Cartazes no festival Meo Sudoeste geram polémica

t3mujin / Flickr

Há uma polémica relacionada com o Festival Meo Sudoeste a correr pelas redes sociais. Tudo por causa de vários cartazes, com frases machistas e de índole sexual, que foram fotografados nas zonas do campismo do Festival.

“Se a tua amiga for tão boa como tu comemos as duas”; “Já fala, já f***”; “Estação de P****”. Estas são algumas das frases dos cartazes que são consideradas machistas e preconceituosos por alguns.

A Associação Capazes já manifestou o seu desagrado com os cartazes, partilhando as imagens de alguns deles, falando da “misoginia” e do “machismo presentes num dos acampamentos” daquele que é “o festival mais participado por adolescentes”.

“Provavelmente os grunhos que escreveram isto acharam que estavam a fazer humor. Tristes”, escreve ainda a Capazes.

Por outro lado, há quem olhe para a situação como uma mera brincadeira, considerando que os cartazes são inofensivos.

E há até quem confesse ter achado que era apenas uma forma de alerta e de consciencialização dos jovens para um tipo de mentalidade machista que já não se usa. Mas até ao momento não há sinais de que se trate de uma qualquer campanha nesse sentido.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Para mim isto é a “cultura” moderna e se pensam que a culpa é só deles estão bem enganados, basta olhar para o lado e ver a libertinagem e provocação que por aí vai. De lamentar é o estado da falta de valores morais e culturais a que o país chegou e que parece pretenderem teimar em seguir.

  2. Se fosse uma mensagem exactamente igual, mas feminina, já por esse mundo fora a iam aplaudir como sendo uma maravilhosa manifestação da libertação sexual da mulher face ao jugo machista!!

    Hipocrisia!!!! Quando o feminazismo acabar de conquistar os últimos terrenos neutros e esclarecidos, vão ver a que serão obrigados!!! (e sem direito a opinar!)

  3. …senso de humor precisa-se! (e já agora algum discernimento crítico)
    Há limites, mas nem de perto os traço aqui, há coisas bem piores socialmente aceites.
    Mas na real verdade alguém acha que estes cartazes (só vi esta foto do artigo) dão algum resultado prático que não seja uma reacção puramente social, seja ela positiva (riso) ou negativa (crítica)?
    Por muito má que seja (duvido), será sempre inofensiva comparada com 90% daquilo que vão ver e ouvir perfeitamente avalizado nos media disfarçado de moralização ética e social.
    Riam-se que o que não faltam são razões para chorar.
    Para os que criticam, nomeadamente a educação que os pais lhes deram, pensem que a verdade é que os cartazes são correctamente escritos, com uma formula humorística perfeita (polémica obviamente) com certeza escritos por alguém com um elevado nível de educação, ou seja, se calhar os pais até fizeram algo mais do que se opina aqui.
    O que me preocupam são as frases de teor idêntico mas muito menos inteligentes sussuradas ao ouvido de alguém alcoolizado, e longe da avaliação destes painéis de comentadores.
    E quanto a vulgarização do sexo, a grande maioria das mulheres que opinam não perdem um episódio de séries românticas corrosivas onde, aí sim, o sexo é vulgarizado a níveis ridículos, mas continuam a ser a programação com maior numero de “likes”.
    Tanta hipocrisia!

  4. Tanto alarido por causa de uma brincadeira parva. Que eu saiba, a parvoíce ainda não é ilegal.

    Quando houver notícias relevantes, acordem-me.

  5. Só lamento é ainda viver numa sociedade tão hipócrita, começo a concluir que com este povo Salazar teve a vida muito facilitada….

RESPONDER

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …

França confirma 3 casos de coronavírus chinês. Já chegou à Austrália e Malásia

Depois de França ter confirmado três pessoas infetadas com o novo coronavírus oriundo da China, também a Austrália e Malásia reportaram casos. As autoridades da Malásia anunciaram este sábado terem registado os primeiros três casos de …

Amadora. Agredido motorista de autocarro que denunciou Cláudia Simões

Foi agredido o motorista de autocarro que chamou a PSP para denunciar a passageira Cláudia Simões, que alegou posteriormente ter sido agredida pelos agentes da polícia. As agressões tiveram lugar na noite desta sexta-feira, em …

"Dos 4 mil euros que ganho, 3 mil vão para os frades". O padre Vítor Melícias recusa que Tomás Correia ainda controle o Montepio

O padre Vítor Melícias, presidente da Assembleia Geral do Montepio, diz que Tomás Correia "faz falta, mas fez muito bem" em abandonar a liderança da mutualista Montepio. "Dizer que Tomás Correia continua a controlar através …