Confetis de papel e purpurinas biodegradáveis. Este ano, o Carnaval é amigo do ambiente

maique martens / Flickr

Um pouco por todo o país, as organizações dos corsos carnavalescos tentam reforçar a sustentabilidade ambiental dos eventos. Dos fatos aos confetis, também os foliões podem contribuir para um Carnaval mais amigo do ambiente.

Copos reutilizáveis é já uma das medidas adotadas pelas organizações dos corsos carnavalescos para reforçar a sustentabilidade ambiental dos eventos. Mas, numa altura em que o apelo ao consumo é grande, torna-se importante que as autarquias tomem medidas para transformar o Carnaval numa festividade amiga do ambiente.

No entanto, segundo o Diário de Notícias, a responsabilidade de fazer com que os festejos sejam mais sustentáveis está também nas mãos dos foliões.

Carmen Lima, coordenadora do Centro de Informação de Resíduos da Quercus, disse ao matutino que “esta é uma altura do ano em que há um pico de consumo. Há a aquisição de novos fatos, muitas vezes com preços competitivos, feitos em fibras sintéticas, geralmente em países onde não há controlo de aspetos ambientais”.

Sobre este assunto, a responsável lamenta ainda o facto de “nunca ter sido noticiado que há aproveitamento de fatos de uns anos para os outros nas grandes festas“. Desta forma, e para tornar o Carnaval mais sustentável este ano, Carmen Lima sugere que os foliões optem pela reutilização ou pelo aluguer dos fatos.

Confetis e serpentinas são outras das preocupações, uma vez que configuram uma grande fonte de lixo. Este problema agravou-se nos últimos anos com o aparecimento de confetis de plástico a preços acessíveis e, dado que são muito difíceis de apanhar do chão, “há o risco de contaminação do ambiente com produtos que não são biodegradáveis”.

Em alternativa, Carmen Lima destaca os confetis de papel. “É possível fazer confetis com as folhas das árvores que se apanham no chão, usando furadores. Desta forma, não têm um impacto negativo se forem libertados na rua. E não se gasta um recurso”, refere a engenheira do ambiente.

As purpurinas, como são plástico, são também uma ameaça para o ambiente. Regra geral, as purpurinas são feitas com pequenos pedaços de plástico (polietileno tereftalato) e alumínio – os chamados microplásticos.

“Normalmente, aplicam-se na pele. Deviam ser removidas com um material que as agarre e não através da lavagem. Quando a pessoa vai tomar banho, acabam por ir diretamente para o mar”, alerta Carmen Lima.

Mas há uma solução. Várias empresas têm vindo a desenvolver purpurinas e glitter biodegradáveis. No Brasil, por exemplo, as marcas Viva Purpurina Biodegradável e a Glitter Ecológico estão a comercializar produtos que garantem ser não tóxicos, ou seja, que não prejudicam os ecossistemas, avança o DN.

Autarquias conscientes

Nos últimos anos, várias autarquias anunciaram medidas com vista a reduzir o impacto ambiental dos seus eventos de Carnaval, uma consciência que tem vindo a aumentar à medida que o tempo passa a ameaça é maior.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Torres Vedras adiantou que irá manter o EcoCopo (copo reutilizável), um a medida já adotada em anos anteriores. Além disso, vai proibir a entrada e transação de garrafas de vidro e de plástico no evento.

Em Loulé, no Algarve, a organização do Carnaval informou que “uma das novidades passa pela utilização de copos de papel 100% biodegradáveis, reutilizáveis até quatro ou cinco vezes e compostáveis, que serão distribuídos pelos bares existentes no recinto”.

Já em Ovar, a autarquia anunciou que vai impor aos bares o uso de copos recicláveis, com um custo associado, o que permitirá reduzir a circulação desses recipientes em mais de 60%.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Trump sugere que os mexicanos são uma ameaça terrorista maior do que o Daesh

O Presidente Donald Trump sugeriu que os mexicanos são uma ameaça muito maior do que o Daesh. Respondendo uma vez mais às críticas sobre ter retirado as tropas dos Estados Unidos (EUA) junto à fronteira …

Grécia. Incêndio em campo de refugiados deixa 600 pessoas sem alojamento

Um incêndio no campo de identificação e registo de migrantes de Vathy, na ilha grega de Samos, deixou 600 refugiados sem alojamento, alertou na terça-feira a organização não-governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF). "Em Vathy, seis …

Lista candidata à Ordem dos Enfermeiros excluída por ter poucos homens

Uma das listas candidatas às eleições para a Ordem dos Enfermeiros foi excluída por ter poucos homens. A comissão eleitoral nomeada explica que a lista não respeita a lei da paridade, aprovada pela Assembleia da …

“É a desilusão”. PSD queria novos ministros na Saúde, Educação e Justiça

  O PSD defendeu esta quarta-feira que "não há um novo Governo", mas "uma remodelação com alargamento", com um executivo aumentado e "mais partidário", considerando "uma desilusão" a continuidade em pastas como Saúde, Educação e Justiça. "Não …

Dobradinha poderá render 1,6 milhões de euros a Bruno Lage

Caso consiga alcançar a dobradinha, isto é, vencer o campeonato e a Taça de Portugal, o treinador do Benfica, Bruno Lage, receberá em prémios cerca de 1,6 milhões de euros brutos, avança a imprensa desportiva. A …

Lisboa aumenta seis vezes IMI de prédios devolutos nos centros

A Câmara de Lisboa vai aumentar, em 2020, seis vezes a taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para os prédios devolutos nas zonas de maior pressão urbanística, anunciou esta quarta-feira o vereador das Finanças, …

Polícia entrou na federação de futebol da Bulgária e deteve cinco pessoas

Já depois de Borislav Mihailov se ter demitido da presidência da federação da Bulgária, uma unidade da estrutura policial que luta contra o crime organizado no país entrou esta terça-feira na sede da federação, em …

Família holandesa vivia há 9 anos numa cave à espera “do fim dos tempos”

A policia holandesa encontrou uma família de seis pessoas na cave de uma quinta no nordeste do país, onde viviam em isolamento há nove anos e, segundo a imprensa, esperavam “o fim dos tempos”. A polícia …

Kim Jong-un subiu montanha sagrada a cavalo (e deixou a Coreia à espera de um grande anúncio)

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, foi ao monte Paektu, a montanha considerada sagrada pelos norte-coreanos, dar um passeio a cavalo. As imagens foram divulgadas pela agência estatal KCNA, tendo surgido especulações de que virá aí …

Uma questão de físico. Já se sabe porque o Manchester United desistiu de João Félix

Foi a "falta de físico" que afastou João Félix do Manchester United. O clube inglês ponderou contratar a jovem estrela do Benfica, antes da sua mudança para o Atlético de Madrid, mas acabou por desistir …