Carne feita em laboratório poderá estar no mercado brevemente

(dr) Maastricht University

-

O conceito de carne cultivada em laboratório não é novo, e várias empresas estão a investir no aperfeiçoamento do processo.

A Memphis Meats, por exemplo, está a desenvolver uma forma de criar carne sem abate de animais. Já a Tyson Foods lançou um fundo de capital de risco para investir nesta área, enquanto a Mosa Meat espera servir o primeiro hambúrguer feito em laboratório em apenas cinco anos.

Mas o desafio não está necessariamente o de criar a melhor alternativa em sabor e aparência – mas antes a redução do custo de produção, para que os consumidores encarem a carne de laboratório como uma alternativa viável à carne tradicional. E, se as coisas continuarem a evoluir como estão, isso está prestes a acontecer.

Em 2013, fazer um hambúrguer in vitro de cerca de 140 gramas, construído a partir de pedaços de tecido muscular de carne cultivados em laboratório, custava cerca de 325 mil dólares.

Agora, com os constantes avanços na indústria neste campo, o preço foi reduzido para apenas 11,36 dólares – 30 mil vezes menos do que quando foi feito pela primeira vez.

Isso faz com que a carne cultivada em laboratório seja apenas 3 ou 4 vezes mais cara do que a carne picada tradicional. Se a maior barreira para a colocar no mercado for o custo, parece que estamos quase a chegar lá.

Considerando o ambiente de crescimento ideal, as células estaminais podem produzir uma grande quantidade de carne. Uma única célula estaminal de peru poderia, teoricamente, ser usada para produzir músculos suficientes para fabricar 20 biliões de nuggets de peru.

Dada a crescente procura de alimentos em todo o mundo, uma inovação desta magnitude tem o potencial de revolucionar o sistema alimentar industrial em todo o mundo.

A mudança teria também grandes benefícios ambientais. Actualmente, o objectivo do sistema alimentar industrial é responder à crescente procura de alimentos, através da criação de gado em pequenas quantidades de terra, produzido a um preço muito acessível.

Isso levou à produção em massa de “fábricas de gado”, que emitem grandes quantidades de gases de efeito estufa. O alimento feito em laboratório poderia reduzir essas emissões em 90% e reduzir o uso da terra em 99%.

Com tais benefícios, só precisamos de o tornar economicamente viável – e convencer as pessoas a dar uma oportunidade aos hambúrgueres cultivados em laboratório.

PARTILHAR

RESPONDER

Entre indiretas a Rui Moreira e farpas a Costa, Rio acusa PS de ter desistido de ganhar o Porto

O Presidente do PSD participou na apresentação da candidatura de Vladimiro Feliz, que considera "competente" e "trabalhador" à Câmara do Porto. Por outro lado, Rio usou a ocasião para acusar o PS de ir a …

Cientistas descobrem o segredo das pessoas que vivem mais de 105 anos

Uma equipa de investigadores descobriu que os idosos que vivem mais de 105 anos tendem a possuir uma base genética única que torna os seus corpos mais eficazes na reparação de ADN. Esta é a primeira …

Quem já teve covid-19 pode agendar vacina em junho. No verão, vacinados podem vir a deixar máscara

Os doentes recuperados há mais de seis meses de infeção por SARS-CoV-2 vão poder marcar a sua vacinação através do portal de auto-agendamento a partir da primeira semana de junho, confirmou fonte da task force …

Governo aprova 11 milhões de euros para SIRESP de indemnização compensatória

A indemnização compensatória foi aprovada no dia em que o Presidente da República promulgou o decreto-lei que define o modelo transitório de gestão, operação, manutenção, modernização e ampliação da rede de comunicações do Estado SIRESP. O …

Tal como os humanos, há animais que podem sofrer ataques cardíacos (mas é raro)

Todos os dias milhões de pessoas no mundo são vítimas de ataques cardíacos. Mas será possível que também os animais possam passar por isto? Um ataque cardíaco ocorre quando um vaso sanguíneo que distribui sangue oxigenado …

Antigos corais revelam terramoto em "câmara lenta". Durou 32 anos

Uma equipa de investigadores descobriu um terramoto em "câmara lenta" que durou 32 anos - o mais lento já registado. O sismo levou eventualmente ao catastrófico terramoto de Sumatra em 1861. Terramotos de "câmara lenta" ou …

Astrónomos encontram uma das mais antigas estrelas do Universo

Uma equipa de investigadores descobriu uma estrela gigante vermelha a 16 mil anos-luz de distância que parece ser um membro da segunda geração de estrelas do Universo. Embora tenhamos uma boa compreensão da forma como o …

Marinha dos EUA está a desenvolver drones para matar ovos em ninhos de pássaros selvagens

A Marinha norte-americana e a empresa Hitron Technologies uniram esforços para desenvolver um drone autónomo projetado especificamente para procurar e destruir o maior inimigo da Marinha: os pássaros. Os drones, que estão já a ser testados …

Cientistas criam hologramas que se movem pelo ar

Uma equipa de cientistas da Universidade Brigham Young, nos Estados Unidos, conseguiu desenvolver um holograma que projeta imagens em movimento. Se é fã de Star Treck, ficará impressionado com a mais recente inovação. Um grupo de …

Gangue detido por falsificar a especiaria mais cara do mundo

As autoridades espanholas detiveram um gangue que fazia milhões de euros por ano a falsificar a especiaria mais cara do mundo: o açafrão. Os 17 membros da quadrilha foram detidos na região de Castela-Mancha. Os criminosos …