazo, nem muito menos a estabilidade social e institucional”.

Centeno afirmou que, “nos últimos quatro anos, Portugal demonstrou uma solidez das suas instituições sem paralelo no contexto europeu” e considerou que “a estabilidade, previsibilidade e transparência das decisões de política económica são essenciais para a confiança e o investimento”.

“Voltaremos, em conjunto, a conquistar o futuro para que de forma tão árdua trabalhámos nos últimos quatro anos, com verdade e com a responsabilidade de apresentar todas as consequências das propostas que fazemos”, prosseguiu Mário Centeno, reconhecendo ainda que devido à pandemia de covid-19 o Programa de Estabilidade “não pretende responder a desequilíbrios macroeconómicos ou a défices excessivos”.

Ministro “faz de conta”?

Depois de ser desafiado pelo deputado do PSD Álvaro Almeida a dizer se “era um ministro de faz de conta” e qual seria “o preço a pagar” pela reafirmação da confiança política do primeiro-ministro, Mário Centeno respondeu no mesmo tom.

“Vai ser obrigado a ficar no Governo? Teve de abdicar do lugar no Banco de Portugal em troca de outro cargo internacional?”, questionou o social-democrata, dando-lhe os parabéns pela “vitória frente o primeiro-ministro”.

“Para fazer esse desempenho de faz de conta espero que tenha pago um preço baixo para estar nessa bancada, senão foi enganado”, disse, levando Álvaro Almeida a pedir a defesa da honra.

“Em vez de explicar aos portugueses porque não cumpriu a lei de enquadramento orçamental, fez insinuações sobre a forma como cheguei a deputado. Cheguei a deputado porque o povo português me elegeu, ao contrário do senhor que foi escolhido pelo primeiro-ministro”, disse o social-democrata.

E Centeno voltou a responder: “Fui eleito deputado como o senhor, felizmente os portugueses deram mais votos à lista onde eu estava do que a lista em que estava o senhor deputado e por isso eu estou aqui e o senhor deputado está na oposição”.

António Costa recebe partidos em São Bento

Catarina Martins deixou uma referência sobre Mário Centeno em declarações aos jornalistas, depois de ter sido recebida pelo primeiro-ministro em São Bento.

“Tanto quanto me é dado a perceber, Mário Centeno irá fazer Orçamento Suplementar. Será esse o compromisso que tem. Mas o mais importante é travar injeções para a Lone Star, travar os bónus no Novo Banco e proteger o erário público”, declarou.

“Considero lamentáveis as declarações de que o primeiro-ministro seria irresponsável por pretender uma auditoria antes de se injetar mais dinheiro na Lone Star. Irresponsável, seguramente, é continuar a injetar dinheiro num acionista privado do Novo Banco, que faz o que bem lhe apetece e não presta contas ao país”.

Depois da mesma reunião, o líder do PSD, Rui Rio, negou-se a comentar as suas declarações no Twitter sobre a continuidade de Centeno no Governo, tendo considerado que “não é educado, bonito, nem elegante” comentar o caso “em casa do Governo”.

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, também se recusou a comentar o caso, advertindo que não se espere dos comunistas uma tentativa para “salamizar” o Governo.

“O PCP nunca defendeu o princípio de que a política se faz arrumando ministro a ministro. Há um coletivo, há um Governo e um primeiro-ministro que tem essa responsabilidade particular. Não temos essa visão de trabalhar à peça”.

“Não peçam ao PCP para ir salamizando o Governo, porque a responsabilidade é do Governo no seu conjunto. O primeiro-ministro decidirá e atuará”, acrescentou.

O CDS-PP, por seu lado, nas palavras do seu líder, considerou que o Presidente da República deve cingir-se aos seus poderes, não se deixando arrastar para os conflitos no Governo.

Falando aos jornalistas, Francisco Rodrigues dos Santos deixou também um reparo indireto ao PSD, considerando que “é um frete ao Governo” estar a pedir-se a cabeça do ministro das Finanças.

O porta-voz do PAN, André Silva, considerou que houve “responsabilidade política não só do Governo, mas também do Presidente da República ao criarem, de facto, uma crise, uma eventual crise política com a saída do ministro das Finanças, que se anteviu, num cenário que não era de todo desejável, porque neste momento aquilo de que o país precisa é de estabilidade política”.

“Independentemente das razões que existam ou não, esta é uma crise que foi alimentada em grande parte pelo senhor Presidente quando, de facto, a situação interna no Governo estaria a ser resolvida. E, de facto, o senhor Presidente da República não esteve bem, como não esteve o Governo”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Prejudicados são os contribuintes Anos a fio, com a ladroagem do BES !….afirmações desta natureza é insultar os Portugueses e negar o direito Democrático ao escrutínio !

RESPONDER

TESS fornece novas ideias sobre um mundo ultra-quente

Medições do TESS (Transiting Exoplanet Survey Satellite) da NASA permitiram aos astrónomos melhorar bastante a sua compreensão do ambiente bizarro de KELT-9b, um dos planetas mais quentes conhecidos. "O factor de estranheza de KELT-9b é alto," …

Bill Gates elenca quatro pilares-chave para combater a pandemia

O co-fundador da Microsoft, Bill Gates, elencou quatro pilares que a sua fundação considera essenciais para combater a pandemia de covid-19, que já matou mais de 520 mil pessoas em todo o mundo. Segundo o norte-americano, …

Tesla já vale mais do que a Toyota, Disney e Coca-Cola

As ações da Tesla chegaram esta quarta-feira a um preço recorde de 1.120 dólares por ação, levando a empresa de Elon Musk a superar a cotação de mercado de grandes empresas como a Coca-Cola ou …

"Não é solução para o país". Costa rejeita Bloco Central e uma esquerda "só para os salários"

O secretário-geral socialista garantiu hoje que vai manter o rumo político e não haverá "Bloco Central" PS/PSD, frisando que recusa aceitar que a esquerda seja incapaz de se entender sobre uma visão comum para o …

RTP contestada por incluir "Baile dos Pretos" na corrida às 7 Maravilhas da Cultura Popular

Um grupo de deputados do PS pede explicações à ministra da Cultura e contesta a RTP por causa de uma das candidaturas finalistas ao programa "Sete Maravilhas da Cultura Popular" que vai começar a ser …

Vieira tramado por "cunha" de Rangel. Juiz pagava 19 mil euros por almoço e fugia a multas com documentos de migrantes

A magistrada Maria José Morgado está a ultimar a acusação da "Operação Lex" e, nesta altura, é quase certo que levará a julgamento o juiz Rui Rangel e Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, além …

"Apagão" de dados. DGS não está a revelar todos os infectados com covid-19

Há casos de infectados com covid-19 que não surgem contabilizados nos boletins diários divulgados pela Direcção Geral de Saúde (DGS). A denúncia é feita por profissionais no terreno que põem em causa a verdadeira dimensão da …

Tensão no Mar do Sul. China em manobras militares, EUA enviam dois porta-aviões nucleares

Os Estados Unidos enviaram os super-porta-aviões nucleares USS Ronald Reagan e USS Nimitz para o Mar do Sul da China, região onde forças navais chinesas estão a realizar exercícios militares. "O nosso objetivo é enviar um …

Portugueses querem Centeno no BdP. 72% considera "muito importante" Champions em Lisboa

Mais de 70% dos portugueses consideram “muito importante” a realização da fase final da Liga dos Campeões europeus de futebol em Portugal e 11,1% acham que é apenas “importante”, segundo um estudo da Eurosondagem divulgado …

Marcelo tinha dúvidas em assinar nacionalização. TAP já começou a dispensar trabalhadores

A TAP já está a dispensar trabalhadores e espera-se uma reestruturação "dolorosa" no âmbito do processo em que o Estado reforçou a sua posição na estrutura accionista da companhia. O Presidente da República admitiu que …