Carlos Tavares sabia da crise no GES antes do aumento de capital

Manuel de Almeida / Lusa

Carlos Tavares já tinha conhecimento da desconformidade nas contas da Espírito Santo Internacional, a principal holding do GES, antes do aumento de capital do BES.

Em fevereiro de 2014, o então presidente da Comissão do Mercado de Valores Imobiliários (CMVM), Carlos Tavares, foi informado de que a Espírito Santo Internacional (ESI), a principal holding do Grupo Espírito Santo (GES), apresentava desconformidade nas suas contas. Isto numa altura em que o banco se preparava para um aumento de capital de mais de mil milhões de euros.

Assim, Carlos Tavares foi informado quatro meses antes da data em que disse aos deputados ter sabido da crise no GES, avança o Público.

No despacho de acusação no caso BES lê-se que, em fevereiro de 2014, Carlos Tavares esteve reunido com dois sócios da auditora KPMG, que o puseram a par da “situação da ESI, os ajustamentos identificados na sua situação patrimonial, a necessidade de constituição de provisão ao nível da Espírito Santo Financial Group (ESFG), o seu valor, e o mecanismo da garantia concedida pela ESFG”.

Além disso, o problema foi dado a conhecer ao Banco de Portugal no final de 2013. O BdP avançou com medidas para separar o GES do BES a 4 de fevereiro de 2014.

O Ministério Público conclui ainda que Ricardo Salgado ordenou a falsificação das contas da ESI, fazendo parecer que a holding era lucrativa, que permitiu à ESI continuar a financiar-se junto dos clientes BES. O Público escreve que, em setembro de 2013, a ESI tinha colocado 5,6 mil milhões de euros de dívida aos balcões do banco, embora não tivesse capacidade de a pagar.

A situação foi comunicada a Carlos Tavares a fevereiro de 2014, apesar de na comissão parlamentar de inquérito ao BES, em novembro do mesmo ano, o então presidente da CMVM ter dito que “desconhecia os factos”.

“Há uma carta que nós recebemos a 10 de Junho que é uma comunicação muito importante dos auditores” a revelar o “aumento da exposição do BES ao GES”, disse Carlos Tavares.

Carlos Tavares disse também que se tivesse conhecimento que haveria risco de crédito para o BES, então “não teria autorizado” o banco a realizar o aumento de capital em maio de 2014. Questionado sobre porque é que não suspendeu a operação de mercado, disse que “a CMVM não pode suspender emissões de capital”.

“Em resultado desta auditoria limitada, foram identificadas irregularidades materialmente relevantes nas demonstrações financeiras da ESI, pondo em causa a completude e veracidade dos seus registos contabilísticos, e que consistem, designadamente, na não preparação de contas consolidadas, não contabilização de passivos financeiros de elevada dimensão, sobrevalorização de ativos, não reconhecimento de provisões para riscos e contingências diversas, suporte inadequado de registos contabilísticos e transações cuja forma não corresponde à respetiva substância”, lê-se num comunicado da ESFG, em maio de 2014, via CMVM.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Vídeo mostra salmões feridos devido ao sobreaquecimento das águas

O vídeo foi gravado por um grupo de conservação ambiental depois de uma onda de calor no Noroeste Pacífico que fez as temperaturas da água atingirem os 21 graus Celsius. De acordo com o jornal The …

Uma prenda de aniversário. Israelita doou um dos seus rins a um menino palestiniano

Uma israelita quis doar um rim a um estranho. Estranho esse que acabou por ser uma criança, de apenas três anos, que vive na Faixa de Gaza, na Palestina. De acordo com a agência Associated Press, …

Novo método permite eliminar a bioincrustação marinha eficazmente

Um projeto inovador demonstrou como os revestimentos de superfície eletricamente carregados podem eliminar a bioincrustação marinha ou o crescimento de organismos marinhos, melhorando a operação e manutenção de embarcações navais. A bioincrustação marinha é um fenómeno …

Aglomerado de safiras estrela encontrado no Sri Lanka pode ser o maior do mundo

Um aglomerado de safiras estrela do mundo foi encontrado num quintal no Sri Lanka. A pedra é azul, pesa 510 quilos e estima-se que valha cerca de 84 milhões de euros. A pedra foi encontrada …

Médico sírio acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade

Um médico sírio foi acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade por supostamente torturar e matar pessoas em hospitais militares no seu país de origem, informaram os promotores na quarta-feira. O Ministério Público Federal de …

Justiça climática. Vamos todos sofrer com as alterações climáticas, mas não de forma igual

A recente onda de calor na América do Norte é mais um exemplo de que apesar de ser um problema global, as alterações climáticas não vão afectar todos igualmente e podem exacerbar injustiças sociais e …

Os exemplos que Portugal deve seguir (e evitar) nas últimas etapas da pandemia

No plano apresentado pela equipa de Raquel Duarte comparam-se as estratégias opostas adotadas por Israel e Reino Unido, com a segunda a merecer nota negativa por parte dos investigadores. Os dados foram lançados na reunião que …

Jogos da Taça da Liga de sábado adiados para domingo para poderem ter público

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) anunciou, esta quinta-feira, que os jogos da Taça da Liga agendados para sábado vão ser adiados para domingo, para que possam ter público nas bancadas. "A Liga, …

Dinamarca enfrenta acção legal por querer repatriar refugiados sírios

O governo dinamarquês quer repatriar sírios naturais de Damasco depois de um relatório mostrar que há zonas da Síria onde a segurança melhorou. A decisão está a ser criticada por activistas e o caso pode …

Pela primeira vez, foi observada luz por detrás de um buraco negro

Um estudo divulgado esta quarta-feira revelou a primeira observação direta da luz por detrás de um buraco negro, através da deteção de pequenos sinais luminosos de raios-X, confirmando a Teoria da Relatividade Geral, de Einstein. Segundo …