Carne vermelha aumenta risco de cancro de mama

jennikokodesu

Comer demasiada carne vermelha no início da vida adulta pode aumentar ligeiramente o risco de cancro de mama, de acordo com um estudo realizado nos Estados Unidos.

Investigadores da Universidade de Harvard afirmam que substituir a carne vermelha por uma combinação de feijões, ervilhas e lentilhas, aves, nozes e peixe pode reduzir o risco da doença nas mulheres mais jovens.

No entanto, especialistas britânicos pedem cautela com estas conclusões, salientando que outros estudos não mostraram uma ligação clara entre a carne vermelha e o cancro de mama.

Estudos anteriores demonstraram apenas que a ingestão de grandes quantidades de carne vermelha e processada aumenta provavelmente o risco de cancro no intestino.

Os novos dados vêm de um estudo realizado nos Estados Unidos que acompanhou a saúde de 89 mil mulheres com idades entre 24 e 43 anos.

A equipa, liderada pela Escola de Saúde Pública de Harvard, analisou a dieta de quase 3 mil mulheres que desenvolveram cancro de mama.

“A ingestão elevada de carne vermelha no início da idade adulta pode ser um fator de risco para o cancro de mama”, relatam na publicação British Medical Journal.

Os próprios cientistas de Harvard, porém, descreveram o risco como “pequeno”.

Um estudo não chega

O epidemiólogo da Universidade de Oxford Tim Key explicou à BBC que o estudo americano descobriu “apenas um elo fraco” entre comer carne vermelha e cancro de mama, o que não era forte o suficiente para mudar a evidência apontada em estudos anteriores de que não há ligação definitiva entre ambos.

“As mulheres podem reduzir o risco de cancro de mama mantendo um peso saudável, ingerindo menos álcool e praticando exercício físico, e não é uma má ideia trocar um pouco de carne vermelha – que está ligada ao cancro de intestino – por carne branca, feijão ou peixe”, acrescentou.

De acordo com a diretora da Unidade de Epidemiologia do Cancro da mesma universidade, Valerie Beral, dezenas de estudos já investigaram o risco de cancro de mama associado com a dieta.

“Todas os dados disponíveis indicam que o consumo de carne vermelha tem pouco ou nenhum efeito sobre o risco de cancro de mama, por isso os resultados de um único estudo não podem ser considerados isoladamente”, afirmou.

Existem indícios de que provavelmente existe uma relação entre comer muita carne vermelha e processada e o risco de cancro de intestino.

O Ministério da Saúde britânico recomenda que pessoas que comem mais do que 90 gramas (peso cozido) de carne vermelha e processada por dia devem reduzir a porção para 70 gramas.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Açambarcamento de medicamentos por Portugal? "É um total absurdo", diz Infarmed

O Infarmed - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde reagiu à acusação feita por uma organização belga, que dizia que Portugal está a fazer um armazenamento excessivo de medicamentos essenciais para o tratamento …

Descoberto âmbar com 40 milhões de anos com duas moscas a acasalar

Há 40 milhões de anos, no supercontinente Gonduana, duas moscas que se encontravam a acasalar viram-se, inesperadamente, numa situação complicada. De alguma forma, este par de moscas de pernas longas (Dolichopodidae) ficou preso na seiva pegajosa …

40 marinheiros do porta-aviões Charles de Gaulle com sintomas de covid-19

Quarenta marinheiros do porta-aviões francês Charles de Gaulle apresentaram recentemente "sintomas compatíveis" com os da infeção pelo novo coronavírus e estão sob "observação médica reforçada", anunciou o Ministério da Defesa. "A partir de hoje, uma equipa …

Medidas para as prisões, apoios às empresas, suspensão de tarifas. Parlamento discute mais de 100 iniciativas

Medidas excecionais para prisões e banca, mais apoios às empresas ou à cultura ou a suspensão de propinas e das tarifas de gás e luz são alguns dos temas que vão passar esta quarta-feira pelo …

Trump tem "interesse financeiro" em farmacêutica que produz hidroxicloroquina (a sua "cura" para a Covid-19)

Donald Trump falou da hidroxicloroquina como uma potencial "cura milagrosa" para a Covid-19, apesar das recomendações contrárias de especialistas e da falta de estudos científicos válidos que confirmem os benefícios da substância. O The New …

Restos de bombas atómicas revelam longa vida dos tubarões-baleia

Cientistas estão a determinar a esperança de vida do maior peixe dos oceanos com a ajuda de testes de bombas atómicas realizados durante a Guerra Fria, entre os anos 50 e 60. Em perigo de extinção, …

Telescópio russo apanha o despertar de um buraco negro

O telescópio russo ART-XC do observatório espacial Spektr-RG detetou uma fonte brilhante de raios-X no centro da Via Láctea, que acabou por revelar ser o "despertar" do buraco negro 4U 1755-338. A descoberta ocorreu no passado …

O cometa interestelar 2I/Borisov partiu-se em dois

O cometa interestelar 2I/Borisov, o primeiro do seu tipo a ser descoberto em agosto do ano passado, começou a dividir-se em duas partes na semana passada. As imagens contínuas do telescópio espacial Hubble do objeto interestelar …

Estudo estima 471 mortes em Portugal até agosto (e que o pico foi atingido a 3 de abril)

De acordo com as estimativas do estudo, cerca de 151.680 pessoas vão morrer na Europa durante a "primeira vaga" da doença. Um estudo divulgado esta terça-feira nos Estados Unidos estima que a covid-19 venha a provocar …

Mais de metade da população mundial está fechada em casa

Mais de metade da população mundial (52%) está atualmente confinada nas suas casas por ordem das autoridades para combater a propagação da doença covid-19. Segundo um balanço feito pela agência France Fresse (AFP), mais de quatro …