Campanha na Madeira arranca com 17 listas a disputar 47 lugares da assembleia

Tiago Petinga / Lusa

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque

A campanha para as eleições legislativas da Madeira, que se realizam dia 22 de setembro, tem início este domingo, com 16 partidos e uma coligação a disputar os 47 lugares no parlamento regional.

PDR, CHEGA, PNR, BE, PS, PAN, Aliança, Partido da Terra-MPT, PCTP/MRPP, PPD/PSD, Iniciativa Liberal, PTP, PURP, CDS-PP, CDU (PCP/PEV), JPP e RIR são as 17 candidaturas validadas para o sufrágio, com um círculo eleitoral único.

Em 2015, nas anteriores eleições, o histórico líder regional Alberto João Jardim (PSD) passou o testemunho a Miguel Albuquerque, mantendo-se a governação social-democrata no arquipélago iniciada em 1976, nas primeiras eleições livres.

Há quatro anos, os sociais-democratas seguraram a maioria absoluta — com que sempre governaram a Madeira — por um deputado, com 24 dos 47 parlamentares.

O PSD obteve 56.569 votos (44,3%), seguindo-se o CDS, que teve 17.489 (13,71%) e com sete deputados se tornou no maior partido da oposição.

A coligação Mudança (PS, PTP, PAN, MPT) reuniu 14.574 votos (11,43%) e elegeu seis deputados. Depois o projeto desfez-se na Assembleia da Madeira e a coligação ficou com cinco lugares, os mesmos do que o JPP, partido que se estreou nessas eleições e teve 13.114 votos. O PTP passou então a desenvolver o seu projeto com um deputado.

A CDU (PCP/PEV) e o BE asseguraram dois deputados cada e o PND, partido que depois foi extinto, também teve um lugar, passando o deputado a independente no resto da legislatura.

Este ano, os cabeças de lista são Filipe Rebolo (PDR), Miguel Tristão Teixeira (CHEGA), Álvaro Araújo (PNR), Paulino Ascensão (BE), Paulo Cafôfo (PS), João Freitas (PAN), Joaquim José Sousa (Aliança), Válter Rodrigues (MPT), Fernanda Calaça (PCTP/MRPP), Miguel Albuquerque (PPD/PSD), Nuno Morna (Iniciativa Liberal), Raquel Coelho (PTP), Rafael Macedo (PURP), Rui Barreto (CDS), Edgar Silva (CDU), Élvio Sousa (JPP) e Roberto Vieira (RIR).

Treze reclusos do Estabelecimento Prisional do Funchal requereram a documentação necessária para exercer o seu direito de voto, um número inferior ao de há quatro anos, altura em que 22 detidos fizeram o pedido.

Em relação a gastos com a campanha, das 17 candidaturas às regionais, 16 preveem despender um total de cerca de 1,3 milhões de euros, com o PS a encabeçar a lista das despesas (com 370 mil euros), enquanto o MPT se recusa “a gastar o dinheiro dos contribuintes”.

Nas regionais de 2015, as 12 candidaturas concorrentes enviaram ao Tribunal Constitucional (TC) orçamentos para as campanhas totalizando mais de 1,6 milhões de euros.

Cerca de cinco a seis mil antigos emigrantes regressados à Madeira podem votar em 22 de setembro, segundo o diretor regional das Comunidades, Sancho Gomes. Em causa estão sobretudo cidadãos vindos da Venezuela.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Robôs substituem estudantes em cerimónia de graduação no Japão

Impedidos de estarem na sua cerimónia de graduação por causa do novo coronavírus, estudantes japoneses marcaram presença com a ajuda de robôs. Com as universidades fechadas devido à pandemia de covid-19, muitos foram os estudantes universitários …

Governo flexibiliza prescrição eletrónica de medicamentos

Esta quinta-feira, foi publicado em Diário da República o decreto-lei que cria o regime excecional de prescrição eletrónica de medicamentos durante o estado de emergência. O Governo criou um regime excecional de prescrição eletrónica de …

Médicos imigrantes impedidos de ajudar a combater o coronavírus nos EUA

Devido às regras dos vistos, muitos médicos imigrantes estão a ser proibidos de ajudar a combater a pandemia de covid-19 fora do hospital em que trabalham. Os Estados Unidos continuam a sentir em força as consequências …

Espanha insiste em emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo"

A ministra da Economia espanhola diz que o acordo alcançado pelo Eurogrupo "fazia falta", mas insiste que haja emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo". O Parlamento espanhol aprovou, entretanto, a renovação do estado …

Hyundai apresenta conceito de novo elétrico conduzido com joysticks

A Hyundai apresentou o conceito para um novo veículo, chamado Prophecy. O carro elétrico não é guiado pelo tradicional volante, mas sim por dois joysticks. As feiras automóveis estão todas interrompidas devido à pandemia de covid-19, …

Hospital da Cruz Vermelha excluído da rede de combate à pandemia

O Hospital da Cruz Vermelha não vai integrar a "rede covid", criada em resposta à pandemia do novo coronavírus, anunciou esta quinta-feira o executivo, realçando que esta decisão é tomada porque, face à situação atual, …

Coronavírus. Luvas de látex são perigosas quando não utilizadas corretamente

Quase como acontece com as máscaras, caso não sejam utilizadas corretamente, as luvas descartáveis de látex podem ser perigosas, ajudando a disseminar mais facilmente o vírus. A pandemia de covid-19 despertou grande interesse de como as …

Bloco de Esquerda "não vai aceitar austeridade" no pós-pandemia

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda diz que "não vai aceitar austeridade" em 2021, após a pandemia da covid-19, e garantiu que, pelo seu partido, "não faltará maioria" para ajudar Portugal a sair de …

Em Canonica d'Adda, homens e mulheres têm dias diferentes para ir às compras

A presidente da câmara de uma pequena cidade da Lombardia, Canonica d'Adda, em Itália, decidiu que homens e mulheres terão dias diferentes para fazer compras, visando limitar a multidão nas lojas e lutar contra a …

Linhas de crédito alargadas a todos os setores de atividade

O Governo alargou os apoios "à globalidade do tecido empresarial", nomeadamente aos setores do comércio e serviços, dos transportes, do imobiliário, da construção, indústrias extrativas e transformadoras. As linhas de crédito lançadas pelo Governo para apoiar …