/

Caso do Meco não vai a julgamento

ejbSF / Flickr

-

O juiz de instrução do Tribunal de Setúbal anunciou esta quarta-feira que João Gouveia, ex-o dux da Universidade Lusófona, não vai a julgamento no caso em que morreram seis jovens universitários na praia do Meco.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A notícia é avançada pela SIC Notícias, que descreve que depois do debate instrutório, em que foram ouvidos peritos do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) e do Instituto de Medicina Legal (IML), a advogada de defesa pediu que fosse proferido um despacho de não pronúncia, isto é, que o caso não fosse julgado.

As famílias exigiam que João Gouveia responda pela morte das seis vítimas, mas a defesa garante que não surgiu qualquer elemento novo justificasse a ida a julgamento.

O advogado das famílias garantiu, antes do pronuciamento, que independentemente da decisão do juiz o processo não ficará por aqui.

Os seis jovens universitários faleceram a 15 de dezembro de 2013, na praia do Meco, na sequência de um alegado ritual de praxe.

ZAP

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.