Cavaco atira as legislativas para Outubro

António Cotrim / Lusa

O Presidente da República de Portugal, Aníbal Cavaco Silva, conversa com empresários e jornalistas durante a viagem entre Lisboa e Oslo na Noruega, 03 de maio de 2015.

O Presidente da República de Portugal, Aníbal Cavaco Silva, conversa com empresários e jornalistas durante a viagem entre Lisboa e Oslo, a 3 de maio de 2015.

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, recordou esta domingo que a única ocasião em que as eleições legislativas se realizaram em setembro foi em 2009, para evitar a coincidência de datas com a realização das eleições autárquicas.

Em conversa informal com os jornalistas durante uma viagem de avião para a Noruega, onde aterrou hoje à noite, o chefe de Estado voltou a ser questionado sobre a data das eleições legislativas, que terão de ocorrer entre 14 de setembro e 14 de outubro, conforme estabelece a Constituição.

Sem revelar a data para que se ‘inclina’, o chefe de Estado adiantou que em Belém já foram “estudadas todas as datas possíveis” e “como foi feito no passado”, nomeadamente em 2009.

“Tive de marcar para 28 de setembro, foi a única vez que as eleições foram em setembro, porque havia uma coincidência com as autárquicas, de tal forma que houve um grande debate se não deviam ocorrer no mesmo dia. Foi em 2009″, referiu Cavaco Silva, lembrando que a maioria dos partidos se opôs à simultaneidade das eleições legislativas e autárquicas.

Por outro lado, continuou, há que pensar em que data é que os partidos terão de entregar as listas de candidatos consoante o fim de semana escolhido para as eleições, pois “a certo momento” o prazo limite “fica nas férias”.

“E há ainda a campanha eleitoral, pois se não têm cuidado ocorre nas praias”, gracejou.

Interrogado se não poderá ser prejudicial escolher o dia 4 de outubro, já que é a véspera do dia da Implantação da República, o Presidente da República encolheu os ombros, declarando apenas: “já não é feriado“.

Na quinta-feira, Cavaco Silva já tinha revelado que iria anunciar a data das eleições legislativas em julho, depois de ouvir os partidos.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

“No que depender do Governo”, a rede Multibanco vai continuar gratuita, garante Centeno

"No que depender do Governo, vai continuar gratuita para os portugueses" a utilização das caixas multibanco, cuja gratuitidade foi questionada recentemente por alguns líderes dos bancos. O ministro das Finanças, Mário Centeno, garantiu esta sexta-feira que …

Protecção Civil pagou combustível para participar em novela da SIC

A SIC não pagou qualquer valor pelo empréstimo de meios da Protecção Civil para as filmagens de uma novela que está a ser produzida pelo canal. A Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC) …

Liderança do Montepio pode voltar a mudar

Uma nova reviravolta na administração do Banco Montepio pode estar prestes a acontecer. Carlos Tavares, atual presidente da administração com poderes não executivos, pode voltar a ser presidente executivo deste banco. Se isso acontecer, Dulce Mota …

Berardo era peça na "estratégia" de Sócrates para dominar a banca

Em entrevista ao Jornal Económico, o empresário Patrick Monteiro de Barros defende que Joe Berardo foi uma das pessoas de quem José Sócrates se serviu para dominar a banca. Patrick Monteiro de Barros disse, em entrevista …

BCE arrasa propostas de Centeno. Reforma coloca em risco independência do BdP

O Banco Central Europeu teceu duras criticas às propostas de Centeno para a reforma da supervisão financeira em Portugal. O BCE admite que a independência do Banco de Portugal poderia ficar em risco. Depois da Comissão …

#MeToo. Acordo de 40 milhões para evitar processo contra Harvey Weinstein

O antigo produtor de Hollywood Harvey Weinstein terá chegado a um acordo no valor de 44 milhões de dólares (cerca de 40 millhões de euros) em indemnização com dezenas das suas vítimas, de forma a …

Paulo Sande, cabeça de lista do Aliança, recebeu salário de Belém. Mas vai devolver

O cabeça de lista do Aliança decidiu devolver o vencimento que lhe foi pago este mês pela Presidência da República enquanto assessor político de Marcelo Rebelo de Sousa. Paulo Sande começou por gozar uma licença sem …

Trump quer vender armas à Arábia Saudita sem aprovação do Congresso

Uma grande venda de bombas à Arábia Saudita pode estar na mira da Administração Trump. O Presidente dos Estados Unidos quer fintar o Congresso norte-americano e desbloquear 6,3 mil milhões de euros em vendas.  O jornal …

Europeias: Com o PS a "malhar" no Bloco, Rangel fala em encenação eleitoral

Na véspera do último dia de campanha para as eleições europeias, António Costa e Augusto Santos Silva deram um empurrão ao candidato do PS com discursos apontados aos parceiros de esquerda. Enquanto isso Paulo Rangel …

ADSE: Hospitais privados faturaram 21 milhões a mais em 2017 e 2018

A ADSE fechou o ano passado com mais dinheiro em caixa do que no ano anterior, contrariando a tendência de queda registada nos últimos três anos, revela o Relatório de Atividades do instituto que gere …