Cavaco já promulgou adoção gay e alterações à lei do aborto (mas não avisou ninguém)

Ricardo Perna / Flickr

O presidente da República, Aníbal Cavaco Silva

O presidente da República, Aníbal Cavaco Silva

Os diplomas que permitem a adoção por casais do mesmo sexo e repõem as condições originais da lei do aborto, que o Presidente tinha vetado a 23 de janeiro, já foram promulgados.

Terminou ontem o prazo para que o Presidente da República promulgasse os diplomas confirmadas pelo Parlamento a 10 de fevereiro, depois de os ter vetado a 23 de janeiro.

Contudo, as notas da promulgação pela Presidência não estão, como é comum, no site oficial, ficando a dúvida se Cavaco teria ou não promulgado os diplomas.

A confirmação surgiu esta tarde, quando a RTP avançou que o Presidente da República promulgou mesmo os dois diplomas dentro dos oito dias exigidos pela Constituição.

Cavaco Silva estava agora obrigado a promulgar os dois diplomas, segunda aprovação parlamentar, de acordo com a Constituição da República Portuguesa.

As leis já estão no gabinete do Primeiro-ministro, que estando em Bruxelas só deverá assiná-los na segunda-feira.

“Adiou o inadiável”

Em declarações ao Diário de Notícias, a presidente da ILGA Portugal, Isabel Fiadeiro Advirta, congratula-se com a probulgação dos diplomas.

“Cavaco protelou o mais que foi possível, adiou o inadiável, fez as famílias, as crianças, esperar, mas era inevitável promulgar. As famílias de casais do mesmo sexo que já têm crianças à espera de co-adoção poderão fazê-lo; e vai ser possível adotarem”, afirmou a representante portuguesa da Associação Internacional de Gays e Lésbicas.

“Agora estamos concentrados no que falta aprovar, a nova lei da PMA (Procriação Medicamente Assistida). Faltam seis dias para se cumprir o prazo – que termina a 24 de janeiro, quarta-feira, para os projetos voltarem a ser discutidos na Assembleia da República. Estamos concentrados nisto do direito das mulheres, de todas as mulheres, no acesso a esta técnica. É o que falta remover de desigualdade na lei. E cremos que será desta que teremos uma aprovação de um projeto que não discrimina as mulheres sós ou em casal do mesmo sexo”, acrescentou Isabel Advirta.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Surto de sarampo leva Samoa a fechar escolas e serviços. Ativista anti-vacinação detido

Com o objetivo de conter o surto de sarampo que já matou 60 pessoas, o governo de Samoa está a pedir à população que coloque uma bandeira vermelha em frente às casas nais as pessoas …

Poluição do ar leva Sarajevo a cancelar todos os eventos públicos

As autoridades bósnias consideram que a poluição na capital do país, Sarajevo, atingiu níveis perigosos nos últimos dias. Perante a densa nuvem de nevoeiro que paira na cidade, o governo regional decidiu cancelar todos os …

A banana colada à parede que custou 108 mil euros foi comida

A banana mais cara do mundo, presa a uma parede com fita adesiva, foi descascada e comida por um artista que visitava o stand da galeria Perrotin, na feira de arte contemporânea Art Basel, nos …

Empresas norte-americanas reforçam domínio na venda global de armas

O Instituto Internacional de Estudos de Paz de Estocolmo (SIPRI) revelou esta segunda-feira que as empresas norte-americanas aumentaram o domínio no comércio global de armas em 2018, para 59% do volume total entre as 100 …

Faltam medicamentos para doenças crónicas nas Farmácias (e ninguém sabe porquê)

Há medicamentos para doenças crónicas que estão, constantemente, em falta nas Farmácias Portuguesas. Uma situação preocupante, sobretudo para os pacientes que deles precisam, e que não tem uma explicação. A Associação Nacional de Farmácias está …

Mais de dois mil coalas mortos devido aos incêndios na Austrália

O presidente da Aliança das Florestas do Nordeste da Austrália disse que os incêndios florestais que deflagram no leste do país, desde o início de novembro, provocaram a morte a mais de dois mil coalas. O …

Regionalização sem referendo é “golpe de estado palaciano”

Luís Marques Mendes falou este domingo, no habitual espaço de comentário político na SIC, sobre a regionalização, os "tempos difíceis para a direita", Greta Thunberg e Joe Berardo. Houve ainda tempo para falar sobre o …

China diz que detidos em Xinjiang estão "formados" e "vivem felizes"

Um alto quadro do regime chinês afirmou, esta segunda-feira, que os membros de minorias étnicas chinesas de origem muçulmana mantidos em "centros de treino vocacional" no extremo oeste do país já se "formaram" e levam …

Greve geral volta a parar França. Filas de trânsito chegam aos 620 quilómetros

Os acessos a Paris estão, esta manhã, muito complicados devido ao quinto dia de greve contra a reforma das pensões e que afeta sobretudo a rede de transportes na capital francesa. De acordo com as autoridades, …

"Mário Centeno está a perder influência no Governo". Os (maus) sinais para o Orçamento de Estado 2020

A proposta de Orçamento do Estado para 2020 [OE 2020] vai ser apresentada daqui a uma semana e alguns economistas antecipam os riscos do documento, falando de uma "situação potencialmente perigosa para as contas públicas" …