A Terra teve um campo magnético primitivo (e é mais forte do que se pensava)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Rochester, nos Estados Unidos, encontrou evidências que sugerem que o campo magnético primitivo que se formou à volta da Terra é mais forte do que os especialistas pensavam.

A nova análise, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica PNAS, sugere que a Terra possuía um campo magnético há 4,2 mil milhões de anos, sendo este especialmente forte entre 4,1 e 4 mil milhões de anos.

Nesta altura, sustentam os cientistas, o “escudo magnético” da Terra era gerado por reações químicas no interior do planeta, que acabaram por arrefecer após a sua formação.

O processo que alimentava o campo magnético primitivo é diferente do de agora: atualmente, o campo magnético é gerado pelo movimento no núcleo de ferro líquido da Terra; este campo é invisível, mas crucial para a vida na Terra, uma vez que protege o nosso planeta de partículas perigosas oriundas do Sol.

“Acreditamos que o campo magnético preservou a habitabilidade planetária em dois momentos-chave da história da Terra: o Hadeano e o mais recente Ediacarano, há cerca de 565 milhões de anos, quando o campo magnético entrou em colapso quase completo antes do início do crescimento do núcleo interno”, explicou John Tarduno, o cientista que liderou o estudo, citado pelo portal Newsweek.

“A nossa hipótese sustenta que o campo era inicialmente forte, mas, ao longo de mil milhões de anos, tornou-se gradualmente mais fraco à medida que o dínamo se tornou menos eficiente. Depois, o núcleo interno começou a crescer e o campo voltou a ganhar força. Atualmente, estamos a recolher dados de fontes em tudo o mundo para rastrear esta história”, revelou o especialista.

De olhos postos na habitabilidade de outros mundos

A investigação, além de trazer novas informações sobre o “escudo” magnético da Terra, pode ajudar a comunidade científica a perceber se existem outros planetas no Sistema Solar com condições para abrigar vida. “Esta investigação diz-nos algo sobre a formação de uma planeta habitável“, diz Tarduno, citado pelo portal Phys.org.

O especialista recorda a teoria que defende que Marte, tal como a Terra, já teve um campo magnético no início da sua história planetária. No entanto, o campo do Planeta Vermelho entrou em colapso total, não sendo capaz de gerar um novo.

“Assim que Marte perdeu a sua ‘blindagem magnética’, perdeu a sua água (…) Mas ainda não sabemos porque é que o campo entrou em colapso. A ‘blindagem magnética’ inicial é realmente importante, mas também estamos interessados na sustentabilidade de um campo magnético. Este estudo fornece-nos mais dados para descobrir o conjunto de processos que mantêm o escudo magnético da Terra”, rematou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Todo o Universo primitivo pode ter estado a girar em múltiplas direções

Novas evidências sugerem que todo o Universo primitivo esteve a girar como um planeta ou uma galáxia, deixando um rasto que ainda é visível nos céus. De acordo com o New Scientist, a nova teoria baseia-se …

Nicotina contribui para cancro do pulmão formar metástases no cérebro

A nicotina, uma substância não carcinogénica presente no tabaco, contribui para que o cancro no pulmão se dissemine no cérebro, formando metástases, concluiu um estudo publicado na revista Journal of Experimental Medicine. Uma equipa de investigadores …

Nas montanhas suíças, há quartos de hotel sem paredes nem teto

Dois artistas concetuais suíços criaram sete "quartos de hotel" ao ar livre, sem paredes nem teto, mas com vistas para as montanhas da Suíça e de Liechtenstein. A dupla suíça, os irmãos gémeos Frank e Patrik …

Risco de segunda vaga de covid-19 é alto em França

Um estudo publicado esta sexta-feira revela que a chamada "imunidade de grupo" está longe de ser alcançada em França. O risco de uma segunda vaga de covid-19 em França é "extremamente elevado", de acordo com um …

Desvendado mistério das cartas censuradas entre a rainha Maria Antonieta e o seu suposto amante

A natureza da relação entre a rainha Maria Antonieta e o conde sueco Axel de Fersen continua a intrigar os historiadores há mais de um século. Eram realmente amantes? Agora, graças a uma nova análise …

Ministra do Madagáscar afastada por querer gastar 1,8 milhões em rebuçados para disfarçar sabor de "Covid-Organics"

A ministra da Educação do Madagáscar foi destituída esta quinta-feira, depois de ter proposto gastar 1,8 milhões de euros em rebuçados, para distribuir em escolas e atenuar o sabor de uma infusão para a covid-19. A …

Santa Clara 3-2 SC Braga | Açorianos estreiam-se na nova casa com vitória sobre os minhotos

O Santa Clara venceu hoje o Sporting de Braga por 3-2, em jogo da 25.ª jornada da I Liga de futebol em que se assinalou também a estreia da Cidade do Futebol como palco de …

O maior e mais antigo monumento Maia já conhecido foi descoberto no México

O maior e mais antigo monumento já conhecido construído pela civilização Maia, batizado como Aguada Fénix, foi encontrado no sudeste do México. De acordo com o site New Scientist, o Aguada Fénix é uma enorme …

Twitter bloqueia vídeo de campanha de Donald Trump com tributo a George Floyd

O Twitter bloqueou um vídeo de tributo a George Floyd feito pela campanha de reeleição do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. A rede social colocou um rótulo no vídeo da página da conta @TeamTrump, dizendo …

Depois da covid-19, poder haver uma outra doença respiratória à nossa espera

Com o desconfinamento, vamos gradualmente regressando ao normal, mas agora possivelmente com um novo inimigo. A doença dos legionários pode estar escondida nos edifícios que deixamos para trás. Surtos globais de coronavírus forçaram o encerramento de …