Cavaleiros do Círculo Dourado. A sociedade secreta que queria construir um império de escravatura

Escravos do General Thomas F. Drayton.

Os Cavaleiros do Círculo Dourado foram uma sociedade secreta cujo objetivo principal era a anexação dos territórios do México, América Central e a Caraíbas, criando um império com base na escravatura destes povos.

Durante a Guerra Civil americana, alguns simpatizantes da “Confederação” — os estados do Sul que declararam secessão e formaram os Estados Confederados da América —, em estados do Norte, foram acusados de pertencer aos Cavaleiros do Círculo Dourado.

Enquanto no Norte a escravidão foi sendo proibida aos poucos, no Sul a situação era crítica. Um recenseamento feito em 1860 mostrou que havia entre 3 e 4 milhões de escravos a trabalhar no sul do país.

As diferenças de ideologia entre as duas partes levou a um agravamento das tensões e nem com o Compromisso de 1850 foram apaziguadas. Este era um conjunto de iniciativas legislativas para resolver a discussão sobre a legalidade da escravidão nos novos estados americanos.

Com a América dividida entre aqueles que eram contra e a favor da escravatura, houve um indivíduo que se destacou. George W. L. Bickley tinha uma visão bastante definida do futuro dos Estados Unidos de mãos dadas com a escravatura. Como tal, criou uma organização com mais cinco homens, cujos nomes são desconhecidos da história: os Cavaleiros do Círculo Dourado.

Terrotório proposto pelos Cavaleiros do Círculo Dourado.

Bickley propunha, assim, a formação de um império chamado “Círculo Dourado”, com mais de 3800 quilómetros de diâmetro. Segundo o All That’s Interesting, o território seria constituído pelo sul da América do Norte, México, América Central, grande parte das Caraíbas e um bocado da América do Sul.

Com o combustível da escravidão, o império aproveitaria o monopólio do tabaco, açúcar e algodão para prosperar economicamente.

No entanto, com a eventual Guerra Civil entre a Confederação (Sul) e a União (Norte), em 1861, os objetivos da organização tornaram-se impossíveis de alcançar. Ainda assim, grandes personalidades da época fizeram parte desta organização, desde militares a políticos.

Há ainda uma teoria de que o assassinato de Abraham Lincoln, cometido por John Wilkes Booth, teve dedo dos Cavaleiros do Círculo Dourado. Por volta de 1858, a organização já tinha estatutos, rituais e uma constituição definida e Bickley alegava que já tinha mais de 100 mil membros.

A principal preocupação dos “cavaleiros” era a anexação do México. Caso o conseguissem, os Cavaleiros do Círculo Dourado faziam promessas inacreditáveis. Bickley prometia nada menos do que 258 hectares de terra a cada emigrante americano que se mudasse para o México. Obviamente, seria cultivada por escravos mexicanos.

Um exército de 16 mil homens protegeria os emigrantes e garantia que o tratado com o país seria mantido, com 50 novos estados a serem criados a partir do novo território. Desta forma, os Cavaleiros do Círculo Dourado punham o pé na porta para entrar na política norte-americana.

Planos falhados

Apesar das grandes aspirações, os seus planos nunca se viriam a concretizar. Enquanto Bickley tentava angariar fundos para a sua demanda, os membros da organização dissolviam-se em anarquia.

Ainda assim, Bickley mantinha-se confiante e planeou a sua invasão ao México, atravessando o Rio Grande, que separa os dois países.

“Esta secção do país está cheia de membros desta misteriosa organização e os seus acampamentos aumentam todas as noites. É relatado que 300 deles estão nesta vizinhança a caminho de Goliad”, relatou um jornalista da época. Apesar da aparente força do movimento, nunca se verificou uma invasão ao país vizinho, muito devido à falta de fundos e crença na liderança de Bickley.

Com o fim da Guerra Civil — e com a consequente derrota da Confederação —, foi posto um fim à escravatura e às pretensões dos “cavaleiros”. Bickley, que lutou pela Confederação, viria a ser capturado por espionagem e morto, em 1867. Era, assim, o fim dos Cavaleiros do Círculo Dourado.

Tesouros escondidos

Muitos tesouros da organização suspeitam-se ainda hoje estarem perdidos. Em 1934, duas crianças encontraram 5 mil moedas de ouro, avaliadas em 10 milhões de dólares. Muitos americanos acreditam que ainda haverá mais tesouros por descobrir.

Alegadamente, a organização teria fundos suficientes para iniciar uma nova guerra civil, mas que nunca foram utilizados. Bob Brewer dedicou toda a sua vida a encontrar este tesouro, que ainda hoje continua oculto. Em 1991, encontrou um esconderijo com moedas do século XIX no valor de 400 dólares.

Calcula-se que o tesouro total escondido esteja avaliado em 160 milhões de dólares.

DC, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Talvez o restante do tesouro esteja com os líderes religiosos do Brasil, que enganam o povo, tomando dízimos e ofertas para montarem empresas enquanto o povo geme e padece dentro das instituições religiosas ( universal, assembléia, mundial, internacional….

RESPONDER

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …