Confetis de papel e purpurinas biodegradáveis. Este ano, o Carnaval é amigo do ambiente

maique martens / Flickr

Um pouco por todo o país, as organizações dos corsos carnavalescos tentam reforçar a sustentabilidade ambiental dos eventos. Dos fatos aos confetis, também os foliões podem contribuir para um Carnaval mais amigo do ambiente.

Copos reutilizáveis é já uma das medidas adotadas pelas organizações dos corsos carnavalescos para reforçar a sustentabilidade ambiental dos eventos. Mas, numa altura em que o apelo ao consumo é grande, torna-se importante que as autarquias tomem medidas para transformar o Carnaval numa festividade amiga do ambiente.

No entanto, segundo o Diário de Notícias, a responsabilidade de fazer com que os festejos sejam mais sustentáveis está também nas mãos dos foliões.

Carmen Lima, coordenadora do Centro de Informação de Resíduos da Quercus, disse ao matutino que “esta é uma altura do ano em que há um pico de consumo. Há a aquisição de novos fatos, muitas vezes com preços competitivos, feitos em fibras sintéticas, geralmente em países onde não há controlo de aspetos ambientais”.

Sobre este assunto, a responsável lamenta ainda o facto de “nunca ter sido noticiado que há aproveitamento de fatos de uns anos para os outros nas grandes festas“. Desta forma, e para tornar o Carnaval mais sustentável este ano, Carmen Lima sugere que os foliões optem pela reutilização ou pelo aluguer dos fatos.

Confetis e serpentinas são outras das preocupações, uma vez que configuram uma grande fonte de lixo. Este problema agravou-se nos últimos anos com o aparecimento de confetis de plástico a preços acessíveis e, dado que são muito difíceis de apanhar do chão, “há o risco de contaminação do ambiente com produtos que não são biodegradáveis”.

Em alternativa, Carmen Lima destaca os confetis de papel. “É possível fazer confetis com as folhas das árvores que se apanham no chão, usando furadores. Desta forma, não têm um impacto negativo se forem libertados na rua. E não se gasta um recurso”, refere a engenheira do ambiente.

As purpurinas, como são plástico, são também uma ameaça para o ambiente. Regra geral, as purpurinas são feitas com pequenos pedaços de plástico (polietileno tereftalato) e alumínio – os chamados microplásticos.

“Normalmente, aplicam-se na pele. Deviam ser removidas com um material que as agarre e não através da lavagem. Quando a pessoa vai tomar banho, acabam por ir diretamente para o mar”, alerta Carmen Lima.

Mas há uma solução. Várias empresas têm vindo a desenvolver purpurinas e glitter biodegradáveis. No Brasil, por exemplo, as marcas Viva Purpurina Biodegradável e a Glitter Ecológico estão a comercializar produtos que garantem ser não tóxicos, ou seja, que não prejudicam os ecossistemas, avança o DN.

Autarquias conscientes

Nos últimos anos, várias autarquias anunciaram medidas com vista a reduzir o impacto ambiental dos seus eventos de Carnaval, uma consciência que tem vindo a aumentar à medida que o tempo passa a ameaça é maior.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Torres Vedras adiantou que irá manter o EcoCopo (copo reutilizável), um a medida já adotada em anos anteriores. Além disso, vai proibir a entrada e transação de garrafas de vidro e de plástico no evento.

Em Loulé, no Algarve, a organização do Carnaval informou que “uma das novidades passa pela utilização de copos de papel 100% biodegradáveis, reutilizáveis até quatro ou cinco vezes e compostáveis, que serão distribuídos pelos bares existentes no recinto”.

Já em Ovar, a autarquia anunciou que vai impor aos bares o uso de copos recicláveis, com um custo associado, o que permitirá reduzir a circulação desses recipientes em mais de 60%.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

ESA prepara-se para intercetar pela primeira vez um cometa puro

A Agência Espacial Europeia (ESA) desenvolveu um projeto que visa intercetar um cometa puro - um corpo celeste que nunca passou pelo Sistema Solar -, quando este se aproximar da órbita da Terra em meados …

Astrónomos encontraram uma nova (e surpreendente) cratera em Marte

Marte não se "magoa" facilmente mas, quando acontece, o resultado pode ser quase comparado a uma obra de arte. Uma cratera, descoberta em abril pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), é a prova disso. Notável não só …

Elon Musk alerta: Civilização pode colapsar daqui a 30 anos

De acordo com Elon Musk, uma "bomba populacional" vai surgir nas próximas décadas, quando uma população mundial cada vez mais idosa chocar com a queda das taxas de natalidade em todo o mundo. Esta não é …

O mundo árabe está menos religioso. Mas continua homofóbico

Há cada vez mais árabes que dizem não ter religião. Esta é a principal conclusão de uma grande sondagem feita a mais de 25 mil cidadãos de países árabes pelo centro de pesquisa Arab Network …

Tina morreu durante 27 minutos e foi ressuscitada 8 vezes. Quando acordou, escreveu "é real"

Uma mulher norte-americana entrou em paragem cardíaca em fevereiro de 2018 quando se preparava para fazer uma caminhada com o seu marido Brian. Depois de desmaiar, Brian ressuscitando-a duas vezes antes de os paramédicos chegarem para …

"Homem-árvore" pede que as suas mãos sejam amputadas

Abul Bajandar, um homem de 28 anos do Bangladesh conhecido como "Homem-árvore" devido às incomuns verrugas que nascem nos seus membros, pediu que as suas mãos fossem amputadas para aliviar as dores insuportáveis.  Bajandar sofre de …

EUA. Senadores republicanos do Oregon fogem para não aprovar lei ambiental

Senadores estaduais do Oregon, nos Estados Unidos (EUA), encontram-se a monte desde quinta-feira para não votarem uma lei ambiental. Procurados pela polícia, voltaram este domingo a faltar a uma sessão legislativa, impedindo que haja quórum …

O planeta enfrenta um "apartheid climático"

O planeta está confrontado com um “'apartheid' climático”. De um lado, os ricos que se podem adaptar melhor às alterações climáticas, e do outro, os pobres que vão sofrer mais, disse esta segunda-feira um especialista …

Governo repõe 40 horas semanais para trabalhadores do CNB. Greve mantém-se

A partir de 1 de julho, os trabalhadores da Companhia Nacional de Bailado (CNB) voltarão às 40 horas semanais, numa uniformização laboral com os trabalhadores do Teatro Nacional de São Carlos. A decisão foi comunicada, esta …

Nova espécie de planta fóssil descoberta em Gondomar

Annularia noronhai foi encontrada no meio da cidade de Gondomar. Tem 300 milhões de anos, é um parente muito afastado da cavalinha e diz muito sobre o clima da época. Uma nova espécie de planta já …