Violência doméstica, simpatia por Jerónimo e OE2020. Catarina Martins foi ao programa de Cristina Ferreira

A líder do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, esteve no programa de Cristina Ferreira na SIC e falou sobre a simpatia por Jerónimo de Sousa, a violência doméstica e o Orçamento do Estado.

A coordenadora do BE, Catarina Martins, revelou que se ia reunir na quarta-feira com o primeiro-ministro, durante uma participação no “Programa da Cristina” em que expressou também “enorme simpatia” que tem pelo líder comunista, Jerónimo de Sousa.

Catarina Martins foi entrevistada no programa das manhãs da SIC, de Cristina Ferreira, o “Programa da Cristina”, um espaço de entretenimento pelo qual têm passado ao longo do último ano vários políticos, como o primeiro-ministro, António Costa, o presidente do PSD, Rui Rio, ou a líder centrista, Assunção Cristas.

“Eu acho que não é surpresa para ninguém se eu disser que tenho uma enorme simpatia pelo Jerónimo de Sousa”, respondeu a líder do BE, quando questionada sobre qual o líder com que tem maior empatia.

Para Catarina Martins, as causas em que se acredita “devem ser defendidas com convicção e com clareza”, considerando que “o debate político é um debate que não deve ser sobre a personalidade de cada um ou sobre a vida privada de cada um”, mas deve ser sobre propostas

Não se constrói projeto político sem as pessoas e qualquer projeto político que seja construído sem a capacidade de empatia, de compreender a situação do outro, nomeadamente das pessoas que têm as vidas mais difíceis, é um projeto político que não serve”, afirmou.

Questionada sobre a dificuldade das pessoas perceberem o que é um Orçamento do Estado, a líder do BE defendeu que “as pessoas compreendem o que é ter mais salário ou menos salário, mais pensão ou menos pensão, o que é a fatura da luz ser mais cara ou mais barata”. “Os orçamentos são isso, são a decisão sobre a nossa vida. Vamos ver, eu logo à tarde tenho uma reunião com o António Costa, a ver se fazemos alguma coisa”, antecipou.

Cristina Ferreira lançou depois o tema da violência doméstica, que, segundo Catarina Martins, foi o motivo pelo qual aceitou a presença no programa. “Quando falamos sobre a vinda ao programa, a Cristina sabe que eu tenho muitas reservas, não por ter nada contra o programa, mas porque normalmente sou reservada sobre a minha vida privada, costumo mais ir a programas de informação, debate, mas quis vir porque a Cristina é a mulher com o programa mais visto deste país e que afirmou publicamente a causa de combater a violência doméstica”, explicou.

Para a líder bloquista, “há muito a fazer em termos de leis em Portugal, mas é preciso mudar os comportamentos”. “Há uma parte do trabalho em que a Cristina e espaços como este acho que são essenciais. Temos de falar todos os dias para prevenir toda a violência, para pararmos com este que é o maior problema de segurança do nosso país”, justificou.

Mesmo no final do programa, Cristina Ferreira quis saber o prognóstico de Catarina Martins sobre as eleições internas do PSD, mas a líder do BE escusou-se a fazer qualquer comentário.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Não foram meteoros. Uma forte atividade vulcânica arrefeceu a Terra há 13 mil anos

Porque é que a Terra arrefeceu repentinamente há 13 mil anos? Sedimentos antigos encontrados numa caverna no Texas, nos Estados Unidos, parecem ter resolvido este grande mistério. Alguns cientistas acreditam que o fenómeno que arrefeceu repentinamente …

Novo método prevê erupções solares com algumas horas de antecedência

Um novo método capaz de prever explosões solares poderia ajudar a Humanidade a preparar-se contra possíveis desastres causados por este fenómeno explosivo da nossa estrela. As erupções solares são explosões que ocorrem na superfície do Sol …

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …