/

Relatórios alterados e escondidos. Casa Branca terá ocultado estudos sobre as energias renováveis

Uma investigação do Grist e InvestigateWest revela que, nos últimos anos, o Departamento de Energia do Governo Trump tem estado silenciosamente a esconder investigações científicas que favoreçam o uso de energia renovável.

De acordo com a investigação do Grist e InvestigateWest, os altos funcionários do Departamento de Energia nomeados por Trump Dan Simmons e Alex Fitzsimmons têm impedido que investigações que mostram que as energias renováveis são eficazes sejam publicadas, escondendo-as em revistas científicas caras ou mesmo alterando relatórios.

A investigação mostra, segundo o portal, que a Casa Branca tem escondido estas investigações com o objetivo de promover a indústria de combustíveis fósseis.

Existem dezenas de relatórios a definhar que não podem ser publicados”, disse Stephen Capanna, ex-diretor de análise estratégica do Escritório de Eficiência Energética e Energia Renovável do Departamento de Energia, em declarações ao Grist. “Este é um problema sistémico.”

No Departamento de Energia, qualquer estudo que compare o desempenho de diferentes tipos de energia ou mostre que energias renováveis como a solar e eólica podem ser úteis no futuro é automaticamente sinalizado para revisão por Simmons e Fitzsimmons, de acordo com documentos obtidos pelo InvestigateWest. A dupla podem exigir que os cientistas mudem as suas descobertas e bloquear totalmente esses estudos.

“É um golpe mortal para os funcionários de que as agências mais precisam”, disse o investigador de energia da UC Berkeley, Dan Kammen, ao Grist.

Esta não é a primeira vez que a administração Trump silencia cientistas ambientais ou de energia para ganho político.

Em 2018, o chefe da Agência de Proteção Ambiental, Scott Pruitt, impediu a publicação de um grande estudo sobre os níveis perigosos de poluição da água nos Estados Unidos. No ano seguinte, descobriu-se que o Departamento de Agricultura havia ocultado do público mais de 45 estudos sobre o impacto das mudanças climáticas.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.