Carne feita em laboratório poderá estar no mercado brevemente

(dr) Maastricht University

-

O conceito de carne cultivada em laboratório não é novo, e várias empresas estão a investir no aperfeiçoamento do processo.

A Memphis Meats, por exemplo, está a desenvolver uma forma de criar carne sem abate de animais. Já a Tyson Foods lançou um fundo de capital de risco para investir nesta área, enquanto a Mosa Meat espera servir o primeiro hambúrguer feito em laboratório em apenas cinco anos.

Mas o desafio não está necessariamente o de criar a melhor alternativa em sabor e aparência – mas antes a redução do custo de produção, para que os consumidores encarem a carne de laboratório como uma alternativa viável à carne tradicional. E, se as coisas continuarem a evoluir como estão, isso está prestes a acontecer.

Em 2013, fazer um hambúrguer in vitro de cerca de 140 gramas, construído a partir de pedaços de tecido muscular de carne cultivados em laboratório, custava cerca de 325 mil dólares.

Agora, com os constantes avanços na indústria neste campo, o preço foi reduzido para apenas 11,36 dólares – 30 mil vezes menos do que quando foi feito pela primeira vez.

Isso faz com que a carne cultivada em laboratório seja apenas 3 ou 4 vezes mais cara do que a carne picada tradicional. Se a maior barreira para a colocar no mercado for o custo, parece que estamos quase a chegar lá.

Considerando o ambiente de crescimento ideal, as células estaminais podem produzir uma grande quantidade de carne. Uma única célula estaminal de peru poderia, teoricamente, ser usada para produzir músculos suficientes para fabricar 20 biliões de nuggets de peru.

Dada a crescente procura de alimentos em todo o mundo, uma inovação desta magnitude tem o potencial de revolucionar o sistema alimentar industrial em todo o mundo.

A mudança teria também grandes benefícios ambientais. Actualmente, o objectivo do sistema alimentar industrial é responder à crescente procura de alimentos, através da criação de gado em pequenas quantidades de terra, produzido a um preço muito acessível.

Isso levou à produção em massa de “fábricas de gado”, que emitem grandes quantidades de gases de efeito estufa. O alimento feito em laboratório poderia reduzir essas emissões em 90% e reduzir o uso da terra em 99%.

Com tais benefícios, só precisamos de o tornar economicamente viável – e convencer as pessoas a dar uma oportunidade aos hambúrgueres cultivados em laboratório.

PARTILHAR

RESPONDER

PCP quer referendo à regionalização em 2021

O líder parlamentar comunista anunciou, esta sexta-feira, a entrega no Parlamento de um projeto de resolução com o calendário da criação das regiões administrativas em 2021, incluindo um referendo entre abril e junho daquele ano. "PS, …

Alcochete. Jogadores vão testemunhar por videoconferência

O coletivo de juízes que está a julgar o processo do ataque à academia de Alcochete, no Tribunal de Monsanto, decidiu, esta sexta-feira, que os jogadores do Sporting testemunhem por videoconferência. O Sporting, na qualidade de …

"Todos os caminhos levam a Putin". Donald Trump deverá ser acusado formalmente nos próximos dias

Os democratas estão a desenvolver o processo de destituição de Donald Trump, reforçando o foco na Federação Russa e nas ligações ao Presidente da Rússia, Vladimir Putin, quando começam a esboçar o texto acusatório do …

Marcha pelo Clima juntou milhares em Madrid. Greta saiu por recomendação da polícia

Milhares de pessoas participaram, esta sexta-feira, em Madrid, na Marcha pelo Clima, encabeçada pela jovem ativista ambiental sueca, que teve de abandonar a manifestação por recomendação da polícia. A Marcha pelo Clima começou às 18h00 locais, …

City vs United. Em Manchester, há uma guerra anónima a ser travada entre oriente e ocidente

Este sábado, Manchester City e Manchester United defrontam-se dentro de campo. Mas fora das quatro linhas decorre uma batalha oculta pelo domínio ideológico de gestão. O dérbi de Manchester é sempre um confronto importante no calendário …

Múmias milenares tinham tatuagens escondidas (e já podemos vê-las)

As tatuagens escondidas em antigas múmias egípcias estão agora a ser reveladas pelos cientistas, usando uma nova tecnologia de infravermelho, permitindo vislumbrar como os membros da sociedade há três mil anos viviam e trabalhavam. Tatuagens semelhantes …

Miguel Albuquerque avisa: deputados madeirenses do PSD podem viabilizar OE

O presidente da estrutura regional do PSD/Madeira, Miguel Albuquerque, disse esta sexta-feira que os três deputados na Assembleia da República poderão votar o Orçamento do Estado caso as reivindicações da região estejam asseguradas. “O Orçamento do …

"Não há falta de médicos" nos hospitais de Coimbra e Algarve, diz Marta Temido

A ministra da Saúde afirmou esta sexta-feira que não há falta de médicos nos centros hospitalares universitários do Algarve e de Coimbra, admitindo que poderá haver necessidade de rever escalas e formas de organização. “Não me …

Já pode beber uma cerveja que nunca "morre"

https://vimeo.com/377813387 Cientistas chineses criaram uma levedura geneticamente modificada que faz com que a cerveja nunca "morra". Esta inovação pode aumentar o prazo de validade da cerveja, com uma alteração mínima ao seu sabor. Não há nada melhor …

Cotrim Figueiredo: "Siza Vieira não tem peso político para levar a sua avante”

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, "não tem peso político para levar a sua avante" neste Governo, disse o deputado da Iniciativa Liberal João Cotrim Figueiredo, que é também candidato único à liderança do …