Casal de jihadistas despede-se das filhas e envia-as para atentado suicida

(dr) Twitter

-

As imagens divulgadas nas redes sociais mostram um casal de jihadistas a despedir-se das filhas, que estavam encarregues de cometer um atentado suicida na capital síria.

Este é o momento em que um casal de jihadistas se despede das suas duas filhas menores, incumbidas de realizar um atentado suicida na Síria, conta o jornal inglês Daily Mail.

No primeiro vídeo, gravado dentro de uma casa, com uma bandeira preta e branca por trás, Islam e Fatimah aparecem vestidas com hijabs ao lado do pai.

Enquanto o árabe dá as últimas indicações às menores, de sete e nove anos respetivamente, uma mulher de burka, presumivelmente a mãe, abraça as crianças.

Um homem atrás da câmara pergunta à mulher porque é que está a fazer isto às suas filhas uma vez que são tão novas.

Ninguém é demasiado novo quando se trata da jihad e é suposto todos os muçulmanos participarem”, respondeu.

No segundo vídeo, as meninas já aparecem vestidas com casacos e gorros. O pai pergunta-lhes “Vocês não vão ter medo porque vão para o céu, certo?”.

Depois de responderem afirmativamente, as duas dizem “Allahu Akbar” (“Deus é grande” em árabe) e o pai começa a ditar algumas preces.

As imagens foram divulgadas nas redes sociais e, de acordo com os media sírios, a menina mais nova foi a responsável pelo atentado, na passada sexta-feira, junto a uma esquadra da polícia em Damasco.

Ainda não é claro qual é o grupo terrorista que está por detrás do ataque. Certo é que a menina morreu e três agentes ficaram feridos.

Em declarações ao jornal Al-Watan, uma fonte da polícia explicou que a criança parecia perdida e pediu para usar a casa-de-banho pouco antes do cinto de explosivos ter sido acionado.

ZAP

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

    • Tem razão, é animalesco…é o mínimo que se pode dizer disto. Que pais são os muçulmanos que fazem coisas destas? Que amor têm aos filhos? Pq não foram eles no lugar das crianças? Eles é que deviam ter ido. Que moral tem esta escumalha para julgar os outros de infiéis?

    • No reino animal, os progenitores amam e ensinam às crias como caçar, esconder-se, aquecer-se, no fundo, preparam-nos para a vida, neste caso elas são preparadas para a morte, portanto de animalesco isto não tem nada, porque está a dar a um animal uma imagem negativa? Isto é de longe muito pior.

  1. Bichos destes têm que ser exterminados. São piores que animais e não devem ser tolerados. Grandes bestas que usam uma religião deturpada para justificar a morte de inocentes. Acéfalos que precisam de uma religião para terem um sentido de vida. Desprovidos de sentido crítico e de pensamento autónomo ficam ao nível de ratos e como ratos devem ser exterminados.
    Mas o politicamente correto impede-nos de criticar estas atitudes, são fruto do ambiente cultural, dizem…
    As politicas de tolerância e multiculturalidade estão a levar-nos para a toca do lobo e será necessário uma nova Cruzada para ensinar a estes animais que as pessoas pacíficas também conseguem lutar pelo que acreditam: a liberdade. E que, se for preciso, o fazem com a maior das resoluções e não haverá toca onde estes bichos se possam esconder.

RESPONDER

Maior ameaça ao crescimento português vem de Espanha

Diz o ditado popular que de Espanha nem bom vento, nem bom casamento. Mas, na verdade, o crescimento económico do país vizinho tem contribuído para puxar pela economia portuguesa. Agora, quando se prevê um abrandamento …

Cabo Verde esteve sem Internet durante 24 horas

O arquipélago de Cabo Verde voltou a ter acesso à Internet na tarde desta sexta-feira, cerca de 24 horas depois de uma instabilidade provocada por falhas no fornecedor internacional do serviço. O país tinha ficado sem …

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …

França confirma 3 casos de coronavírus chinês. Já chegou à Austrália e Malásia

Depois de França ter confirmado três pessoas infetadas com o novo coronavírus oriundo da China, também a Austrália e Malásia reportaram casos. As autoridades da Malásia anunciaram este sábado terem registado os primeiros três casos de …