Confetis de papel e purpurinas biodegradáveis. Este ano, o Carnaval é amigo do ambiente

maique martens / Flickr

Um pouco por todo o país, as organizações dos corsos carnavalescos tentam reforçar a sustentabilidade ambiental dos eventos. Dos fatos aos confetis, também os foliões podem contribuir para um Carnaval mais amigo do ambiente.

Copos reutilizáveis é já uma das medidas adotadas pelas organizações dos corsos carnavalescos para reforçar a sustentabilidade ambiental dos eventos. Mas, numa altura em que o apelo ao consumo é grande, torna-se importante que as autarquias tomem medidas para transformar o Carnaval numa festividade amiga do ambiente.

No entanto, segundo o Diário de Notícias, a responsabilidade de fazer com que os festejos sejam mais sustentáveis está também nas mãos dos foliões.

Carmen Lima, coordenadora do Centro de Informação de Resíduos da Quercus, disse ao matutino que “esta é uma altura do ano em que há um pico de consumo. Há a aquisição de novos fatos, muitas vezes com preços competitivos, feitos em fibras sintéticas, geralmente em países onde não há controlo de aspetos ambientais”.

Sobre este assunto, a responsável lamenta ainda o facto de “nunca ter sido noticiado que há aproveitamento de fatos de uns anos para os outros nas grandes festas“. Desta forma, e para tornar o Carnaval mais sustentável este ano, Carmen Lima sugere que os foliões optem pela reutilização ou pelo aluguer dos fatos.

Confetis e serpentinas são outras das preocupações, uma vez que configuram uma grande fonte de lixo. Este problema agravou-se nos últimos anos com o aparecimento de confetis de plástico a preços acessíveis e, dado que são muito difíceis de apanhar do chão, “há o risco de contaminação do ambiente com produtos que não são biodegradáveis”.

Em alternativa, Carmen Lima destaca os confetis de papel. “É possível fazer confetis com as folhas das árvores que se apanham no chão, usando furadores. Desta forma, não têm um impacto negativo se forem libertados na rua. E não se gasta um recurso”, refere a engenheira do ambiente.

As purpurinas, como são plástico, são também uma ameaça para o ambiente. Regra geral, as purpurinas são feitas com pequenos pedaços de plástico (polietileno tereftalato) e alumínio – os chamados microplásticos.

“Normalmente, aplicam-se na pele. Deviam ser removidas com um material que as agarre e não através da lavagem. Quando a pessoa vai tomar banho, acabam por ir diretamente para o mar”, alerta Carmen Lima.

Mas há uma solução. Várias empresas têm vindo a desenvolver purpurinas e glitter biodegradáveis. No Brasil, por exemplo, as marcas Viva Purpurina Biodegradável e a Glitter Ecológico estão a comercializar produtos que garantem ser não tóxicos, ou seja, que não prejudicam os ecossistemas, avança o DN.

Autarquias conscientes

Nos últimos anos, várias autarquias anunciaram medidas com vista a reduzir o impacto ambiental dos seus eventos de Carnaval, uma consciência que tem vindo a aumentar à medida que o tempo passa a ameaça é maior.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Torres Vedras adiantou que irá manter o EcoCopo (copo reutilizável), um a medida já adotada em anos anteriores. Além disso, vai proibir a entrada e transação de garrafas de vidro e de plástico no evento.

Em Loulé, no Algarve, a organização do Carnaval informou que “uma das novidades passa pela utilização de copos de papel 100% biodegradáveis, reutilizáveis até quatro ou cinco vezes e compostáveis, que serão distribuídos pelos bares existentes no recinto”.

Já em Ovar, a autarquia anunciou que vai impor aos bares o uso de copos recicláveis, com um custo associado, o que permitirá reduzir a circulação desses recipientes em mais de 60%.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Investigadores desenvolvem robô-cientista (e já descobriu um novo catalisador)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, construiu um robô-cientista móvel inteligente, que realiza experiências sem ajuda humana. O novo robô-cientista toma decisões sozinho e já descobriu um novo catalisador. Segundo a …

Sérgio Figueiredo deixa direção de informação da TVI

Sérgio Figueiredo saiu do cargo de diretor de informação da TVI, anuncia a estação de televisão em comunicado enviado às redações. A cessação de funções é efetiva a partir desta sexta (10) e põe fim a …

Dinamarca lança "passaporte covid-19"

O Governo da Dinamarca lançou o "passaporte covid-19", um documento que atesta que o portador do mesmo não teve um resultado positivo ao novo coronavírus recentemente. Deverá ser utilizado em viagens internas ou externas. De …

Mais oito mortes e 342 novos casos. Mais 305 pessoas dadas como recuperadas

Portugal regista este sábado mais oito mortes por covid-19 e mais 342 casos confirmados em relação a sexta-feira, segundo dados da Direção-Geral de Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico diário da DGS, há 46.221 casos …

Ainda há esperança para os gorilas mais raros do mundo. Foram fotografados com crias

Os gorilas do rio Cross, os mais raros do mundo, foram fotografados na Nigéria com algumas crias, aumentando a esperança para esta espécie de primatas. A fotografias foram divulgadas por uma organização não-governamental nigeriana, a …

"Já sofreu muito". Trump comuta pena de prisão do seu amigo e antigo conselheiro Roger Stone

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comutou a pena de prisão do seu amigo e antigo conselheiro Roger Stone, que foi condenado em fevereiro a 40 meses de prisão, anunciou sexta-feira a Casa Branca. Roger …

Armas, droga, sucata e prostituição financiam neonazis portugueses (mas lucros não vão todos para a causa)

Os grupos neonazis portugueses são "bastante desorganizados" e financiam-se com dinheiro obtido em negócios ilícitos, como o tráfico de armas, de droga e de mulheres para prostituição e a sucata. Mas os ganhos obtidos não …

"Nem de perto nem de longe". DGS não recomenda reabertura de parques infantis

A reabertura de parques infantis não é “nem de perto nem de longe” recomendada pela Direção-Geral de Saúde (DGS), disse a diretora-geral que explicou que as crianças devem brincar no modelo de “bolhas familiares”. “Pela sua …

Pastor presbiteriano é o novo (e quarto) ministro da Educação de Bolsonaro

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, nomeou esta sexta-feira o professor e pastor presbiteriano Milton Ribeiro para ministro da Educação, sucedendo no cargo a Carlos Decotelli, que se demitiu antes de tomar posse. É o quarto ministro …

Pedro Nuno Santos e Medina vão esperar sentados pelo lugar de Costa (mas o ministro já mexe os cordelinhos)

Há dois nomes que começam a ganhar força como possíveis sucessores de António Costa na liderança do PS - Pedro Nuno Santos e Fernando Medina. Mas ainda vão ter que esperar "bastante" por isso, prevê …